Maternidade O Meu Diário PubliPost

não quero saber se sou uma mãe perfeita…

escrevi esta frase, assim solta, como se resumisse tudo aquilo que sinto nisto de ter filhos. ser mãe é a minha espécie de bolha, o meu lado mais animal. ser mãe é aquilo que me obriga a parar. eu não quero saber se sou boa mãe. quero apenas que os meus filhos sejam felizes. e se fizer tudo mal feito mas resultar é isso que me interessa. e conto-vos um segredo. às vezes minto. quando sei que me vão criticar digo aquilo que querem ouvir: que dorme sozinha e a noite toda, que comem sempre sopa e fruta, que nunca comem com o telemóvel ao pé…

eu não quero saber se sou boa mãe. mas quero – todos os dias – saber se estou a fazer o possível para ter filhos felizes. hoje e para o futuro.

 

“acreditamos que não existem mães perfeitas, apenas mães reais”, como diz Baby Dove.

Comentários (7)

  • Catarina,

    Obrigada pela sinceridade! A minha filha tem 8 anos e eu tenho de ficar com ela até adormecer. Quero lá saber o que dizem – fica sempre tudo em estado de choque quando o assumo! E confesso que adoro aquele momento só nosso, de amor, carinho, ligação, mimo. E fá-lo-ei até ela querer, até eu sentir que ela já não precisa, pronto está dito!

    beijinho grande

    Responder
    • A minha filha também tem 8 anos e também tenho que ficar com ela até adormecer. E quando acorda a meio da noite. Tem medo, muito medo e com sinceridade não retiro grande prazer, porque gostava sinceramente que ela ultrapassasse esse medo. E porque é raro ela dormir uma noite inteira sem acordar. É muito muito cansativo. Ainda assim, não tenho nem nunca tive problemas em assumir. Aos fins de semana adormece no sofá, com a cabeça no meu colo e aí sim, tenho imenso prazer. Há que aproveitar enquanto querem o nosso colinho, embora ela saiba que enquanto eu viver, o meu colo estará sempre disponível.
      Gostei tanto do vídeo Catarina. Concordo em pleno.

      Responder
  • Não sei se sou a única “cliente” que não vê os vídeos. Não tenho paciência e quase nunca estou em local adequado para os ver/ouvir. Fica a opinião.

    Responder
    • Mas tem paciência para comentar que não os vê. Veja este que está bem bonito 🙂

      Responder
      • Sim. Porque venho para ler. Não para ouvir 😉. E assim escrevo. Não falo. 😂 Não posso ouvir. Sem headphones e a bebé dorme ao meu lado 😗

        Responder
  • É mesmo isso: ser a mãe que os filhos precisam e sempre presente para que sejam felizes e seguros de si mesmos. Obrigada Catarina! Sempre a deixar-me com a lágrima no canto do olho.

    Responder
  • […] muito deste vídeo que a Catarina Beato partilhou, é um filme sentido e muito real sobre ser mãe e viver o dia a dia de forma […]

    Responder

Escrever um comentário