O Meu Diário

aquilo que mais me custa por estar grávida

aquilo que mais me custa por estar grávida

aquilo que mais me custa por estar grávida?

nesta altura [31 semanas] já me adaptei ao mesmo estado ao ponto de estar confortável assim. de qualquer forma gostava que a miúda imitasse os irmãos e viesse às 38 semanas mas o que for será e cá estou para respeitar a data que ela decidir [só quero que corra tudo bem].

estava aqui a pensar quais as coisas que me continuam a custar por estar grávida [ou seja, aquelas coisas que gosto mesmo e em que me sinto limitada]. aqui fica a lista:

  • apesar de alguma descontração não consigo comer saladas e é exactamente nesta altura que me apetece comer saladas;
  • adoro a casca dos pêssegos, dos figos e das maçãs. tenho saudades de lavar um pêssego e comer sem mais nisso;
  • qualquer subida faz com que pareça que corri uma maratona [e nunca corri nenhuma]. posso andar quilómetros desde que não envolvam desníveis positivos;
  • não posso ir a um parque aquático como vou tão os verões. para o ano faço uma road trip e vou a estes 15!
  • não consigo estar deitada mais do que dez minutos na praia [mesmo com a técnica do buraco na areia], fico muito desconfortável;
  • tenho saudades de treinar a sério, com peso a sério [pelo menos para mim];
  • quero o meu rabo ligeiramente mais pequeno de volta para poder vestir umas calças de ganga sem sentir que estou a ser sujeito a um objecto de tortura [nesta altura e como calor não consigo vestir nada que me aperte as pernas].
  • também me ia queixar do tamanho das mamas mas dado o tempo que ainda vou ter que viver com elas vou antes fazer um exercício de aceitação.

 

acho que já chega! 🙂 se me lembrar de mais alguma coisa actualizo a lista.

 

leitoras grávidas querem partilhar as vossas queixas?

 

Comentários (11)

  • Olá Catarina!
    Antes de mais toda a acentuação que faltar neste comentario vamos atribuir ao meu telefone!!?
    É a primeira vez que comento….um blog! E escolhi o seu para primeiro. Admito que nao venho ler os posts diariamente mas dou uma piscadela no instagram quando posso (faco parte daquela gente rara que nao tem Facebook).
    Comecei a segui-la mais de perto quando percebi que tambem estava gravida e com tao pouca diferença de mim (33 semanas). Admiro a sua capacidade de auto-critica publica, isto porque é um tabu falar do peso das mulheres gravidas. As mulheres, no geral, sao bastante crueis quando dizem/comentam negativamente o quanto a barriga é pequena ou grande, quando todas parecem que querem é ver uma gravida gorda!
    Com toda a pressao social com o peso das gravidas admiro a capacidade que tem de passar para palavras aquilo que sente em relacao a isto que nos atormenta.
    Estou com um peso que nunca estive, detesto ve-lo na balanca…mas digo sem vergonha que tenho adorado comer! E, em sequência disso, concordo com tudo aquilo que referiu ser o que menos se adapta durante a gravidez…. as saladas, a fruta à vontade, a vida de verão normal, as subidas (ui as subidas! Parece que a crianca vai sair!!).
    Catarina, obrigada por se mostrar uma pessoa/gravida normal 🙂
    Acho que me excedi, desculpe!!! Isto para primeira vez…..!!
    Um beijinho e la nos encontraremos (quase) diariamente ate termos os bebes nos braços!

    Responder
  • Do que me lembro o que me custava mesmo era não poder dormir de barriga para baixo.

    Responder
  • Quando estava grávida o que mais me custava era andar calçada… fartava-me de transpirar dos pés!

    Responder
  • Olá, já não estou grávida. A minha Maria nasceu há 10 dias mas ainda me lembro bem do que me custava mais quando estava grávida.
    – Tal como tu, custou-me não comer saladas e fruta com casca. No verão, custa mesmo muito.
    – Comer sushi;
    – Beber uma sangria fresquinha (vou esperar pelo menos mais uns dois anos que é o tempo que gostaria de amamentar)
    – Não poder segurar na minha filha Lara ao colo mais do que uns minutos (isso foi o que me custou mais) tal como descrevo aqui: http://www.vinilepurpurina.com/2016/05/18/das-coisas-sinto-falta-nesta-gravidez/

    Muitos beijinhos e felicidades

    Responder
  • 1. estar de repouso absoluto há semanas, que mais parecem décadas.
    2. não conseguir arranjar decentemente as unhas dos pés.
    3. não poder comer ovos escalfados!! a questão das saladas e frutas resolve-se com amukina, uma vez que as refeições são todas caseiras
    4. com 38 semanas, a barriga está tão esticadinha que não a imagino a voltar ao que já foi (e as coxas, e o rabo.. com treino vão ao sítio, mas e o tempo para o treino? é algo que não consigo vislumbrar para já!)
    5. já referi a parte de não poder sair de casa e estar sempre colada à cama?

