O Meu Diário

Medos

Ele pintou-me um cenário tão assustador por causa das fotos do meu filho… que eu decidi retirá-las.Eu sei que há malucos para tudo. E a minha parte Almerinda* nem me deixou pensar duas vezes. Apaguei tudo.Peço desculpa à Ana e à Carla, e quero que saibam que os vossos comentários lindos estão comigo.
*a minha avó Almerinda é a mãe de todos os medos, angústias e cenários medonhos.

O Meu Diário

Despedida de solteira/o (2)

Ele (pronúncia brasileira): – Vem comigo para o privado.Ela (sorrindo): – Felizmente não pago para ver homens nús.Ele (pegou-lhe na mão provocando olhares enciumados por parte da plateia): – Então vem terça-feira. Para você não é nada. Ou então, me dá seu número. A música começou e o Indío voltou para o palco.A noiva e as amigas riam: – Mas o que é que tu tens escrito na testa?Eu sei. Mas não digo.

O Meu Diário

Emigrantes

Desde que tenho o meu blog que conheci uma enorme comunidade de emigrantes jovens. Relatos fascinantes de vivências onde a língua é outra, onde os hábitos são diferentes e se vive de outra forma essa nossa-portuguesa-saudade. Invejo.
Queria fazer as malas, pegar no meu filho, e ir viver uns anos para fora. Emigração temporária!
Mas o D. não deixa. E com razão. Também não quereria que me levassem a minha razão-de-viver para longe.

Sonhos

Já não ia ao cinema há anos.
Ontem levaram-me. Com direito a pipocas.

A raiva e o ressentimento impedem-te de seguir em frente.
Não precisava de ver o filme para que este fosse um princípio importante na forma como conduzo a minha vida.
Acho mesmo que, nos últimos três anos, é este o princípio que me tem permitido ser feliz.

Relações

Para ti…

Sabes D., há momentos, quando estou sozinha, em que momento desistimos de ser namorados.
Lembro-me da nossa paixão.
Do teleférico e do Jardim Zoológico.
Lembro-me de estar naquela varanda e me teres dito que a única coisa que querias era andar comigo.
Lembro-me de teres corrido atrás de mim e da tua mão no meu ombro naquele táxi. E todos os dias que vieram a seguir.
Lembro-me da nossa primeira vez.