Prevenir numa nova realidade

Vivemos uma nova realidade, com muitos desafios e preocupações em relação ao nosso bem-estar. E é por isso muito importante informarmo-nos devidamente sobre doenças graves e sobre as formas de as prevenirmos.
Não é a primeira vez – nem será, de certeza, a última – que vos falo de prevenção. Tenho três filhos em idades completamente distintas e estou atenta às doenças graves que podem afetar cada uma das faixas etárias a que pertencem.

A Meningite Meningocócica é uma doença que pode ter uma progressão rápida, consequências graves e potencialmente fatais. Ao contrário do que muitos pensam, não atinge só bebés e crianças mais pequenas. Pelos comportamentos que adotam, próprios da idade, os adolescentes e os jovens adultos – aquela fase da vida em que somos invencíveis – também são um grupo de risco. Agora, mais do que nunca, temos de continuar a ir às consultas e a respeitar escrupulosamente todas as indicações médicas. Temos de continuar a apostar na prevenção de doenças graves, como a Meningite Meningocócica, e a evitar o que já nos é clinicamente possível.

Sabem o que é a Meningite Meningocócica?
A Meningite é uma inflamação das meninges, as membranas que revestem o cérebro e a espinal medula. Pode ser provocada por diferentes microrganismos, como vírus, fungos ou bactérias. O termo Doença Meningocócica aplica-se a um conjunto de doenças causado por uma bactéria denominada Neisseria meningitidis, também conhecida por meningococo.

Estas doenças incluem infeção das membranas que revestem o cérebro e a espinal medula (meningite), e infeção da corrente sanguínea (bacteriemia ou septicemia); são frequentemente graves e podem ser fatais.

E sabem como se transmite?

Para saber a resposta a esta e outras perguntas visitem o website https://www.conhecerameningite.com.

Nunca fez tanto sentido apostar na prevenção. Falem com o vosso Médico Assistente sobre a prevenção da Meningite Meningocócica. E conheçam mais em https://www.conhecerameningite.com.

Patrocínio Pfizer #ad

Comments are closed.