Tag / dormir

maternidade

12 coisas a evitar depois de noites sem dormir por culpa dos nossos bebés

noites sem dormir

Atenção que não me estou a queixar do cansaço!!!! Mas que ando cheia de sono, ando (abriu a época da tosse e eu tenho uma relação complicada com este barulho, talvez pelos sustos que apanhei com o Gonçalo – que tem asma – e há um ano com a Maria Luiza). Falávamos de sono. Encontrei este artigo no “Metro” e achei fenomenal. Dedico-o a todas as mães que têm filhos que não dormem e que não deixam dormir. Dedico-o a quem entra frequentemente em modo zombie irritado com carências graves de memória a curto prazo, fruto da falta de sono e consequente cansaço excessivo. Uma espécie de manual de sobrevivência para ler com a o sensor de ironia ligado, com tudo aquilo que devemos parar de tentar fazer depois daquelas noites em branco, sem dormir – por culpa do bebé ou crianças pequenas.
Foi escrito em tom de brincadeira mas eu acho que deve ser tudo levado muito a sério!
 
1. Sair de casa. Há pessoas na rua e é possível que falem connosco.
 
2. Cozinhar. Nada de forno, nada de fogão, facas, frigideiras, panelas ou refogados. Fiquem-se pelas torradas, que é como quem diz, uma fatia de pão com manteiga [toda a manteiga que quiserem] chega.
 
3. Ir ao parque [ou a qualquer outro sítio com crianças]. No parque há bebés que dormiram a noite toda.

maternidade

Chegou o frio: 4 dicas para usar um saco de dormir

noites sem dormir

O saco de dormir de bebé funciona assim como uma espécie de saco cama que se veste. No inverno e noites fritas, é ótimo para evitar que os miúdos se destapem e apanhem frio durante a noite. É importante garantir que proporciona uma temperatura ideal, que seja agradável e aconchegante. A The Gro Company tem várias opções, capazes de nos proporcionar (a todos!) melhores noites de sono. E estes são pontos a considerarem antes de escolher um saco para o vosso bebé.

Como escolher o saco de dormir ideal
 
1. O tipo de saco
Com fecho lateral, com fecho no centro, para viagens. Uns menos fáceis e outros super fáceis de abrir [que dão jeito quando há fraldas para trocar durante a noite]. Com tecidos mais leves, quentes ou maleáveis, a Gro Company tem todas estas soluções. Antes de equipar um bebé com um saco de dormir é importante compreender qual será a opção mais confortável e apropriada ao ambiente em que ele vai estar.
 
2. O tamanho
O tamanho é essencial para o conforto e bem-estar da criança. Para dormir bem, ela tem de estar aconchegada, mas não esborrachada. É preciso ter em conta a idade, mas principalmente o peso e a altura do bebé. Os sacos de dormir da The Gro Company existem em vários tamanhos pensados quer para bebés recém-nascidos, como para miúdos até aos 6 anos.
 
3.

maternidade

6 motivos que estão a impedir os miúdos de fazerem a sesta

sesta

há algumas horas [ou minutos, vá] em que Maria Luiza dorme. é nestes espaços de tempo que aproveito para trabalhar, responder a emails, tratar de assuntos da casa ou para fazer uma sesta também. nos primeiro meses foi difícil encontrar a rotina perfeita para ela – que não fosse contra a rotina de todos os que já cá estávamos em casa – mas agora as coisas estão muito melhores, mais calmas e mais estáveis.
no outro dia estava no computador e encontrei um artigo da Pure Wow que quero partilhar convosco, mães e pais de filhos que desesperam com o sono dos filhos. vamos conhecer seis razões [existirão mais mil] pelas quais os miúdos não dormem a sesta e algumas dicas para melhorar a situação. 
atenção: não esquecer que tudo isto são coisas normais de bebés e crianças. e a partilha em apenas como objectivo dar algumas ideias para que todos saiam a ganhar.
 
1. Problema: ansiedade de separação
Solução: rituais. o ser humano vive de hábitos, mais ou menos organizados. assim como nós temos [ou tentamos] ter uma rotina para dormir à noite, os bebés também precisam disto. ou seja: mantenham o ritual que antecede a sesta sempre igual, curto, doce e consistente. exemplos: um livro, uma música, as luzes apagadas e uma frase, como “boa noite”. obviamente que nem todas funcionam com bebés, mas algumas sim!
 
2.

o meu diário

sempre a mesma conversa: tenho sono

tenho sono. tenho sempre sono. já andei perdida nos arquivos deste blog que é o meu diário é sempre foi assim, sempre tive muito sono. quando o meu filho mais velho me diz que dormiu mal e sinto-lhe a angústia porque volto atrás no tempo e consigo ver as luzes dos carros a percorrerem o tecto do quarto com o formato dos orifícios dos estores brancos e sujos. eu queria dormir e não conseguia. queria dormir e só pensava no sono que teria na manhã seguinte. queria dormir e inveja as pessoas que fechavam os olhos e pronto.
tenho sono. e continua a ser assim, com sono e a pensar nos minutos que sono precioso que estou a desperdiçar, antes da Maria Luiza me chamar para mamar, antes do Afonso me pedir um copo de água, antes de serem 6h55 e o despertador tocar.
tenho sono. e podia dizer que a culpa é dos filhos, que a culpa é da miúda que mama. não é, sempre foi assim. piora quando sou a única adulta em casa e o estado de vigilância aumenta. mas sempre foi assim.
parece até estupida esta contradição porque quanto mais sono tenho mais me custa dormir. há noites em que é desesperante. tenho sono. é sempre a mesma conversa.
 
 
[sugestoes aceitam-se, sempre.

Sigam-me no Instagram

1
Something is wrong.
Instagram token error.