O Meu Diário

Com ou sem mama-de-fora, vão chatear-me sempre

Mama-de-fora: com ou sem vão chatear-me sempre

Quando nos expomos queremos que saibam quem somos, que nos conheçam as crenças e os valores. Queremos, por muito que neguemos, que gostem de nós. Eu Catarina, sempre-com-a-mama-de-fora, achava que todos sabiam como defendo a amamentação com desmame natural (e defendo essa liberdade para quem quer, assim como defendo que amamentação não pode ser sinónimo de sofrimento e sacrifício). Achava eu que toda a gente sabia isso até ler os comentários num vídeo em que falo de bebés a beberem água e percebo que ninguém viu o vídeo mas protestam que estou a “maltratar” a amamentação. E eu, Catarina, sempre-com-a-mama-de-fora, fico assim entre chateada e triste.

Mas depois penso: vão-te sempre chatear, com mama de fora, ou sem mama. Deixa lá isso. Ser feliz todos os dias exige estes exercícios de compreensão e aceitação.

Para quem não sabe, fica aqui a história da alcunha.

 

Comentários (2)

  • […] Quando nos expomos queremos que saibam quem somos, que nos conheçam as crenças e os valores. Queremos, por muito que neguemos, que gostem de nós. Eu Catarina, sempre-com-a-mama-de-fora, achava que todos sabiam como defendo a amamentação com desmame natural (e defendo essa liberdade para quem quer, assim como defendo que amamentação não pode ser sinónimo de sofrimento e sacrifício). Achava eu que toda a gente sabia isso até ler os comentários num vídeo em que falo de bebés a beberem água e percebo que ninguém viu o vídeo mas protestam que estou a “maltratar” a amamentação. E eu, Catarina, sempre-com-a-mama-de-fora, … Ver artigo completo no Blog […]

    Responder
  • […] vou para fora recebo sempre imensas mensagens no instagram a perguntar como reage a Maria Luiza. A minha princesa ainda mama – mesmo muito quando estou presente. À noite já mama muito pouco, algumas vezes nem sequer acorda. Está comigo e com o Pedro, que […]

    Responder

Escrever um comentário