perguntar a quem sabe

perguntar a quem sabe: quantos tipos de corpos existem? todos são diferentes e lindos.

hoje falamos sobre os diferentes tipos de corpos. mas como não sou especialista na matéria, pedi à Anita Silvestre, autora do blogue Look a Day e a nossa consultora de imagem sobre quem falei num post há pouco tempo, que me viesse ajudar.

corpos com mais curvas, com menos curvas, mais salientes nuns sítios, menos noutros. somos todas diferentes, com características distintas, únicas e só nossas. não há um corpo igual a outro, todos são diferentes e todos são bonitos. defendo que devemos tratar de nós e que se há alguma coisa a incomodar-nos que devemos fazer por resolver a questão. mas, acima de tudo, defendo que devemos aceitar-nos. é um processo complicado [acreditem, eu sei], mas é o melhor. para a nossa saúde mental, auto-estima e bem-estar.

neste vídeo a Anita indica-nos os tipos de corpos que existem, de acordo com as características mais comuns. eu sou uma pêra [ou a Catarina Kardashian]. e vocês?

e se andam à procura de roupa para o vosso tipo de corpo, deixo-vos a sugestão dos três melhores sítios, onde há de tudo, em bom: os três melhores sítios para ir comprar roupa para o nosso tipo de corpo: os centros comerciais Alegro de Setúbal, Alfragide ou Castelo Branco.

 

Comentários (7)

  • Eu também sou pêra. Saber o tipo de corpo que sou ajudou-me imenso a escolher o tipo mais adequado de roupa para mim. Vale a pena perder tempo a conhecer-nos melhor, até nestes aspectos supostamente menos profundos.

    Responder
    • Vale mesmo a pena, vestir a roupa ‘certa’ pode fazer tudo pela nossa auto-confiança e sensação de identidade! 🙂 ***

      Responder
  • Catarina tu és uma pêra boazona :)!

    E eu uma pêra madura 🙂
    Um dia gostava de ir às compras com a Anita e contigo (acho que ela não iria aguentar as duas ao mesmo tempo…era fruta a mais )

    Responder
    • Até podia com uma frutaria inteira!! 😀 eheh É marcar! 🙂 ***

      Responder
  • Eu também sou uma Kardashian, a diferença é que enquanto eu tenho uma luta titanica para manter o meu dentro do limites aceitáveis, ela faz tudo para evidenciar o dela. hehehe

    Responder
    • Luisa, eu faço o mesmo. Acho que estamos as duas erradas e temos que assumir como ela 🙂

      Responder
  • […] Anita tentou ensinar-me e eu – tirando a preguiça que ficou na mesma – acho que aprendi. […]

    Responder

Deixe um comentário