Ainda a propósito de parir… ou a maravilhava de amamentar.

5

Ainda a propósito de parir e para dar continuidade ao meu momento nostálgico. Gostava de informar as futuras parideiras de alguns factos.

Aquilo dói mas não dói mais do que ter dores de período. Assim tipo vão-e-voltam. O que dói mesmo é quando passadas 24 horas as mamas começam a inchar como se não houvesse amanhã. No momento em que o leite sobe e começa a sair por buraquinhos que nós nem sabemos que existem. Quando as mamas ficam rijas como pedras e a única solução é ir para o duche e (tentar) massaja-las. Isso sim, é que doí mesmo a sério.

Caros leitores do sexo masculino, se por um único instante a imagem de uma gaja a massajar as próprias mamas debaixo do duche vos parece erótica… Esqueçam. Fodasse. Dói mesmo muito.

Depois conhece-se o prazer de ter uma boca minúscula a tratar do esvaziamento das mesmas. E quando aquilo começa a ser mesmo bom (ou seja o ritmo de enche-esvazia não permite que se tenham muitas dores)… temos bicos gretados! Minhas amigas, qual parto, qual leite a subir. Bicos gretados é que dói mesmo. E por muitas coisas que vos digam que cura, a única solução é deixá-lo mamar. A mãe natureza é que sabe e os animais não têm gretalvite, nem bicos de silicone. Dói como a merda e passa. E quando já temos calo (já vos passaram as fantasias???) é uma maravilha!!!

Mas são, mesmo, momentos lindos mãe/filho, comida fresca em qualquer lado (sem necessidade de esterlização e outras limpezas) e imunidade para dar e vender!

Eu aguentei até aos 18 meses e parei porque fui obrigada pelo pediatra. Dizia que o miúdo já tinha vicío (como se não ficasse com o vicío para o resto da vida).

Assim, depois de parir, só mesmo maravilhar de amamentar. Viva a amamentação! E que saudades eu tenho de as ter deste tamanho… 🙂

5 Comentários
  1. Ana says

    E não há mais nada a dizer…:) Jokas

  2. Minhoca,a verdadeira says

    Ha uns 15 dias li um artigo numa revista acerca de uma associaCao que defendia que se devia dar de mamar.. pasma-te!! até aos quatro anos! Que nada superava o leite maternal e que por muitos tabus que houvesse, a crianCa so devia parar qd assim desejasse.
    Nao sei bem qual a minha opiniao, mas que achei giro, la isso achei!

  3. lady says

    Por mim tinha dado até mais tarde. Tipo dois anos. Eles não magoam com os dentes. Têm muito cuidado. Mas até aos quatro, não!!! Freud seria contra e o leite perde propriedades. Não me imagino com o miúdo na pré-primária agarrado às minhas mamas.

  4. Claudia says

    Sou mãe de três. Deixei de dar de mamar logo no primeiro…ele hoje tem quase 11 anos e eu, ainda me lembro, de olhar para as gengivas dele que me pareciam facas no meu peito… não consegui suportar a dor. Era ele a chorar e eu a chorar também porque tinha receio de o aproximar do meu peito.Mesmo com os bicos de silicone…
    E o leite a sair de inúmeros buraquinhos…que de facto também não sabia que existiam 😉

  5. Filipa says

    Muito bom! Tal e qual! 🙂
    Só falta falar no incomodo que é os pontos!
    Bjinho

Comentar

O teu endereço de email não será publicado.