Maternidade

Strewing. Despertar a curiosidade e criatividade dos miúdos

Strewing

No outro dia expliquei como isto funciona com a Maria Luisa e pedi à Joana – sigam o Instagram dela – com quem aprendi este conceito que me explicasse tudo sobre o strewing.

Descobri o strewing com outras mães bloggers estrangeiras, fiquei curiosa em experimentar e pude comprovar com o meu pequeno que é realmente muito eficaz em induzir a brincadeira espontânea. O termo é de difícil tradução para português, seria algo como “espalhar” ou “desafiar” e consiste em deixar um brinquedo, um objeto, um utensílio doméstico, um livro, etc, fora do sítio habitual, num local que seja visível à criança ou numa disposição que lhe possa despertar curiosidade e esta se sinta atraída para o explorar.

Basta algo tão simples como um puzzle iniciado com as restantes peças ao lado para completar, alguns blocos de madeira empilhados com mais blocos para continuar a construção, um cesto com utensílios de cozinha num tapete para explorar, uma folha em branco com tintas e pincéis sobre a mesa, um livro aberto fora da estante, carrinhos dispostos numa disposição invulgar, etc… As opções são infinitas e pode ser usado para crianças de qualquer idade, não só para induzir a brincadeira como também a criatividade e a aprendizagem (se é que as podemos separar) mesmo em crianças já em idade escolar.

 

 

O nosso papel enquanto pais/educadores é apenas identificar coisas que talvez possam ser do interesse deles e deixá-las “a jeito” para que eles as possam descobrir mais tarde, sem nada dizer, sem incentivos verbais, sem elogios se brincarem nem expressões de desapontamento se não se interessarem. Preparamos e deixamos fluir sem qualquer expetativa. Acaba por ser um convite indireto à exploração sem que haja qualquer incentivo verbal da nossa parte.

A grande vantagem é que a iniciativa de explorar parte totalmente deles e por isso é algo mediado por motivação intrínseca, e não extrínseca como quando ocorre por incentivo de outrem, o que vai fazer com que seja uma brincadeira mais duradoura, mais sólida, que proporcionará uma verdadeira aprendizagem, maior autosatisfação e autoestima.

 

Um post relacionado, ainda sobre brinquedos, mas agora com dicas para destralhar.

Comentários (2)

  • […] Descobri o strewing com outras mães bloggers estrangeiras, fiquei curiosa em experimentar e pude comprovar com o meu pequeno que é realmente muito eficaz em induzir a brincadeira espontânea. O termo é de difícil tradução para português, seria algo como “espalhar” ou “desafiar” e consiste em deixar um brinquedo, um objeto, um utensílio doméstico, um livro, etc, fora do sítio habitual, num local que seja visível à … Ver artigo completo no Blog […]

    Responder
  • Eh! desorganizada como sou vai ser fácil!
    Acho que o conceito foi criado por uma mãe como eu, sem muita vontade de arrumar…

    Responder

Escrever um comentário