PubliPost

Vestir o pijama é sacudir do corpo o peso dos dias

Pijama. O ato de vestir o pijama é como entrar em casa por outra porta

Podemos ser todos muito diferentes uns dos outros em muitas matérias. E é bonito que assim seja! Mas quando toca a pijamas… haja consenso. Não na cor, não no toque, não nas combinações. Apenas no ato de vestir o pijama — é entrar em casa por outra porta; é sacudir do corpo o peso dos dias, dos problemas, das preocupações, do que foi menos bom e das ânsias do que está para vir. Lanço aqui o desafio aos terapeutas: podemos começar a considerar “vestir o pijama” parte do processo?

Imaginem um mundo onde se podia ir trabalhar de pijama. Pouco produtivo? Ou mais criativo? Seja como for, os pijamas importam na vida e eu inscrevo-me na lista de fãs.

Como não podia deixar de ser, se há uma iniciativa que os envolva, eu estou lá. E é o caso. O Lidl Portugal deu mais um passo a caminho do amanhã, proporcionando às famílias um sono mais sustentável. Como? Com uma edição limitada de pijamas com certificação ‘Cradle to Cradle’.

 

Ou seja: pijamas cuja produção e energia utilizada no processo de produção reduz o impacto dos gases de efeito de estufa nas alterações climáticas, cujas tintas de estampagem são biodegradáveis, onde os produtos permanecem em ciclos fechados através da reutilização dos materiais, e – muito importante – onde são respeitados o trabalho e direitos humanos de todos os envolvidos na produção dos têxteis.

Os pijamas recicláveis ou biodegradáveis já estão à venda para adultos (homem e mulher) e crianças e custam entre 7,99€ e 12,99€.

Se o mundo vos importa, esta é só mais uma daquelas pequenas decisões que podemos tomar. Go get them!! (Agora em inglês, que sou mãe de um puto internacional :P)

Well done Lidl!

E já que falamos em ambiente, sabem ler os prazos de validade? Tudo o que precisam de conhecer, neste post.

Comentários (1)

  • tão verdade! obrigada por nos lembrar e algo tão bom!

    Responder

Escrever um comentário