Quarta gravidez: o que tenho sentido

2

Vou falar um pouco desta quarta gravidez cheia de sensações. Na verdade uma mistura explosiva entre a surpresa, medos e felicidade.

Se quiserem espreitar o vídeo. Foram assim os primeiros dias.

Não minto. Até os enjoos passarem foi uma dureza. A má disposição permanente agravava a ansiedade daquelas primeiras semanas em que quase sentimos a obrigação de guardar segredo. É um medo que nos impede de aproveitar o momento.

Às 12 semanas os medos foram aliviando. Depois fui sentido aquelas borboletas que, na quarta gravidez, já reconheço como algo que cresce dentro de mim. E, às 18 semanas, finalmente os enjoos deram tréguas (julgo que pensei que durassem a gravidez toda). Logo a seguir aquela sensação discreta deu lugar a pontapés evidentes. Essa companhia traz muita calma.

As 20 semanas têm este simbolismo especial porque já passou metade da viagem. Se for como os irmãos nasce às 38 semanas (reparem na minha vontade de controlar a vontade de nascer da criança).

Como é estar grávida com 43 anos?

Vou dizer-vos como me tenho sentido e perceberão que em nenhum ponto a idade tem tido impacto. Acho que há uma diferença enorme na forma como vivemos uma primeira gravidez e uma gravidez quando já existem outros filhos – tanto nas expectativas como no volume de trabalho logístico.

Estamos agora nas 26 semanas (sexto mês).Sentir a Mariana de forma evidente e diária alivia imenso a ansiedade. Também já me levou à histeria quando achei que não a senti um dia inteiro mas tenho uma médica que me atura @humanclinicbyfilomenanunes.

Continuo a treinar, sempre que posso o meu crossfit, e tento andar numa menos de 5km por dia. Sou apaz de dormir 12 horas seguidas, mais uma sesta, e os desejos alimentares (aqueles que uma pessoa grávida está na legitimidade de sentir) são fáceis de saciar 

O piriforme (pequeno músculo no glúteo) prega-me umas partidas mas a @fisioterapia_osteopatiruigomes tem solucionado.

Continuo numa gestão difícil da felicidade, não sei se estou preparada para as noites sem dormir, mas cada vez mais entregue à ideia de recebermos uma pequena bebé nas nossas vidas.

2 Comentários
  1. Joana Carvalho says

    Tão, mas tão feliz por ti!!!

    Parabéns… mil vezes parabéns!

    Tenho quase 42 anos e às vezes penso em viver novamente essa viagem mágica……

    beijos

  2. Cláudia says

    Parabéns mamã
    Por aqui também 4 gravidez e 42 anos
    No início um misto de felicidade é choque
    Corra tudo bem

Comentar

O teu endereço de email não será publicado.