Maternidade

E quando a mãe não está?

quando a mãe não está

Quando vou para fora recebo sempre imensas mensagens no instagram a perguntar como reage a Maria Luiza. A minha princesa ainda mama – mesmo muito quando estou presente. À noite já mama muito pouco, algumas vezes nem sequer acorda. Está comigo e com o Pedro, que dividimos o tempo para que consigamos os dois trabalhar e aproveitar o tempo com ela. Maria Luiza passa muito tempo a brincar sozinha. Mas está numa fase em que chama o pai para lhe fazer companhia em tudo. E quando a mãe não está?

Quando não há mamas, Maria Luiza não mama. Nem sequer bebe leite. Se desperta, pede água. Eu tenho que levar a bomba porque o leite ainda enche muito e dói. Curiosa a inteligência do corpo porque desta vez fui a Londres, pela primeira vez duas noites, e na segunda noite o peito já não encheu. Não tenho receio de perder leite. Esse medo perdi nos tempos do meu Afonso. Separei-me ainda grávida e o Afonso sempre passou tempo com o pai. Chegou a estar mais de uma semana fora e quando voltou e pediu “minhama” tinha leite.

Tenho a sorte do Pedro ser um gestor doméstico perfeito na minha ausência. Não faço falta nenhuma. Quem tem saudades sou eu!

Cheguei e estava tudo óptimo. E eu também porque ter os dois braços livros e a cabeça em silêncio sabe muito bem.

 

Há momentos em que sabe bem o silêncio, os dois braços livres, o nível de vigilância nos mínimos. Há momentos em que me sabe bem que o corpo e a cabeça me pertençam.

Não acredito que o sentido da vida seja ter filhos. Mas não tenho dúvidas que, quando tens filhos, o sentido na vida passa em grande parte por eles. E esse amor avassalador é tudo mas cansa.

 

 

E por aí? Como corre quando a mãe não está?

Comentários (3)

  • Por aqui também corre tudo muito bem quando a mãe não está mas é mais a mãe que fica cheia de saudades. Mas isso era antes quando só tinha um ou dois filhos.
    Por agora a mãe ou o pai não se podem ausentar mesmo nada, porque temos 3 filhos pequenos( 2 meses, 2 anos e 4 anos) e não temos avós disponíveis por perto. Quando tivermos que viajar, para visitar familiares por exemplo, um de nós vai sozinho e leva um dos miúdos e não faço ideia de como é que vou gerir isto emocionalmente. De certeza que vai correr tudo bem mas neste momento não consigo imaginar.
    http://www.vinilepurpurina.com

    Responder
  • Olá Catarina.
    O meu filho tem 10 meses e ainda mama e muito. Não consigo que pegue num biberon por nada.. Estou separada do pai do meu filho e desde que ele nasceu que só conhece uma realidade para dormir, comigo e com muita mama durante a noite. Em Janeiro por motivos profissionais vou ter que começar a passar uma noite fora de vez em quando e estou em pânico porque não sei como fazer para prepará-lo para isso.

    Responder
  • […] Conseguem responder à pergunta: o que é um amigo? E outra pergunta que surge sempre: E quando a mãe não está? […]

    Responder

Escrever um comentário