Maternidade

Porque é que os adolescentes ficam alérgicos aos pais?

Ter filhos adolescentes é lixado. Ser mãe tens momentos difíceis no geral. Mas os adolescente são um mundo especial. Primeiro porque, ao contrário do que acontece com o cansaço em relação aos bebés, ainda é tabu desabafar sobre isto. Depois, porque na adolescência somos espectadoras de festas de hormonas saltitantes. Esquizofrénicas, até. Como mulheres, sabemos daquilo que elas são capazes: esfranfalham-nos os nervos e o corpo.

Maternidade

O parto da princesa Kate (e não é uma piada com o meu nome)

Parto da princesa. Nenhum é igual. Uns são difíceis, outros são fáceis

O parto da princesa. Mais uma que acaba de parir (há quem ache o verbo feio mas eu gosto bastante, se não concordarem leiam “ter bebé”) com boa cara e o mundo cai de espanto. Como é possível que uma pessoa possa ficar com boa cara depois de um parto? Assim “fresca e fofa” como se nada tivesse acontecido?

Não vou falar sobre o cabeleireiro e maquilhagem da Kate Middleton porque a rapariga é princesa.

Relações

“Os filhos atropelam a paixão e não temos tempo para ir ao hospital”

Os filhos destroem a paixão? E como a podemos recuperar?

O instagram tem o encanto do imediato: escrevo o que estou a sentir, como se respirasse fundo. Foi assim no sábado quando escrevi sobre viver a dois e recebi mais de 100 comentários.
Neste fim de semana fomos até à mágica Herdade da Matinha. A chuva obrigou a algum tempo dentro dos espaços comuns. Imaginem sofás, almofadas fofas e janelas enormes.

Maternidade

13 presentes para oferecer a futuras mães (daqueles que são úteis)

Futuras mães. 10 presentes para oferecer (daqueles que fazem falta)

Já aqui disse várias vezes. Nenhuma gravidez é igual. Seja o primeiro, segundo, terceiro ou quarto filho, o processo é sempre diferente. E há sempre descobertas novas.
Mas se há coisa que a experiência nos dá é a capacidade para distinguir o que é mesmo útil e o que é só a ilusão da necessidade. Existem um sem-número de artigos para bebés, que parecem essenciais e capazes de solucionar todos os problemas da vida.

Maternidade

Destralhar brinquedos. 6 dicas para pôr os miúdos a arrumar

miúdos a arrumar

Já aqui vos tinha falado sobre o Toy Minimalism. Sou adepta desta maneira de estar, não só porque evita um cenário de guerra em que acabo sempre eu a arrumar, como porque eles ficam a ganhar: com menos brinquedos, valorizam mais o que têm, interagem com pessoas e vivem mais presentes.
Mas nem sempre este principio está em prática cá em casa. Os brinquedos, apesar de não comprar muitos, acabam por aumentar durante o ano.

Tendências

6 séries que valem mesmo (mas mesmo) a pena ver

Séries. 6 sugestões que valem mesmo (mas mesmo) a pena ver

É raro haver tempo, mas às vezes consegue-se. E que bem que sabe deitar, desligar o cérebro e viver a história dos outros. Hoje falamos sobre isso: séries que valem mesmo a pena e que nos deixam coladas ao sofá. Umas mais recentes, outras já com temporadas por vir e outras que são apenas minisséries, há de tudo: drama, corrupção, acção, de época ou baseadas em romances. Em espanhol, brasileiro ou em inglês, ponham na vossa lista.

Vida Saudável

Vendi o carro. E depois?

vendi o carro

Quando vendi o carro, assim como no final de uma má relação, daquelas em que estamos mesmo saturados, senti um imenso alívio. Estava farta das despesas não previstas, de andar à procura de lugar e de sentir que o gasóleo aumentava sempre que ia abastecer.
Por outro lado, obviamente o mais importante, dei por mim a usar o carro apenas uma vez por semana. Os pequenos trajectos na cidade não faziam sentido de carro.

Maternidade

De que temos saudades do tempo em não éramos mães?

tempo em não éramos mães

A pergunta é muito fácil de responder mas aquelas “culpas” que a maternidade carrega (a eterna, dura e castradora culpa de mãe) tende a tornar as palavras menos honesta do que queria. Vou contrariar isso e fazer também um esforço para recusar quase 16 anos. Do que tenho saudades do tempo em eu não era mãe?
Tenho saudades do desapego. E, não consigo usar outras palavras, tenho saudades de não ter medo de morrer.

Relações

Quanto tempo devemos esperar para ir viver com alguém?

Há um tempo certo antes de irmos viver com alguém?

Hoje temos mais um episódio de consultório sentimental. A resposta para a pergunta desta semana é complexa, porque só depende de quem está a passar pela situação. Faz sentido irmos morar com alguém com quem só estamos há um mês? Faz sentido esperar um tempo específico antes de darmos este passo? Há um tempo certo?
Eu sou suspeita. Casei dois meses depois de conhecer o Pedro. Não digo que devamos ser todos impulsivos.

O Meu Diário

Quando as palavras falham….

Palavras falham

Como dizia uma amiga de quem gosto muito: “é o teu diário, escreve o que te apetecer”. Mas, e quando não apetece escrever nada? E quando entramos na logística de todos os dias e nada parece merecedor de palavras? E quando temos um espaço público feitos de palavras e não conseguimos escrever?
Tenho tempo para escrever, tenho sempre, quando quero.