    Acho que tinha mais dramas quando ainda podia sair de casa, mas já com mobilidade reduzida. No estado actual, já só desejo um pouco de ar puro, andar uns 500m, ir ao café.. O que acontecerá depois da princesa nascer :p

    Responder
  • Olá Catarina!
    Tive conhecimento do seu blog por acaso :), por causa da dieta das princesas. Mas a partir do momento em que engravidou “sigo-a” diáriamente, e porque? Porque também me encontro grávida de 31 semanas, de uma menina e daqui a uma semana faço 38 anos. Contudo esta é a minha primeira gravidez.
    Tudo é uma novidade e tudo está a correr bem. O meu peso está a aumentar muito gradualmente e pouco, talvez por isso a adaptação esteja a ser tão fácil.
    A minha maior limitação é mudar de posição quando estou a dormir e uma grande saudade de beber uma cerveja inteirinha, uma sangria, um copo de vinho branco fresquinho 🙂
    Só me apetece comer melancia, pêssegos e saladas, tudo bem lavado e em casa.
    Obrigada pela sua partilha diária. É muito bom sabermos que não estamos sós e lá no fundo somos todas iguais.
    Beijinho.

    Responder
  • Olá!! Adoro o teu blog sempre q posso venho aqui “espreitar”!!!
    Estou grávida de 24 semanas e tenho um principezinho dentro de mim ?!! Do que eu mais tenho saudades ….fazer refeições de melancia… E de melão …os diabetes gestacionais ñ m permitem … Ir ao comer fora e ñ poder comer saladinhas …. Naqueles dias de calor quando apetece uma cervejinha, sangria ou um copinho de vinho branco fresco acompanhada de uma tábua de queijos e enchidos!!! Saudades de correr pela fresquinha e dar um mergulho no mar … Enfim para o ano “vingo-me” lol lol!! Beijinhos

    Responder
  • […] ao almoço e ao jantar é muito fácil comer apenas saudável: muitos legumes, muitas saladas [agora menos], muito peixe e fruta […]

    Responder
  • Ola!! Tenho vindo espreitar o blog e tenho gostado! 😉
    Tb tou gravida de 21 semanas e com este calor tem me custado mt vestir principalmente calças!! Durante a semana n saio de casa e vou andando de calções de praia mas quando saio de casa n sei o k vestir!!
    Tem alguma sugestão?! Onde comprar vestidos ou aquelas calças largas?! Bjinhos e td de bom!

    Responder
  • Olá!
    Vi hoje pela primeira vez este blog pq a minha irma(a melhor do mundo)me enviou por achar q devia lê-lo(Tb sou das raras pessoas sem facebook,a minha irma mantém m informada?)
    Hoje faço 32 semanas??
    Então li cada ponto e sorri em cada um deles,pq é exactamente isso q me incomoda,até a situação da praia!!!e eu adoro praia!!!
    Este calor absurdo Tb me tem incomodado mto…e trabalhar ao mm tempo q quase 10 mulheres numa sala em q o ar condicionado está frio para todas e eu continuar c calor é o pior…
    É a primeira vez q peço q este calor passe durante o verão e q venha fresquinho até q a minha princesa venha ver este mundo(desculpem m o egoísmo,mas precisava de um lufada de ar fresco todos dos minutos do dia?)
    Beijinhos e uma hora pequenina para nós todas, como se diz no norte ☺️

    Responder
  • Olá!
    Estou grávida pelo segundo verão consecutivo e são estes meses que mais me custam…
    – pelas saladas e frutas à vontade
    – pelo sushi que apetece tanto
    – pela caipirinha fraquinha feita pelo marido
    – pelo melão com presunto
    – pelo calor, pela sede, pelo cansaço…
    Mas… lá no fundo, sabemos que tudo valerá a pena! 😀
    Beijinhos! E obrigada, Catarina, pelo excelente blog que aquece o coração de nós todas 🙂

    Responder

Escrever um comentário