O Meu Diário

tenho mil defeitos e outras tantas contradições. tenho uns quilos a mais e celulites variadas

mil defeitos

ontem diziam-me que afirmar que os meus filhos jantam o mesmo quatro dias por semana [como disse no vídeo “5 dicas para lidar com a hora do caos” de forma bastante exagerada porque felizmente a comida não costuma chegar para tantos dias] não era compatível com a alimentação saudável que tanto defendo. diziam-me também que devia voltar a partilhar mais fotografias de alimentação saudável.

no post dos workshops disse que falaria sobre isto e acho que esta é a oportunidade perfeita. quem me acompanha há 12 anos – serão pouco pessoas mas existem – sabe que eu já vivi de boiões de Nutella e outros alimentos igualmente constituídos por açúcar, já fui sedentária, já fui solteira, já fui mãe de apenas um, mãe de dois, já fui jornalista, já trabalhei horas sem fim fora de casa e já fiquei em casa com os miúdos a tempo inteiro. isto é um diário, sou eu menos, sem falsa perfeição ou atitudes exemplares. eu sou real e nunca esconderei isso. tenho mil defeitos e outras tantas contradições. tenho uns quilos a mais e celulites variadas.

mas vamos por partes.

há três anos mudei a minha alimentação e passei a treinar. continuo a treinar sempre que posso e tornei-me muito consciente em relação ao que como. sei aquilo que faz bem e sei aquilo que faz mal. sei quando estou controlada e quando estou a comer com a ansiedade e não com a fome. sei ler rótulos e escolher alimentos. aprendi muita coisas mas tenho ainda um mundo de coisas para aprender. saber isso tudo não faz com que tenho deixado de comer tudo aquilo que potencialmente faz mal. primeiro porque a excepção não faz a regra nisto de comer bem mas também porque às vezes me apetece e ponto final.

por isso se me encontrarem a comer uma enorme pizza, a devorar um gelado gigante ou a molhar batatas fritas em sundae de caramelo não duvidem que continuo a acreditar que somos aquilo que comemos e devemos sempre apostar numa alimentação sem produtos processados e açúcares. não é uma contradição sequer, é só um momento. e nesta fase de cansaço esses momentos acontecem mais vezes do que deviam.

também acontece comer saudável e não tirar foto. porque nem sempre há tempo nem cabeça para isso. porque quem está deste lado do computador é real, tem dias bons e dias péssimos, tem preocupações e angústias. e às vezes, confesso-vos, como directamente do saco da salada ou da panela dos brócolos  e uma perna de frango fria. não dava uma boa fotografia mas dá um bom almoço.

sobre a alimentação saudável dos meus filhos. já escrevi sobre o tema: não acredito que proibir seja o melhor e cá em casa há bolachas. ainda assim posso garantir-vos que as crianças têm uma alimentação diversificada. é que mesmo que eu não me preocupasse com isso na escola dão comida diferente todos dos dias e a minha mãe e a tia Ligia que têm essa preocupação por elas e por mim. eu também costumo descascar fruta e às vezes a comida para a semana toda é peixe cozido com legumes.

 

resumindo e concluindo. se alguém sentir na minha mudança um incentivo para gostar mais de si e tratar melhor o seu corpo [tenha ele que tamanho tiver] fico infinitamente feliz. se procurarem em mim um ser exemplar, esqueçam isso.

 eu sou real e nunca esconderei isso. tenho mil defeitos e outras tantas contradições. tenho uns quilos a mais e celulites variadas.

foto: Pau Storch

Comentários (27)

  • Bom dia, identifico-me tanto consigo infelizmente a questão da alimentação também me perturba sei o que faz bem e mal e também tenho dias que como porcarias só porque sim, só porque estou em stress….obrigada pelo fantástico blog e por ser quem é porque ser honesta e verdadeira ainda faz confusão a muita gente.

    Responder
  • E é por isso que tanta gente lê este blog. Esta é a forma mais pragmática e eficaz de feminismo, mulheres reais que se inspiram e ’empoderam’ (anglicismo provavelmente escusado mas não me consigo lembrar de palavra equivalente em português) mutuamente. Obrigada por isso!

    Responder
  • Querida Catarina, é por estas e por outras que desde que encontrei este blogue não o larguei mais… Porque é real, mostra os 2 lados da moeda… Mostra que pessoas reais com vidas reais inspiram ajudam a mudar, e mesmo sem “querer” apoiam… A quantidade de vezes que já por aqui passei e li exatamente aquilo que precisava no momento…
    Beijinhos e obrigada!

