Tag / dieta

o meu diário viver saudável

“embrace”, mimar e aceitar

mimar e aceitar

é um tema recorrente neste blog. a estranha, e às vezes tão difícil, luta com a nossa imagem. sei que me repito. mas também sei que esta é uma questão na vida de muitas e muitas mulheres. por isso todas as repetições são necessárias.
ontem vi, finalmente, o documentário Embrace. convenci-me que era uma coisa completamente diferente e criei uma implicância sem nunca ter visto. o meu filho grande tornou-me uma utilizadora da Netflix e numa das minhas lutas por adormecer vi o tal documentário. ainda bem porque gostei mesmo muito. e vou tentar explicar porquê sem contar tudo para que possam ver também.
a base do documentário é a australiana Taryn Brumfitt que, depois de três gravidezes e três filhos, decidiu mudar o corpo porque estava profundamente triste com o que via ao espelho. mas, no momento em que atingiu o corpo supostamente ideal, sentiu-se igualmente infeliz. um dos momentos mais marcantes do documentário é quando, numa competição fit, rodeada de mulheres que Taryn (e acho que todas nós) considera maravilhosas, percebe que todas elas acham que têm infinitos defeitos.
 
depois de voltar ao seu corpo normal, mantendo-se activa no desporto e cuidadosa na alimentação, partilhou esta foto:

o desejo da perfeição é uma merda que nos consome e nos tira a capacidade de ver as coisas boas.

dieta das princesas o meu diário viver saudável

este post não é sobre a Maria Luiza [ou talvez seja]

este post é sobre peso. e na verdade também é sobre a Maria Luiza, sobre a gravidez e sobre estas quase 38 semanas que já passaram desde que a minha miúda nasceu. interessa repetir que – para mim – é necessário tanto tempo de bebé cá fora como aquele que passou na barriga para fisicamente começar a normalizar.
nas últimas semanas, como já vos tinha dito neste post, regressei ao meu peso. chamo assim ao peso com que me sinto bem [mas também aquele que consigo manter sem sentir que estou em permanente restrição]. voltar ao meu peso é também um regresso à calma. porque significa que estou mais equilibrada, controlada e com capacidade para cuidar de mim [nesta logística de cuidar de muitos antes disso].
aprendi – como relatei no livro Dieta das Princesas – que cuidar de mim é fundamental. o peso é apenas uma consequência disso.
 
mas, em hora de pequeno almoço, aqui que queria partilhar com este post era partilhar algumas dicas para quando sentimos o pós parto e o peso como uma luta.
 
calma
quanto menos pensarem no assunto mais fácil será. respeitem o vosso cansaço e não sejam demasiado exigentes. se acabaram de ter um bebé e comeram uma embalagem inteira de bolachas Maria [não falo dos pacotes de quatro unidades mas sim daqueles grandes] não é o fim do mundo. ok, convém não fazer o mesmo todos os dias.

o meu diário viver saudável

voltarmos ao corpo que tínhamos [mais sobre pós parto]

a minha relação com o peso e com a alimentação é um dos temas recorrentes deste blog [deste diário]. como desabafei no outro dia, em que reforcei que mesmo tentando dar sempre o meu melhor estou longe de ser um exemplo, não tem sido fácil voltar ao meu peso. o cansaço torna-me muito menos capaz de controlar as crises compulsivas. não é segredo, lido com este problema da compulsão, esta fome-para-acalmar como lhe chamei no livro Dieta das Princesas. é um assunto difícil e sensível sobre o qual falta falar….
devagarinho vou voltando ao meu corpo. e reforço a lentidão do processo porque ontem, depois de ter partilhado esta foto no instagram, recebi mensagens de mães recentes e ansiosas por recuperarem a forma. é possível voltarmos ao corpo que tínhamos mas com muita calma.
a Maria Luiza vai fazer sete meses. e cada dia faz diferença nesta aventura do pós parto ou no “e depois do parto”. o cansaço dá fome e dá fome de açúcares rápidos, tipo bolos, chocolates e outras coisas igualmente “engordantes”. o cansaço tira a capacidade de treinar (e toda a logística se ter um bebé em casa também).
calma! calma mesmo. eu sei que há momentos em que parece impossível recuperar o corpo e o resto. eu sei que há momentos em que só parece dormir e comer bolachas.

o meu diário viver saudável

tenho mil defeitos e outras tantas contradições. tenho uns quilos a mais e celulites variadas

mil defeitos

ontem diziam-me que afirmar que os meus filhos jantam o mesmo quatro dias por semana [como disse no vídeo “5 dicas para lidar com a hora do caos” de forma bastante exagerada porque felizmente a comida não costuma chegar para tantos dias] não era compatível com a alimentação saudável que tanto defendo. diziam-me também que devia voltar a partilhar mais fotografias de alimentação saudável.

Sigam-me no Instagram

1
Something is wrong.
Instagram token error.