PubliPost

Eu inventei a frase “a vida resolve-se sozinha”. E vocês?

Engraçado como às vezes parece que descobrimos a pólvora, só que algures neste mundo constituído por sete mil milhões de pessoas alguém pensou exactamente no mesmo. Isto acontece com tudo: raciocínios filosóficos e existencialistas, receitas, palavras, frases, ritmos.  “A Vida Resolve-se Sozinha” é a minha frase. Inventei-a eu, só que pode haver muito bem quem tenha proferido exatamente o mesmo, seja em português, francês, inglês, russo ou chinês. A ideia, que é um principio valioso que aplico, já foi pensada por outras pessoas. Quando estamos mal, embrulhados em confusões, o melhor é parar, encostar, pensar e deixar que as ideias venham ter connosco.

Descobrir coisas novas no nosso próprio universo é maravilhoso. Seja em que campo for. Novos mundos são sempre bem-vindos, porque nos alargam os horizontes, porque nos dão novas possibilidades, porque aumentam-nos a mundividência.

Consciente disto, o tema da nova campanha (e frase) do Lidl — “Todos os Dias há Produtos para Descobrir” — é precisamente esse. Porquê? Porque no LDL há sempre algo para descobrir, aquele produtos que ainda não experimentámos que vamos adorar. Aliás, há um sempre um produto que achamos o melhor do mundo e gritamos ao mundo que fomos nós que descobrimos, sejam alimentos, roupas, produtos de limpeza, higiene pessoal, coisas para os nossos animais, ou outros artigos exclusivos (e sempre com a excelente relação qualidade-preço).

E com esta campanha o LIDL quer que eu acredite que não fui eu que descobri o pao de Rio Maior! Injustiça!
Já viram o vídeo? Aceitam o meu desafio?

 

E já que o tema é a frase, o que é que dizem desta: “ter igual aos outros“?

Comentários (1)

  • ” Não deixar o importante se tornar urgente”.

    Explico, tudo aquilo que considero que é importante, como documentos, pagamentos, vacinas, consultas médicas, compra de remédios, prazos etc… tem que ser feito atempadamente, por que caso contrário é o caos!

    Das coisas que tenho para resolver tento sempre me certificar se aquilo pode trazer consequências mais chatas, ou até mesmo graves, daí, me obrigo a resolver rapidamente, como se fosse “tirar a mãe da forca”, assim, pelo menos essas coisas ficam resolvidas e evito trazer maiores problemas para a minha vida (nervoso, ansiedade, filas, multas etc…)!

    BI, passaporte, marcação de consulta, pagamentos…e pá, tento fazer muito antes de qualquer uma dessas coisas passar da validade!

    Pronto, essa é a minha resposta!

    Responder

Escrever um comentário