Compras em estado de emergência: responsabilidade e calma!

1

Hoje falamos de compras em estado de emergência: responsabilidade de calma! Sabem que quem vos escreve é uma fanática (e embaixadora) do @lidlportugal. Ir ao supermercado faz (fazia) parte da minha rotina, mas de tal forma que eu e o Pedro temos o hábito de ir ao Lidl para pôr a conversa em dia.

Ir ao supermercado vai voltar a fazer parte dos meus (nossos) dias sem sequer pensarmos nisso, só mesmo para ir lá passear e trazer um chocolate. Mas agora, neste momento vamos ter que parar e adquirir novos hábitos.

É tempo de percebermos a importância dos bens essenciais e sermos irrepreensíveis no cumprimento das boas práticas.

Importante: não há falta de bens alimentares! Esse é o trabalho invisível do Lidl: estar com os fornecedores e outros parceiros da cadeia de valor para garantir o fornecimento das lojas.

Agora, vamos lá às indicações para as compras em estado de emergência:


– Nas lojas os clientes devem manter uma distância de segurança de 2 metros – Devemos levar apenas o essencial. – Devemos demorar o menos tempo possível (ajuda levar a lista feita) e sem crianças. – Evitem pagar com dinheiro, tentem fazer  os pagamentos com contactless ou mbway.

Nota: Para quem como eu adora ir aos corredores em que Lidl vende tudo de maravilhoso, desde roupa, bonecos, plantas, utensílios, saibam que, por estarem a dar prioridade aos bens alimentares, é normal que não encontrem estas coisas. Não esgotaram, só não são prioridade.

A todos os funcionários do Lidl: obrigada por aguentarem o barco. Vamos todos fazer a nossa parte.

1 Comment
  1. […] não vos escrevo sobre sobre os heróis que aguentam este canário estranho. Não vos falo sobre as regras e a responsabilidade. Hoje é mesmo na primeira pessoa. São dias estranhos. É regresso deste espaço como um diário. […]

Comentar

O teu endereço de email não será publicado.