PubliPost

Sabem mesmo quanto vale uma história de embalar?

história de embalar

Vou contar-vos um segredo. A minha mãe leu-me para adormecer até ao dia em que saí de casa. Não era todos os dias mas (sim) tinha 19 anos!  Será das minhas memórias mais doces. A voz colocada, cada capítulo de cada livro, e aquele momento em que a história de embalar começava a fazer parte dos meus sonhos. 

Teresa Rebelo Pinto, psicóloga, especialista em sono, explica: “A leitura de histórias de embalar procura dar resposta a esta necessidade de ir desligando progressivamente do que se passou durante o dia. Para dormir bem precisamos de conforto e segurança e uma história ao deitar promove estes sentimentos favoráveis ao sono. Além de ajudar a criar uma rotina de final de dia, a existência desse momento afetivo representa sem dúvida uma boa prática para garantir a qualidade do sono. Para quem ouve histórias e, por sinal, para quem as conta.”

Agora imaginem o que pode significar uma história de embalar para uma criança que está hospitalizada. A Nuvem Vitória é uma associação que tem como missão principal contribuir para melhorar o sono das crianças, nomeadamente em hospitais ou outras instituições, que por motivos de saúde ou outros, temporariamente, as retirem dos seus ambientes familiares.

Dormir é, de facto, fundamental. E se é para nós, adultos, para as crianças é mesmo crucial. Crescemos enquanto dormimos! É mesmo verdade, não é conversa dos crescidos quando querem que os miúdos vão dormir.

Alertar os portuguesas para a importância do sono e das histórias para adormecer é o tema da campanha de Natal de responsabilidade social do Lidl, que tem apostado na divulgação de estilos de vida saudáveis. O objetivo é promover bons hábitos de sono entre as crianças e sublinhar as vantagens das histórias antes de dormir. Uma opção infinitamente melhor do que o terrível hábito de adormecer agarrado aos ecrãs (que infelizmente muitos miúdos já têm). Contos de embalar criam sonhos bons e são uma excelente ferramenta para a criação de laços familiares. Pode, na verdade, ser o momento mais calmo e sereno dos dias, o mais terno entre pais e filhos.

Como é que podemos ajudar?  Entre 3 e 30 de Dezembro, ao comprarmos o bolo rei Favorina, no Lidl, vamos estar a contribuir para que esta associação possa alargar a sua intervenção e melhorar o sono de mais crianças. Neste caso as que estão hospitalizadas ou instituições e fora de casa na época em que todos estamos em casa, junto das nossas famílias. Por cada bolo comprado, 1€ reverterá para esta causa — convertido em histórias a serem lidas a mais crianças, em mais hospitais, melhorando a sua qualidade de sono.

Agora sabem quanto vale uma história de embalar?

 

 

E já estão a pensar no Natal? Eu é mais bacalhau, bolo rei, azevias….

Comentários (2)

  • […] Há uns meses falámos no poder das histórias de embalar e na importância de um sono de qualidade. A minha mãe leu-me para adormecer até ao dia em que sai de casa — é das minhas memórias mais bonitas e que se foram acumulando até eu ter 19 anos. Dormir (sei ainda melhor hoje, depois de três filhos) é absolutamente crucial para a nossa saúde a longo e curto prazo — basta pensarmos que quando não descansamos ficamos mais irritados, menos concentrados e produtivos. Hoje conto-vos que as histórias de embalar já chegaram aos hospitais portugueses. O Lidl lançou em dezembro uma campanha que alertava para a importância deste pilar no bem-estar individual e familiar e apoiou a Associação Nuvem Vitória, cujo objetivo era levar histórias de embalar às crianças que estão nos hospitais portugueses, longe dos seus ambientes familiares. Cada bolo-rei Favorina que os clientes Lidl comprassem era um contributo para esta causa, para que a associação pudesse alargar a sua intervenção. […]

    Responder
  • […] Há uns meses falámos no poder das histórias de embalar e na importância de um sono de qualidade. A minha mãe leu-me para adormecer até ao dia em que sai de casa — é das minhas memórias mais bonitas e que se foram acumulando até eu ter 19 anos. Dormir (sei ainda melhor hoje, depois de três filhos) é absolutamente crucial para a nossa saúde a longo e curto prazo — basta pensarmos que quando não descansamos ficamos mais irritados, menos concentrados e produtivos. Hoje conto-vos que as histórias de embalar já chegaram aos hospitais portugueses. […]

    Responder

Escrever um comentário