Maternidade

5 dicas para tornar o Natal mais suportável (com direito a vídeo)

eis que falta pouco mais de uma semana para o Natal. já contei aqui no blogue que não sou grande amiga desta época, das árvores, do consumo desenfreado e tudo mais. mas também já deixei de dizer que “odeio o Natal” – sou só um pouco incompatível com estes dias de dezembro. com miúdos a coisa muda. hoje o vídeo é sobre isso: o Natal e as técnicas que utilizo e sugiro para que ele se torne melhor, com sugestões para tornar o Natal mais suportável.

 

ja nos seguem no Instagram? Vão poder acompanhar o nosso Natal (diferente mas em família).

 

Comentários (7)

  • 🙂
    Boa tarde.
    Boas dicas. Muito louváveis e sobremaneira salutares para uma vida muito melhor…para quem as quiser seguir. 🙂
    Comovente e enternecedor a inefável passagem “libertem-se da raiva e cantarolem”
    Contudo, e porque a época não só o permite como humanamente obriga, 🙂 acho que a cara Catarina poderia perfeitamente ser um quase nada mais filantropicamente perfeccionista e ter ajuntado um, por exemplo: abram os vossos corações ao amor e recebam a luz salvadora. Jesus ama-vos!
    Resto de uma boa tarde.

    Responder
  • Detesto Natal!
    Por mim adormecia no dia 23 de dezembro e só acordava no dia 2 de janeiro.
    Para ajudar, desde que casei, há 17anos, a noite e dia de Natal são sempre passados em minha casa.
    Uma trabalheira imensa ( nunca ninguém tem disponibilidade para ajudar) e pior, sem a minha família……

    Responder
  • […] Depois dos presentes úteis, dicas para um Natal mais suportável. […]

    Responder
  • Adorei e concordo a 100%.

    Responder
  • […] bem que ganham o direito a passar qualquer noite em pijama (na verdade simplifica bastante se a noite for passada fora de casa e puderem ir directos para a cama). a noite pode ser de festa mas para os […]

    Responder
  • […] se implico com todos os dias até ao almoço de 25 de Dezembro, guardo as melhores memórias dos dias pós tensão 8amanhã explico-vos melhor esta questão da tensão natalícia). […]

    Responder
  • […] sabem que não sou propriamente natalícia. Eu gosto do Natal, mas assim à minha maneira e sem pressão de prendas. Porem isto tem uma enorme vantagem para as pessoas de quem gosto: dou […]

    Responder

Escrever um comentário