    Responder
  • Catarina, não há pessoas perfeitas. E se não há pessoas perfeitas, não podem haver mães perfeitas. Quem o acha ou é tonto ou anda iludido num mundo de fantasia.
    Todos temos os nossos pontos fortes e os nossos pontos fracos e só cada um sabe o que se passa em sua casa. Agora é verdade que muitas vezes se tenta passar a ideia que a vida é linda, linda, linda e depois não tem nada de linda.
    A quem faz isto faz confusão quando aparece alguem como a Catarina a dizer “epá eu sou humana e isto às vezes não é perfeito”.

    É a sua honestidade que nos faz voltar para ler (isso e as fotos sempre giras 🙂 ) por isso deixe lá estar.

    Beijinhos

    http://umquartoparaasnove.blogs.sapo.pt/

    Responder
  • Bem dezido!!!!! ?

    Responder
  • Bem dezido! ?

    Responder
  • Obrigada por isto Catarina. Num mundo onde surge tanta coisa online eu procuro cada vez mais pessoas verdadeiras, pessoas iguais a “nós” que estamos do outro lado. Porque se existem dias em que sabe bem ver roupas bonitas, fotografias perfeitas e comida saudável, também existem outros em que precisamos de sentir o conforto e a verdade e em que precisamos de sentir que não estamos sós.:)

    Beijinhos,
    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

    Responder
  • precisamos de testemunhos de mulheres reais, como nós. as super-mulheres perfeitas não existem. e ainda bem 🙂 um beijinho e continue (fiquei feliz por saber que pode voltar a ser mãe…. é um pouco parvo, mas foi uma novidade que me deixou feliz, pronto.)

    Responder
  • Muito bom dia Catarina,

    É a primeira vez que escrevo só para dizer que, para além de gostar muito de ler o que vai partilhando, e de a ver no programa da SIC Mulher, acho que, por vezes, nem vale a pena responder às más-línguas… há sempre alguém pronto para dizer mal…. só nós próprios é que sabemos o como fazemos e porque fazemos, tudo tem uma razão de ser, nada é por acaso, todos nós temos os nossos dias bons e maus, ninguém é perfeito… E, para mim, não temos que dar justificações a ninguém das nossas atitudes… a maior parte das vezes, quem critica, não faz melhor…. e, pior, sabem que as atitudes deles podem afetar negativamente os outros… se entrássemos pela casa adentro de muita gente que anda por aí a julgar os outros….
    É por isso que escrevo estas palavras só para apoiar todas as linhas escritas no seu post.
    Mas não perdemos um minuto sequer das nossas preciosas vidas!…
    Um beijinho.
    Sandra

    um bejinho

    Responder
  • Olá Catarina!
    Gosto da sua escrita e neste momento ando a tentar mudar a minha alimentação. Ando mesmo a tentar.
    Não poderia deixar aqui ideias do que devo comer? Hoje comi uma coisa que não costumava comer, comecei com papas de aveia.
    Muito obrigada pela partilha.

    Responder
  • Felizmente não há pessoas perfeitas! Existirão sim pessoas que tentam passar uma imagem de perfeição, o que não é o seu caso Catarina e ainda bem! Leio o seu blog porque é real…com os dias bons e maus, as noites mal dormidas e as noites em que dorme melhor (serão poucas…sei bem), com os dias em que tudo corre sobre rodas e os dias em que tudo à sua volta deve parecer caótico! Assim deve ser uma família, unida no bom e também no caos que se adora e ampara. Parabéns pela sinceridade… a maioria de nós tenta esconder estes lados menos bons para fingir que os mesmos não existem. Obrigada por nos lembrar que a vida é boa…mesmo nos dias em que não é assim tão perfeita. 🙂

    Responder
  • …nunca segui blogs, pessoas ou outros géneros
    … vi em si um mar de coisas que gostei…crua simples e complexa … e acima de tudo uma realidade boa , sincera e FELIZ…
    … sem muitos artifícios
    …é isso que mais gosto em si
    …continue , pois pessoas reais e felizes fazem falta com exemplo, numa sociedade que só procura defeito , não que seja mau, mas simplesmente para apontar o dedo…
    … quem tem um bom entendimento de si mesmo, não precisa disso…
    … faz 6 meses que fui mãe do Óscar
    … no início da minha gravidez vi a Catarina na praia, ambas sorrimos…
    … comecei a gravidez com 66kg terminei com 92kg, é difícil ….mas olho para ele e todos os gelados e batatas fritas valeram a pena o Óscar é um bebé muito feliz…o resto vai com o tempo
    …quero agradecer lhe por não ser perfeita
    …muito obrigada por ser assim (como diz o seu Pedro)…sem merdas ?

