Compromisso

Odeio a forma como as pessoas exigem e cobram com base na palavra “compromisso”. De facto “comprometer-se” significa “obrigar-se”. Eu não gosto de obrigações. Gosto de fazer o que me dá prazer. Gosto de viver. As relações degradam-se porque vivem de compromissos e não de vontades.

Prostituta

Prostituta. É um facto. Sou uma inútil. Não faço rigorosamente nada. Ser dondoca da classe média tem um curto prazo de validade. É preciso dinheiro para poder não fazer nada. “Não fazer nada” não dá dinheiro. Conclusão: tenho que fazer alguma coisa. Vender a minha capacidade produtiva. Prostituir-me.