O Meu Diário

O primeiro dia da casa nova.

Dizem que “não há fome que não dê em fartura”. Foi o que aconteceu neste blog com o tema “casa nova”. Escrevi sobre o LSF – Voltamos a falar da casa nova. Que método de construção escolhemos? – e depois sobre dinheiro e preços. Hoje mostramos o primeiro dia da casa nova. Na verdade existirão vários primeiros dias, é uma das emoções de uma projecto assim.

 

 

Dizem que “não há fome que não dê em fartura”. Foi o que aconteceu neste blog com o tema “casa nova”. Escrevi sobre o LSF – Voltamos a falar da casa nova. Que método de construção escolhemos? – e depois sobre dinheiro e preços. Hoje mostramos o primeiro dia da casa nova. Na verdade existirão vários primeiros dias, é uma das emoções de uma projecto assim.

Ainda sobre quanto custa construir uma casa? Existem, de certeza, valores mais baixos e valores mais altos. É apenas uma referência porque, como escrevi, há coisas que parecem pormenores mas mudam completamente o orçamento. Se ainda não viram, está aqui novamente o vídeo da minha escolha de janelas.

Seja como for eu acho que só no final é que podemos fazer uma avaliação mais verdadeira de todo o processo (fica prometido).

Voltemos ao primeiro da casa nova que coincidiu com os meus 41 anos. Foi um dia especial. Podem ir porquê.

Continuamos a acreditar que a passagem de ano será na casa nova mas sem grandes expectativas porque (vamos lá a mais um provérbio) “a pressa é inimiga da perfeição”.

 

 

 

 

 

Comentários (1)

  • Hello Catarina, gosto muito do teu blog e instagram, e sigo-te há uns tempos 🙂 gosto da tua visão das coisas e penso que temos visões semelhantes. Tenho um defeito que é ser mega poupada e tudo o que acho que posso viver sem, vivo sem 🙂 hahaha Sendo que piso radiante imaginei sempre que esse uma pequena fortuna. E morando a minha vida toda no norte de Portugal nunca tive nem conheci ninguém que tivesse isso. Já morei em Lisboa, na zona de Alvalade e sei que é BEM MAIS quente do que no norte e se vive bem melhor a nível de temperaturas. Em casa da minha mão em Ovar, uma pequena cidade mais perto do litoral sempre tive frio, a casa é gelada, no verão sabe super bem entrar lá dentro e sentir aquele ar fresco, no inverno é a mesma coisa só que não sabe tão bem hahaha. Há cerca de 3 anos mudei para uma cidade próxima em São João da Madeira, (pronto é um apartamento eu sei que pode ser um pouco diferente, mas há apartamentos gelados). Nunca tive tanto calor na vida, posso dizer que durante o inverno uso um pijama de verão de alças e calções e não tenho cobertor elétrico não 😛 tenho radiadores em todas as divisões e secadores de toalhas nos WC e nunca liguei um uma única vez. ele é virado para o sol, temos sol todos o dia, deve ajudar, mas certamente os isolamentos são do melhor. e as janelas são duplas e ate tem um orifício para fora no vidro, não sei se é para respirar, mas nem isso faz com que fique frio, daí dizer que se calhar valeria a pena repensar nesse investimento 😛 ( a minha vai da poupança a falar mais alto, desculpa :P) desejo muitas felicidades 🙂

    Responder

Escrever um comentário