Relações

Sobre ressuscitar o fator novidade nas relações longas

Novidade. Sobre ressuscitar o início nas relações longas

Voltamos ao assunto da intimidade nas relações estáveis. Na foto, a tentativa de uma fuga em casal que acabou com Maria Luiza no supermercado. É  a vida, mas não desistimos. A novidade, de acordo com o que nos explica de seguida a sexóloga Marta Xavier Cuntim, é fundamental – mesmo quando o caso já é longo.

São várias as vezes que se diz para os casais saírem da rotina, para não terem sempre relações sexuais na cama, às escuras, no final do dia de trabalho… Nas relações de longa duração, com filhos, papéis bem definidos, trabalhos e rotinas, nem sempre se dá a devida importância à novidade.

Os autores Morton e Gorzanlka (2015) dedicaram-se a estudar a forma como o desejo e excitação sexuais diminuem em função da familiaridade com o parceiro, aumentam em função de um parceiro novo, ao mesmo tempo pretendiam mostrar a diferença entre homem e mulher. Estas questões foram consideradas tendo por base duas teorias evolutivas que consideram as estratégias de “acasalamento”: a teoria de estratégia sexual e a teoria de ligação fértil.

Para este estudo, avaliaram algumas áreas críticas, tais como: a habituação da excitação aos estímulos eróticos, as preferências considerando o número de parceiros sexuais, o efeito de uma relação monogâmica de longo termo no desejo e excitação.

Os autores perceberam que o funcionamento sexual evolui para promover o “acasalamento” a curto prazo. A mesma defende que o desejo sexual e excitação diminuem em função da familiaridade com o parceiro, e aumenta em resposta à novidade, tanto em homens como em mulheres.

O que este estudo não diz, mas que é fundamental referir, é que em relações de longa duração, a intimidade entre os parceiros e o conhecimento de ambos, no que diz respeito aos corpos e preferências sexuais é maior, pelo que o prazer que retiram acaba por ser maior também.

Em relações recentes, e à semelhança do que dizem os autores, existe novidade, pelo que os parceiros nem estão preocupados com a falta de desejo e de excitação, pois tudo é novo e a curiosidade é imensa. Todas as relações sexuais são diferentes e intensas, não há espaço para dúvidas.

Como tal, o truque é trazer o que existia no início da relação para as relações de longa duração. Introduzir a novidade nas relações pode ser tão simples quanto sair da cama e experimentar coisas novas e diferentes: comprar sextoys, uma lingerie nova, um banho a dois, maior atenção ao corpo da parceira… E sempre que se começar a pensar demasiado sobre ter sexo ou não ter, dar o benefício da dúvida! Afinal, as relações sexuais são boas!

Escrever um comentário