    p.s. desculpe o tamanho do texto…Sei que não tem muito tempo para ler…

    Responder
  • Como dizem aqui por terras espanholas….OLEEEE

    Responder
  • Boa tarde catarina!!
    Apenas conheço o seu blogue tem poucos dias…talvez desde que tive o meu primeiro filho em janeiro. E posso dizer que se venho aqui todos os dias ler o que escreve é porque vejo em si uma pessoa real,e não procuro uma pessoa perfeita.
    Ao ler o seu blogue e seus dias menos bons sinto exatamente que não tem mal quando eu tenho os meus momentos maus, e que não tem mal por vezes errar!!
    Por isso continue assim. Porque eu desejos de pizza tenho muitos,e nem sempre resisto!! 😉
    beijinhos

    Responder
  • Que lindo o seu blog e que delícia o seu jeito de escrever. AMEI!! Já salvei nos meus favoritos para voltar outras vezes. Não sei se aí em Portugal está a mesma febre que o Brasil de “musas fitness”. As pessoas passaram a seguir mulheres que postam apenas fotos de comidas saudáveis e com treinos em academia… Elas vendem a ideia do corpo perfeito e de que não se pode dar uma “escorregada” na alimentação. Muitas meninas ficam deprimidas, pois não conseguem seguir esse tipo de modelo. Acho lindo quando encontro pessoas como você, que falam a verdade, que cuidam da saúde, inspiram com comidas e atitudes saudáveis, mas que também comem um docinho aqui e ali, que não estão na eterna busca do corpo escultural, sem nenhuma gordurinha ou celulite. Torço para que existam mais pessoas como você na internet. =)

    Voltarei ao seu blog sempre! Parabéns pelo ótimo jeito de escrever. Se quiser conhecer o meu – http://www.fernandabelem.com.br

    Beijos

    Responder
  • Adoro. Com celulite, mesmo. Obrigada por me aqueceres Catarina, a noite com os teus testemunhos mas também o coração.
    E os livros do fim de semana, acho que vou embarcar amanhã mesmo nesses planos ❤️

    Responder
  • Cara Catarina,

    Mulheres perfeitas não existem. Mesmo as que parecem perfeitas, têm uma infraestrutura de suporte familiar, profissional e pessoal brutal.
    Olhe as Modelos por exemplo, são tão perfeitas quanto :
    1. o estádio de vida (jovens sem preocupações e que podem ir todos os dias ao ginásio),
    2. ou quanto o estado financeiro (podem ir a spas, fazer massagens dias sim, dias não, pôr creminhos todos os dias e horas…comer tudo saudável, porque não são elas que carregam com os kilos de sacos compras para a família, ou simplesmente porque podem pedir para entregarem em casa, têm empregada ou a mãe por perto…)
    3. ou estrutura de suporte familiar (uma mãe, avó, uma tia, uma sobrinha, uma amiga, ou uma empregada que possa trazer-nos os filhos por perto, mas que são elas que os carregam na maioria das vezes ou ir e buscá-los ao colégio…)

    Quando não temos nada disso, e lutamos todos os dias para arranjar um melhor emprego e melhor rendimento, não temos famílias grandes que possam aliviar-nos do cansaço, é dificil estar sempre bela para a foto e com a energia para ainda ter vontade de ir fazer uma saladinha gourmet, quando já se trabalhou de dia, alimentou toda a família, se teve os putos doentes e cheia de ranhocas, que às tantas nos pegam a nós e não sobra energia para tratar de nós!
    A Catarina é uma Mulher Real e é por isso que tantas se identificam consigo, não mascara a realidade como tantas vezes vemos em Instagrams de Bloggers ou instagramers, algumas portuguesas altamente conhecidas (agora…), mas que no início tiveram o apoio e empurrão dos media (dá jeito ter um maridinho na Imprensa ou com relação nos media) necessário para mostrarem uma realidade que não é a regra. É a excepção.
    A Catarina é a Regra da comum das mortais Mulheres Portuguesas, que lutam para se manter numa classe média e aspiram a ter a qualidade de vida de uma classe elevada. Continue a ser GENUÍNA!

