voltarmos ao corpo que tínhamos [mais sobre pós parto]

14

a minha relação com o peso e com a alimentação é um dos temas recorrentes deste blog [deste diário]. como desabafei no outro dia, em que reforcei que mesmo tentando dar sempre o meu melhor estou longe de ser um exemplo, não tem sido fácil voltar ao meu peso. o cansaço torna-me muito menos capaz de controlar as crises compulsivas. não é segredo, lido com este problema da compulsão, esta fome-para-acalmar como lhe chamei no livro Dieta das Princesas. é um assunto difícil e sensível sobre o qual falta falar….

devagarinho vou voltando ao meu corpo. e reforço a lentidão do processo porque ontem, depois de ter partilhado esta foto no instagram, recebi mensagens de mães recentes e ansiosas por recuperarem a forma. é possível voltarmos ao corpo que tínhamos mas com muita calma.

a Maria Luiza vai fazer sete meses. e cada dia faz diferença nesta aventura do pós parto ou no “e depois do parto”. o cansaço dá fome e dá fome de açúcares rápidos, tipo bolos, chocolates e outras coisas igualmente “engordantes”. o cansaço tira a capacidade de treinar (e toda a logística se ter um bebé em casa também).

calma! calma mesmo. eu sei que há momentos em que parece impossível recuperar o corpo e o resto. eu sei que há momentos em que só parece dormir e comer bolachas. cada caso é um caso mas aquilo que esteve nove meses a transformar o corpo leva o mesmo tempo a voltar ao normal. podem ser nove meses, podem ser dois meses, podem ser três anos. calma!

eu tenho respeitado aquilo que o corpo pede numa tentativa permanente de lhe relembrar aquilo que faz bem. porque apesar das porcarias que nos aparecem, sentimo-nos muito melhor quando comemos bem.

sem pressa. sem pressão.

14 Comentários
  1. Ana says

    Obrigada por estas partilhas Catarina! Fui mãe há um ano e meio, tive uma depressão pós parto e com todo este processo fiquei com mais peso do que aquele que tinha no final da gravidez. Tenho que perder quase 20 quilos. É realmente um processo longo, mas possível. Obrigada!

  2. Rita says

    tens um autocolante meu no tlm :DDDDD quanto ao corpo e à alma… estás muito bonita e serena <3

    1. Catarina Beato says

      pois tenho 🙂

  3. Ana Oliveira says

    Bom dia! Pergunta rapida 🙂 usou cinta ou faixa pos parto?? Possivelmente ja falou nisso noutros topicos, mas depois de ver essa barriga eu preciso mesmo de saber asap!! ???

    1. Catarina Beato says

      não, não usei.

  4. Inês Dionísio says

    Gostei do post, imagino que seja um processo difícil e delicado!

    Beijinhos,
    Inês
    http://www.indiglitz.pt

  5. Ângela Ribau says

    Olá Catarina! Como eu te percebo! O meu bebé já tem quase 10 meses e o meu corpo está quase como era quando descobri que estava grávida! Identifico-me completamente com o teu post, às vezes o cansaço é tanto que não apetece treinar e só apetece comer coisas doces. Mas é uma fase e com calma as coisas voltam ao normal. Beijinhos, Ângela!

  6. Claudia Guilherme says

    Olá Catarina… tudo tão, mas tão verdade…
    Eu já perdi o peso da gravidez e mais algum… demorei o mesmo tempo de uma gravidez (9 meses para ganhar, 9 meses para perder) mas foi um processo tranquilo, sem pressas ou pressões, tudo ao meu ritmo e do meu corpo.
    Isto entre ter um novo bebe, reorganizar as rotinas com duas crianças, gerir a casa, trabalho e uma grande depressao pôs parto…
    Mudei a minha forma de comer, sinto-me muito melhor agora, voltei ao peso que tinha com 20 anos e não podia estar melhor comigo mesma…
    Tudo se consegue, com tempo e descontração
    ???

  7. Ana Matos says

    “o cansaço torna-me muito menos capaz de controlar as crises compulsivas. não é segredo, lido com este problema da compulsão, esta fome-para-acalmar ” eu não diria melhor…. 🙁

  8. Rita Martins says

    Fui mãe há 15 meses! E fiquei com 2kg instaladora que não queriam sair de maneira nenhuma! No fim de Janeiro comecei a cuidar da alimentação. Nestes 2 meses perdi 4. Agora está na hora de manter o peso e de começar a fazer exercício! Sem duvida que me sinto muito melhor! Apetece comprar roupa e cuidar mais de mim, mimar-me! Acho que o fato da minha filha ter começado a dormir noites completas, mesmo que ainda não sejam todas sem exceção,ajudou todo o processo! Força para todas!!
    PS: Que se permitam uns disparates de vez em quando! Somos humanas, bolas!!!

  9. […] a partir da próxima semana vamos falar de alimentação. primeiro sobre a introdução alimentar da Maria Luiza e depois sobre a minha. […]

  10. […] últimas semanas, como já vos tinha dito neste post, regressei ao meu peso. chamo assim ao peso com que me sinto bem [mas também aquele que consigo […]

  11. […] últimas semanas, como já vos tinha dito neste post, regressei ao meu peso. chamo assim ao peso com que me sinto bem [mas também aquele que consigo […]

  12. Rita says

    Neste processo de perda de peso, recorreu ao aconselhamento de alguma nutricionista? No meu caso só com essa ajuda extra consegui recuperar.

Comentar

O teu endereço de email não será publicado.