Sonhos

Ser dondoca.

Eu sou dondoca e não tenho um emprego. E de facto tenho uma qualidade de vida invejável. Mas também trabalho! Trato da casa. Passo a ferro. Arrumo e limpo. Pago contas e trato de tudo o que se relacione com papelada (minha e da minha mãe).
Se me dissessem que os 27 anos esta seria a minha ocupação eu teria vomitado de tanto rir.
Aos 18 anos eu imaginava licenciar-me em Economia, tirar um Mestrado. Ser uma executiva.

O Meu Diário

Os campos de férias. (ou como começar a chorar em poucos minutos…)

Hoje demanhã, na janela da minha cozinha, enquanto estendia a roupa cheirou-me a campos de férias. O calor intensificou o cheiro de uma qualquer flor do jardim da vizinha… Inspirei profundamente e senti a dor das saudades. Quem nunca fez campos de férias não entende o que se sente… nem entende as relações que se criam. É como um Big Brother. É uma Quinta. É a nossa Quinta.

Relações

Investimentos

Porque no amor existe sempre a necessidade de investimentos.
Podem dizer que é foleiro, filme de merda, comédia romântica. Mas se conseguirem ver o filme até ao fim e para além do filme podem assistir a uma história de amor. Uma história de amor a sério, sem paixões impossíveis, falsos puritanismos ou finais felizes.
A rotina e a monotonia destroem as relações, transformam corações-aos-pulos em certezas cegas.

O Meu Diário

Esquecer que sou mãe.

Há momentos, rarissímos, em que me esqueço que sou mãe.Ontem, com o copo de sangria na mão, os meus amigos, bailarico na Bica e uma mini-saia orgulhosamente vestida, esqueci-me que era mãe.Nesses centésimos de segundo sinto uma descontração que deixou de existir no dia 25 de Abril de 2002.Ser mãe é um estado de espírito permanente. É um aperto no coração, uma atenção constante.