Vida Saudável

The Avocado Project. A comida saudável mais saborosa dos eventos, que também vai às festas dos miúdos

The Avocado Project. A comida saudável chega a todo o lado

Nos supermercados a oferta saudável cresceu. Há cada vez mais cafés e restaurantes com comida biológica, natural e orgânica. A moda das comidas boas e nutritivas apareceu, ficou e foi, aos poucos, chegando a todo o lado. Bem, a quase todo o lado. O Frederico Teixeira detetou uma lacuna e preencheu-a. Percebeu que no mundo do catering a oferta era nutricionalmente fraca e teve uma ótima ideia.

Vida Saudável

Equilíbrio. E (tentar) ser feliz todos os dias.

Equilíbrio

A vida é assim: uma conjugação entre açúcar e saudável, entre o quente e o frio, entre a dor e o prazer. O dia de ontem foi assim: gargalhadas e lágrimas. Intimidades e futilidades. A vida é esta tentativa permanente de equilíbrio.
Ontem aconteceram os primeiros workshops Ser Feliz Todos os Dias. Ontem falámos de aceitação. Não há fotografias mas ficam as memórias, tão boas como as papas de aveia desta fotografia.

Relações

Podemos amar um homem que não ouve a mesma canção?

Canção: podemos amar um homem que não ouve a mesma música?

Rock dos anos 70 para abanar a cabeça. Anjos, brasileiradas Tony Carreira. Dividem-se assim os gostos cá por casa. De um lado está o Pedro. Do outro estou eu. Que impacto tem na vida amar um homem que não houve as mesma canção?
É disso que falamos no novo episódio de consultório sentimental. Acreditem. Se no início nos faz desconfiar, e sentir uma ligeira comichão, no decorrer da relação acaba por nos dar espaço.

Tendências

6 objectos. 3 histórias. Saudades variadas

saudades variadas

Vamos falar de saudades variadas.
Comecemos pelo meu trauma de infância – em paralelo com a capa do carro (sim, eu sou do tempo em que o carro ficava tapadinho e protegido, todos os dias, depois uma manobra bastante demorada e chata).
O meu pai era dado a rituais. Ele dizia “equipa que ganha não se mexe”. Por isso uma coisa que tinha que ser feita, tinha que ser feita sempre.

O Meu Diário

Com ou sem mama-de-fora, vão chatear-me sempre

Mama-de-fora: com ou sem vão chatear-me sempre

Quando nos expomos queremos que saibam quem somos, que nos conheçam as crenças e os valores. Queremos, por muito que neguemos, que gostem de nós. Eu Catarina, sempre-com-a-mama-de-fora, achava que todos sabiam como defendo a amamentação com desmame natural (e defendo essa liberdade para quem quer, assim como defendo que amamentação não pode ser sinónimo de sofrimento e sacrifício).

PubliPost

Já vos disse que adoro o cheiros a bebé?

adoro o cheiros a bebé

Já falei aqui no blogue, várias vezes, sobre o cheiro dos meus filhos. Crescem ao nosso colo, agarrados a nós. Crescem mas nunca perdem o cheiro e a doçura enquanto dormem.
O cheiro é mesmo a primeira ligação entre mãe e filho. Cheiram a pipocas, a algodão doce, a bolachas. Até já reconheci a Maria Luiza pelo cheiro, não por ser intenso, mas por ser tão diferente dos outros.

Maternidade

Um colo solto também sabe bem

Quem me acompanha no Instagram viu que fui a Paris com a Huawei. Foram 24 horas fora de casa, noutro país, a muitos quilómetros. É muito difícil deixarmos os nossos bebés. Há sempre um nervosismo antecipado, por nós e por eles. Habituamo-nos, agarramo-nos e esquecemo-nos de como é estarmos sós. Aqui em casa, como partilho: adormecem e acordam comigo.