Vida Saudável

sobre dietas e amamentação

dietas e amamentação

outra pergunta que merece post. fazer dietas enquanto se amamenta? dietas e amamentação?

se dieta significar comer bem, ou seja, cortar com açúcares e alimentos processados, pode começar assim que fica grávida ou assim que tem o bebé. é o melhor para os dois: refeições saudáveis e completas. o ideal enquanto se dá mama em exclusivo (6 meses) é ser feliz, não ter demasiadas preocupações e beber muita água. se há coisa que altera a produção do leite é a ansiedade e o cansaço. lembrem-se que dar mama emagrece porque consome muita energia e ajuda a por tudo no sítio. por isso, quem amamenta, se comer de forma equilibrada, emagrece.

se quer fazer uma dieta específica para acelerar o emagrecimento deve ser acompanhada. o mais importante: não tomar substâncias drenantes, como o chá verde, e muito menos comprimidos para emgrecer. todas essas coisas passam para o leite e o bebé emagrece também.

depois dos 6/7 meses – e se deixarem de dar mama lembrem-se que o consumo energético diminuí muito – podem fazer uma dieta mais restritiva mas sempre mantendo todos os nutrientes e reforçando a ingestão de líquidos. o ideal é comer muitos legumes, muita fruta, bons cereais e frutos secos. eliminar o açúcar e os hidratos ao jantar pode ser suficiente.

mantenham muito cuidado em relação ao chá porque, mesmo já não tendo influência directa no peso, pode interferir no sono dos bebés (o meu Afonso reage de imediato quando bebo chá verde e tive que reduzir e só beber pela manhã).

dietas e amamentação exige estar atento ao impacto de alguns alimentos possam ter no leite.

o melhor aliado para emagracer: fazer exercício. mantenho a teoria: até aos seis meses, com calma, sem stress e começar com acompanhamento especializado. depois dos 6 meses, regressar, sem medo, ao ginásio, às corridas, ou seja lá o que cada um gosta de fazer. e, claro, ser feliz!

 

dietas e amamentação são compatíveis?

Já nos seguem no instagram?

Comentários (7)

  • Amamentei o meu Afonso até aos 20 meses e tive que o desmamar porque estou grávida e fui aconselhada por todos os profissionais (incluindo conselheiras de amamentação) com quem falei.
    Engordei 18 kg na gravidez e perdi-os todos ao fim de +/- 9 meses ("9 meses a ganhar, 9 meses a perder") sem qualquer dieta. Ele mamava muito e eu notava que emagrecia de cada vez que ele estava doente e mamava todo o dia.
    Fiz desporto durante a amamentação e não notei diferença nenhuma. Tive um professor de crossfit que percebia de amamentação (por parte da mulher que tinha sido mãe havia pouco tempo) e me disse que não precisava de ter receio da produção de ácido láctico, a não ser que fosse atleta de alta competição.
    Amamentar não é proibitivo. É maravilhoso e faz-nos ter prioridades diferentes, só isso.

    Obrigada por desmistificares estas questões.

    Responder
  • Acredito que dar de mamar ajude a emagrecer. Mas às vezes leio isto e sinto que as mães que não puderam/quiseram amamentar vão achar que não vão recuperar o peso rapidamente por causa disso. Eu não amamentei. Simplesmente, o leite não subiu (desceu?). Mistério. Uma semana depois já vestia a minha roupa normal e recuperei o peso num instantinho. Ou seja: nem amamentar significa sempre emagrecer, nem não amamentar significa que vamos demorar mais tempo a recuperar. Desculpe o reparo, mas leio tantas vezes essa premissa que acredito que cause algum stress a quem não amamenta.

    Responder
  • Ana, quem amamenta tem mais fome por isso nada de stress para quem não dá mama 🙂

    Responder
  • Olá Catarina!

    Se antes me preocupava com a minha alimentação, agora que já sou mãe, a preocupação é bem maior.
    Estou a amamentar minha filha, em exclusivo, e tenciono faze-lo durante o máximo tempo possível.
    Descobri que o leite e o queijo faziam cólicas à minha bebé e eliminei-os e esse foi o mote para começar a comer de forma um bocadinho diferente. Tens sido a minha inspiração, confesso.
    Um grande beijinho

    Responder
  • Tanto da 1ª como da 2ª que amamentei até aos 3 anos inclusive, não tive qualquer cuidado, áaa só o cuidado de ser feliz, óooo e como fui feliz a amamentar 😀 ( e agora com elas adolescente recordo esse momento com saudade de tudo, de as ter no colo, da dependência, que tb surge um misto de alivio, dos mimos, enfim delas mais pequenas.

    Responder
  • a minha filha tem 16 e continuo a amamentá-la duas vezes ao dia.
    Nos primeiros meses o facto de amamentar não me ajudou a perder peso, antes pelo contrário, porque amamentar deixava-me (e ainda deixa) estupidamente esfomeada.
    Foi só quando reduzi o número de vezes que consegui perder algum volume. Ou seja, comigo essa premissa do "amamentar ajuda a ir ao sítio" teve o efeito inverso…
    Mas eu tenho problemas de peso desde pequena, tuuudo engorda a dobrar…

    Abraço****rita

    Responder
  • Ora ai esta um assunto q ja nao me preocupa. Estou a amamentar em exclusivo, mudei de alimentaçao, faço exercicio qs todos os dias, estou a emagrecer e a minha menina esta a crescer lindamente! bjs

    Responder

Escrever um comentário