Tag / dicas

maternidade

5 dicas para aguentar os miúdos nas férias do Natal

férias de natal

Não há aulas. Os miúdos estão de férias. Há um misto de emoções entre a vontade de estar com os miúdos sem a logística do dia a dia e a realidades dos factos. Primeiro nem todos os pais têm férias quando os miúdos não têm escola. Segundo, muitas horas seguidos com crianças exigem gestão e criatividade. Ou arriscamo-nos a ver o lado negro da força.
Para os pais que trabalham fora de casa, a solução imediata passa por deixá-los com os avós, tios ou em atividades da escola [que é logo a primeira dica]. Mas, até para os fins de semana e feriados,  ficam 5 dicas práticas para passar pelas férias de Natal com o menor sofrimento possível – e aproveitar da melhor forma o tempo com a família.
 
1. Escola
Regra número um: para os miúdos que já andam na escola, é deixá-los lá sempre que estiver aberta nas férias. Toda a gente ganha: nós, pais, saúde e tempo para as nossas tarefas e eles, crianças cheias de energia, brincam com miúdos da idade deles, cansam-se, divertem-se e escusam de estar fechados o dia todo em casa. Por cá fazemos um 50/50. O Afonso faz um 50/50, vai os primeiros dias à escola e depois fica em casa (aproveitar para ir ver o pai e matar saudades das avós).
 
2. Dormir
Dormimos muito! Acordamos o mais tarde possível – o que não significa que seja, de facto, tarde, mas é mais do que o normal.

tendências

8 presentes úteis para oferecer este Natal

presentes úteis

Já que é altura de oferecer presentes, tentemos juntar o agradável ao útil e não dar só porque sim. Hoje falamos de coisas que vão  melhorar a logística da vida de quem recebe. E com isto podemos falar sobre motivar para uma alimentação melhor, para o bem-estar ou para um outro qualquer aspeto da vida onde haja alguma coisa em falta. Hoje falamos sobre presentes úteis, ou seja, que têm de facto utilidade. E deixo-vos 8 sugestões, caso ainda tenham compras por fazer.
Produtos Iswari
Adoro os produtos da Iswari e acho que são uma excelente prenda de Natal. Dos despertares de buda, ao cacau, há misturas muito ricas, cheias de superalimentos perfeitos para consumir logo ao pequeno-almoço, lanche, pré e pós treino. A marca tem mesmo um kit especial de Natal que inclui: um despertar de buda de açaí, banana e morango, um mix d’amor e um macaccino. Eu como adoro, agradecia que me oferecessem.

 
Óculos
Óculos graduados são caros e são um bem necessário para quem precisa. A ALAIN AFFLELOU criou uma promoção especial para o Natal em que por mais 1€ na compra de uns óculos, recebem um segundo (para a mesma pessoa) e um terceiro para oferecer a quem quiser. Há mais de 300 modelos de armações para escolher e três anos de garantia. Estão sempre a perguntar-me de onde são os meus óculos novos, pois bem são desta loja e desta marca.

maternidade

12 coisas a evitar depois de noites sem dormir por culpa dos nossos bebés

noites sem dormir

Atenção que não me estou a queixar do cansaço!!!! Mas que ando cheia de sono, ando (abriu a época da tosse e eu tenho uma relação complicada com este barulho, talvez pelos sustos que apanhei com o Gonçalo – que tem asma – e há um ano com a Maria Luiza). Falávamos de sono. Encontrei este artigo no “Metro” e achei fenomenal. Dedico-o a todas as mães que têm filhos que não dormem e que não deixam dormir. Dedico-o a quem entra frequentemente em modo zombie irritado com carências graves de memória a curto prazo, fruto da falta de sono e consequente cansaço excessivo. Uma espécie de manual de sobrevivência para ler com a o sensor de ironia ligado, com tudo aquilo que devemos parar de tentar fazer depois daquelas noites em branco, sem dormir – por culpa do bebé ou crianças pequenas.
Foi escrito em tom de brincadeira mas eu acho que deve ser tudo levado muito a sério!
 
1. Sair de casa. Há pessoas na rua e é possível que falem connosco.
 
2. Cozinhar. Nada de forno, nada de fogão, facas, frigideiras, panelas ou refogados. Fiquem-se pelas torradas, que é como quem diz, uma fatia de pão com manteiga [toda a manteiga que quiserem] chega.
 
3. Ir ao parque [ou a qualquer outro sítio com crianças]. No parque há bebés que dormiram a noite toda.

maternidade

6 dicas essenciais para controlar as birras dos miúdos

o Gonçalo era um anjo. o Afonso atirava-se para o chão e fazia daquelas cenas dramáticas que tiram qualquer pessoa do sério. a Maria Luiza ainda é pequena e eu sei que cada filho é uma descoberta mas eu acredito que a experiência há-de servir para alguma coisa. pronto, eu tenho alguma esperança que sirva!
atenção! os conselhos que vos dou neste post são o que funcionam cá em casa, comigo. aliás, têm-me dado jeito em muitas outras situações da vida, quer seja com os pais, namorados, familiares, irmãos. porque isto das birras servem para crianças e crescidos. utilizem!
 
Controlar as birras em 6 passos!
1.  Sobre a voz. gritos só geram gritos. Isto aprendi com a minha querida mãe-professora que nunca levantava a voz enquanto dava aulas. Se o miúdo está a chorar, não vale a pena começar a gritar por cima. toda a gente se enerva. ninguém se acalma.
 
2. Sobre a postura. A voz não deve levantar mas podemos comunicar através da postura do nosso corpo e da forma como olhamos. Ser firme.
 
3. Sobre consequências. Devemos pensar nas consequências daquilo que estamos a impor perante uma birra, não só para eles, mas também para nós. Quando o Gonçalo era miúdo proibi-o de ver televisão durante cinco dias e não correu bem (não cedi, mas foi um inferno). Devemos ser razoáveis e realista naquilo que impomos.

maternidade PubliPost

manual prático para ir de férias com filhos

férias servem para descansar, para desligar e para recarregar. a ideia não é voltarmos mais cansadas do que quando fomos. quando se trata de viajar com os filhos [principalmente quando são pequenos] há sempre possibilidade de isto acontecer. o truque está em planear e em prever situações.
e porque estamos no verão e a temporada das férias está a chegar, aqui ficam as minhas dicas práticas para aproveitar o descanso em família. todos felizes. todos relaxados.
para onde ir?
desaconselho países tropicais quando ainda há bebés que levam tudo à boca e que, ao lavarem os dentes, ainda não sabem cuspir a água. de resto, é como for melhor para os pais. o que interessa é que eles tenham a máxima facilidade em simplificar. assim, vão cansar-se menos e relaxar mais com a família toda.
a ideia é andarem sempre todos juntos? ou é suposto os pais terem algum tempo só para eles? para estas decisões importa muito, por exemplo, o tipo de hotel, bem como o destino.
exemplos: se forem para um resort possivelmente vão ter monitores que acompanham as crianças e atividades durante o dia. por outro lado, se forem para uma casa ou para um centro urbano, vão andar sempre juntos.
quando os destinos são de praia, aconselho a que o hotel ou a casa que escolheram tenha ligação direta ou que seja perto da praia. facilita muito.
como viajar?
de avião, de carro, de comboio.

Sigam-me no Instagram

1
Something is wrong.
Instagram token error.