Tendências

7 essenciais no regresso às aulas

essenciais no regresso às aulas

Escola à vista! Agosto a terminar e já conseguimos cheirar Setembro. Podemos falar dos recomeços, da felicidade no regresso às rotinas, da beleza do outono. E podemos escrever sobre a realidade dos factos: o quanto este mês pesa no orçamento. Regresso à escola é sinónimo de extensas listas de compras. Mas podemos conjugar as coisas: ir às compras dos essenciais no regresso às aulas com um sorriso (porque as contas estão controladas).

Isto do orçamento familiar organizado não foi sempre a minha realidade. Cresci assim – continuo a ter o meu pai como o exemplo máximo da organização e controlo de dinheiros. Guardo memórias muito boas do meu primeiro dia de aulas, a minha mãe a ajudar-me a carregar um dossier preto enorme (que devia estar lá em casa há anos mas que, naquele dia, era orgulhosamente o meu dossier da primeira classe).

Talvez por ter crescido nesse mundo de organização nunca percebi que isso dava trabalho. Fui aprendendo por força das circunstâncias. Quando fiquei desempregada decidi aprender a viver mais com menos. Como repito muitas vezes sempre tive a sorte de ter a minha mãe como rede de apoio mas foi um choque que me mostrou que o tal orçamento do meu pai exigia organização mas compensava.

Gonçalo no 11º ano e Afonso no 2º ano. Mara Luiza ainda fica mais um ano em casa.  Os livros representam sempre um gasto muito relevante mas, se não tivermos cuidado, o material escolar ultrapassa isso. Cá em casa já sabem que a mochila passa e ano para ano e tudo o que podemos reutilizamos. Vamos lá escrever sobre os essenciais no regresso às aulas. Todos à venda no LIDL (duvido é que consigam ir lá e só trazer material escolar).

Essenciais no regresso às aulas:

1.Mochila! Todos querem uma mochila e, mesmo que algumas coisas fiquem na escola, faz parte da imagem perfeita para o regresso à escola. Nisto das mochilas sou a má da fita: não há cá bonecos. Os bonecos perdem a piada passado uns meses (às vezes nem aguentam o ano lectivo). Mochila quer-se neutra para durar o tempo necessário ou ser reutilizada para a praia ou pequenas viagens. Deixo-vos estas três sugestões (16,99 euros): giras, neutras e confortáveis.

Também encontram no LIDL umas mochilas mais pequenas tipo trolley, perfeita para o infantário e pré escolar (e custam 9,99 euros).

 

2. Para além da mochila os miúdos querem lancheira e água sempre à mão que o verão vai durar até Dezembro! As garrafinhas de alumínio são amigas do ambiente (tentemos acabar com as garrafas de plásticos) e fáceis de utilizar mesmo pelos mais pequenos. Eu vou comprar a do unicórnio para mim porque o regresso às aulas também tem que ser uma festa para os pais. Cada garrafa custa 2,99 euros (se calhar trago mais do que uma).

 

3. Sejamos realistas: os putos usam telemóvel (e eu já disse o que o que penso sobre isso). Se me perguntarem: a partir de que idade devemos dar um telemóvel próprio para usar fora de casa?  Eu diria 7º ou 5º ano, dependendo da autonomia que já têm (se vai para  escola sozinho no 5º ano porque ser bom ter forma de contacto). A questão deles (e nossa) é sempre a mesma: ter bateria. O power bank custa 7,99 euros e pode ser muito útil.

4. Mochila neutra mas cadernos com todos os desenhos que lhes apetecer. O caderno não vai passar para o ano seguinte. Atenção à gramagem das folhas! Folhas muito finas são quase sempre sinónimo de cadernos todos borrados.

Eu costumo comprar os cadernos à conta (de acordo com a lista de material pedido), no final do ano retiro as folhos ainda limpas e guardo numa caixa para podermos usar em desenhos, rascunhos, recados e para lhes explicar algumas matérias.

E aqui assumo que apesar de muito poupada nos cadernos para os miúdos acho sempre que há espaço e necessidade para mais um caderno (para mim)… Já os juntei todos à vista para não cair na tentação de ir comprar mais uns 10.

 

 

5. Eu gostava de vos dar dicas de poupança sobre lápis e canetas mas o meu sonho sempre foi ter um estojo com tudo. Na verdade os meus pais, os verdadeiros reis da poupança, nunca me deixaram. Assim sendo vinguei-me em crescida e o Afonso já teve um e a Maria Luiza terá quando quiser. Este custa 5,99 euros, contas feitas não fica mais caro como os meus pais me fizeram crer a vida toda (assim sendo talvez possa exigir à minha mãe que me ofereça um).

6. Desejos consumistas à parte (mesmo que sejam coisas baratas), comprem apenas aquilo que pedirem na escola. E utilizem aquilo que sobrou do ano passado, sempre que possível. Em casa tenham sempre o suficiente para substituir numa emergência. Eu tenho a experiência de um filho que perdia todo o material e tive que refazer muitos estojos às nove da noite.

7. Dica final e importante: façam com que os miúdos participem, tanto no momento das compras como na arrumação já em casa.

Um bom exercício é mostrar quando gastaram no final das compras para que eles vão ganhando a noção do orçamento familiar.

 

Eu sei que  é mais fácil e rápido fazermos tudo sozinhos mas os miúdos sentem esse momento como uma festa. Vocês sabem que sou fã do LIDL (alias não conheço ninguém que não seja): tem preços óptimos e produtos de qualidade. É um bom passeio para fazer o final de férias e comprar os essenciais no regresso às aulas com um sorriso. Aproveitem e tragam pão de Rio Maior. Acreditem em mim.

Comentários (5)

  • Pode por favor dizer-me onde se compram as garrafinhas de alumínio?

    Responder
  • Também comprei uma das mochilas do LIDL, a preta com quadrados cinza para o meu filho, a do ano passado vai ser reaproveitada para este ano mas acho que não dará para o ano todo, assim fica precavido para não acontecer como à uns anos que tivemos que usar uma da primária do spiderman já super usada porque as alças da que usava “desintegraram-se”.

    Responder
  • […] diferentes?  Mas, para já, vou despedir-me destes dias, ligar o modo regresso às aulas (leram as dicas?) e às rotinas e preparar todas as coisas boas que vêm aí.  E arranjar forma de fazer férias […]

    Responder
  • […] Vejam aqui mais 7 essenciais no regresso às aulas. […]

    Responder
  • […] aqui escrevi sobre os 7 essenciais no regresso às aulas. Acredito mesmo nisto do consumo responsável: reaproveitar, organizar e ver […]

    Responder

Escrever um comentário