    Responder
  • e mai nada…. 😀

    As vezes as pessoas que leêm blogs acham que quem os escreve são isentos de falhas e seres mega esclarecidos e cheios de certezas e coisas boas. Esquecem-se que, afinal, são pessoas reais, com vidas reais, problemas reais e felicidades reais, corpos reais, trabalhos reais, etc etc….

    Catarina, sigo-a à relativamente pouco tempo (já tinha a sua filhota uns 2/3 meses) e desde então que ando rendida encontrando várias semelhanças entre ambas. Um dia ainda gostava de me cruzar consigo e dar-lhe um beijinho e apresentar as nossas filhotas (ainda que a minha já tenha 2 anos— fará daqui a uma semana….. como o tempo voa). 🙂 Acho realmente que a Catarina mostra o lado mais humano e real de uma blogger, acho que inclusive que a lê deveria até estar grata pelas partilhas que faz (mesmo que não concordem com tal), porque afinal esta a partilhar a sua vida pessoal com pessoas que não conhece de lado nenhum…

    Beijinhos e que assim continue, a inspirar-nos a ser mais e melhor também a cada dia!

    P.S. – Onde arranja o animo e motivação para ir ao ginasio…ainda por cima logo de manhã?

    Responder
    • eu gosto porque me acorda e na verdade consegue ser a minha hora sem ninguém a pedir nada 🙂

      Responder
  • Olá Catarina!
    Aqui esta Catarina tem também muito de real e pouco de perfeita. E tal como humana que habita neste mundo tento fazer o melhor possível. E melhor possível na opinião de quem e para quem? Para mim e para os meus (e para os outros se assim for necessário).
    A perfeição não existe mas a Felicidade Sim e é esta que busco todos os dias mesmo que, por vezes, pareça que está tudo contra (e a paciência falte).
    De resto tenho disso tudo às “paletes”… uns quilinhos a mais e celulites variadas mas já não me queixo nem troco… são minhas!
    Coragem 🙂

    Responder
  • 12 anos, já? Se não estivesse escrito nunca me teria apercebido!
    Tão bom… ainda bem que não és perfeita, és normal!
    Beijinhos e venham mais 12.

    Responder
  • […] sou mulher. sou mãe de 3 três filhos. tive a sorte de, aos 37, encontrar e casar com o homem por quem sou apaixonada. durante 12 anos geri a família no papel de mãe solteira e conheço bem, desde os 17, o significado do verbo trabalhar. sou uma mulher normal: trabalho, educo, trato, resolvo, cuido. e tento cuidar de mim também. e aceitar o meu corpo, com as suas formas, marcas e características. sou uma mulher com “mil defeitos e outras tantas contradições, com uns quilos a mais e celulites variadas.” […]

    Responder
  • […] aqui muita gente boa que também crítica quando tem de ser. eu tenho mil defeitos e outras tantas contradições. tenho uns quilos a mais e celulites variadas e acabo de assumir que isto não é território livre. pior ainda – deve ser da idade e não […]

    Responder
  • […] relação com o peso e com a alimentação é um dos temas recorrentes deste blog [deste diário]. como desabafei no outro dia, em que reforcei que mesmo tentando dar sempre o meu melhor estou longe …, não tem sido fácil voltar ao meu peso. o cansaço torna-me muito menos capaz de controlar as […]

    Responder
  • […] Eliminar celulite e combatera retenção de líquidos, sem riscos e perigos.  Aceito-me com os meus mil defeitos e outras tantas contradições, quilos a mais e celulite variadas. Mas aceitarmo-nos e gostarmos de nós não significa que devamos cuidar de nós. Já falei sobre […]

    Responder
  • […] Eliminar celulite e combatera retenção de líquidos, sem riscos e perigos. Aceito-me com os meus mil defeitos e outras tantas contradições, quilos a mais e celulite variadas. Mas aceitarmo-nos e gostarmos de nós não significa que devamos cuidar de nós. Já falei sobre […]

    Responder
  • […] assim, como uma vez escrevi: tenho mil defeitos e outras tantas contradições. tenho uns quilos a mais e celulites variadas. E está tudo bem. E é muito bom. Talvez tenho sido essa  a melhor aprendizagem destes quase 14 […]

    Responder

Escrever um comentário