Tag / viagem

dieta das princesas

Sonhar com… Cuba: o que não perder e outras dicas práticas

Sonhar com... Cuba: o que não perder e outras dicas práticas

Agradeçam à Ana Bernardino (eu aproveito por agradecer porque é parte importante dos neurónios que me faltam) por este momento de inveja profunda. A miúda esteve em Cuba e conta-nos tudo. Eu acho que Dezembro é o mês perfeito para viajar. E não tenho dúvida que se há coisa para que vale poupar é para conhecer o mundo.

Estive 9 dias em Cuba e voltei revitalizada. Passeie por Havana e fiz reset mental profundo em Varadero, numa praia linda de morrer. Não ia com grandes expectativas, porque tinham-me dito que Cuba “não era nada do outro mundo” e que “estava demasiado turística”. É verdade: há turistas em todo o lado. Mas não, não é só rum e tabaco. Eu senti que estava num sítio verdadeiramente especial. E quero muito voltar.
Um dos aspetos que tornam Cuba única é este: parou no tempo. Isto reflete-se, sobretudo, na degradação dos prédios coloniais maravilhosos e na pobreza em que vivem as pessoas [apesar de altamente instruídas]. E a parte assustadora é que esta realidade contrasta de forma absurda e flagrante com o ambiente [ou ficção turística] que se vive nas praças, ruas e hotéis que fazem parte dos roteiros clássicos. A distancia que separa estes mundos é mínima – estilo 50 metros ou menos.

maternidade

São Miguel, Açores? aqui ficam algumas sugestões para quem vai viajar

são miguel

Primeiro que tudo: obrigada à Li por ter escrito este post. Em dias difíceis falemos de coisas boas. Porque ser feliz quando pudemos também uma forma de respeitar o sofrimento de quem não pode…
 
São Miguel faz parte das minhas memórias e é um sítio ao qual regresso sempre que posso e com a sensação de casa. É uma terra “feita” para nos demorarmos nela, para saborear todas as surpresas que nos traz, uma terra para voltar sempre.
A última vez  que estive em São Miguel, em Abril, consegui juntar o trabalho às férias escolares dos miúdos e fomos em família, sem grandes planos, apenas com alguns desejos para realizar. Quase todos já lá tínhamos estado, por isso não havia a pressa de conhecer e ir a todo o lado. Conseguimos demorar-nos em cada sítio, sem a pressa e a sede de sorver tudo.
A apenas duas horas de Lisboa é um sítio ideal para aproveitar um fim-de-semana. Desde que agendado com alguma antecedência os voos para a ilha, com a entrada das companhias low cost a viajarem para lá os preços reduziram substancialmente relativamente aos valores astronómicos que se pagava antes de 2015, conseguem comprar ida e volta por 60€ (fora épocas altas) sem bagagem no porão o que também é dispensável dado só irem passar três noites fora de casa.

maternidade viver mais com menos

a próxima viagem. para onde?

as imagens são de Toronto, Canadá. o meu Afonso iria adorar esta viagem [algum youtuber que ele adora vive em Toronto]. não será este o próximo destino mas podem carregar  em cima das imagens e ver a promoção da TAP. eu acho que planear a próxima viagem sabe tão bem como a viagem em si. deve ser por isso que o meu objecto preferido é o globo [quem me segue no instagram já viu que em casa tenho vários]. por um lado apetece-me sempre voltar aos lugares que já conheço [ando cheia de saudades de Londres e de coisas que se calhar sou eu é que gosto, como passar horas no Whole Foods]. mas adoro pesquisar voos para lugares onde nunca estive, restaurantes com coisas que quero provar, casas onde poderia ficar.  há qualquer coisa libertadora quando chegamos ao aeroporto, ou quando arrancamos na autocaravana com o mapa no colo e uma lista de desejos. caramba… tenho mesmo saudades de viajar.   [recupero as coisas que gosto de levar em viagens. se quiserem ver melhor basta clicarem na imagem.

maternidade

em viagem, o que levar? [também lhe podemos chamar desejos consumistas]

quem me segue pelo Instagram já deve ter percebido que vim de viagem, em família, para São Miguel, nos Açores. o pretexto foi mais um workshop, em forma de lanche, que aconteceu no maravilhoso Andar de Cima. obrigada a todas as miúdas lindas que participaram!
desta espécie de mini-férias surgiu-me a ideia de criar uma lista com as coisas que devemos trazer quando vamos para fora de casa. sugiro-vos desde coisas mais básicas, a outras que, ainda que mais improváveis, vamos desejar ter incluído na altura de fazer as malas.
nunca esquecer: um livro fácil de ler, ou seja, que sabemos que vamos gostar [não é altura para arriscar muito], levar música para durante a viagens e paga o destino [aqui sugiro umas colunas para não andarmos sempre com os auscultadores], uma mala com rodinhas [fundamental quando há filhos pela mão] e um saco prático para a bebé. em viagem o saco do bebé serve também para ser a nossa mala, embora eu eu prefira mochilas, como as que mostrei aqui.
ainda dentro da temática “viajar com filhos”, vou escrever mais sobre isto, prometo!, avaliem – consoante o bebé e o destino – se levam o carrinho ou uma solução de babywearing. desta vez trouxe também o set&seat da MadainLisbon para a Maria Luiza ficar connosco à mesa.

Sigam-me no Instagram

1
Something is wrong.
Instagram token error.