catarinabeato

Nascida em Lisboa. Criada em Almada, no “lado esquerdo do Tejo, no lado certo da vida”.  Aluna de cadernos irrepreensíveis e um medo irracional que me passassem a bola.  Adolescente cheia de certezas absolutas. Algures perdi-me. Engordei. Deixei o curso de economia por acabar. Trabalhei em (quase) tudo. Trabalhei muito. Descobri o jornalismo. Fui estagiária e escrevi legendas. Viajei e escrevi manchetes.

Perdi o meu pai. Fui mãe. Fiquei desempregada. Fui mãe outra vez. Descobri que era possível ser mais feliz com menos e que, no meio de todos os mimos, rotinas e prazos, conseguia correr e treinar. Perdi 15 quilos e (re)aprendi a gostar de mim.
Aquilo que mais gosto: escrever. O que? Histórias de amor. Seja qual for a forma de amar.
Sou mãe, apaixonada, orgulhosa e chata, de dois rapazes. Sou casada com o homem da minha vida, encontrei-o aos 37 anos e percebi que também tinha a minha história-de-amor-para sempre por viver. Sou uma comilona-bruta-mimada cheia de saudades do meu pai. Sou a mesma miúda de Almada que ouvia músicas em repeat num quarto com vista para o Tejo.

papas de aveia

A vida resolve-se sozinha.

Comentários (9)

  • Olá Catarina,

    Antes demais quero dizer-lhe que gosto muito do seu blog e que a admiro muito como pessoa…
    Aproveitei este espaço, que penso ser a única forma de falar consigo, só para a questionar acerca das suas pestanas, que são liiiindas, será que me pode dizer se são naturais ou se são extensões??? onde as trata??? tem algum segredo???
    Peço desculpa pelo abuso e por a estar a incomodar, mas se poder esclarecer, agradecia…

    E tem toda a razão “A vida resolve-se sozinha”… (*-*)

    Um beijo grande e toda a sorte do mundo é o que lhe desejo…

    Responder
  • Olá Catarina, sigo o teu blog há muito tempo e admiro-te imenso. Tenho 1 filho de 4 anos e depois da gravidez fiquei com mais 6kg, pode não parecer muito mas para uma estatura de 1.54m é bastante, sobretudo porque engordo mais na zona abdominal e ombros. Acontece que eu como doces compulsivamente, adoraria sentir tal como tu o “click”, até porque tenciono voltar a engravidar e tenho receio do peso com que ficarei. És sem dúvida uma força da natureza, um exemplo, uma inspiração. Parabéns por tudo que conseguiste, pela família linda que tens e acima de tudo OBRIGADA pela partilha.

    Responder
  • Olá Catarina, fiquei apaixonado por ti.Com muitas mulheres como tu,o Mundo seria muito diferente ,para melhor.Não sei se o homem da tua vida será para sempre,mas se não fôr,eu estou disposto a substitui-lo.Aguardo ansiosamente notícias…..

    Responder
  • Irão publicar todos os comentários que colocar?

    Responder
    • Olá Claudia, depende dos comentários. Mas costumam ser publicados.
      Obrigada

      Responder
  • Olá Catarina!, acabei de conhecer o seu blog e digo-lhe que gostei muito. Foi um pouco por acaso quando a vi no programa “Não faz sentido” da SIC Mulher. Sabe eu também sou casada e mãe e adoro como aborda os assuntos atuais de uma forma frontal, clara e pertinente. Não sou muito destas coisas, de responder a blogs mas confesso que fiquei estarrecida com as suas observações. Muitos parabéns!…e continuarei a seguir o seu blog aqui desde a Ilha da Madeira!!!

    Responder
  • Olá Catarina,
    És a Catarina que estudou na Anselmo? Fomos da mesma turma, não me surpreende que te tenhas dedicado à escrita, já nessa altura me lembro que escrevias imenso e que eras uma miúda diferente com uma visão da vida muito à frente, felicidades, bjs

    Responder
  • Olá Catarina,

    Sou o criador do Cinepop. Uma sala dedicada a exibir filmes icónicos dos anos 70, 80 e 90.
    É um projeto sem apoios financeiros e que depende do apoio da bilheteira e, claro, dá prejuízo. É movido pela minha paixão pelo Cinema e de algumas outras pessoas.

    O seu lar é o Antigo Cinema Roma, e temos como embaixador o Nuno Markl que, pela sua paixão pelo Cinema, apresenta todas as sessões em regime pro bono.

    Apesar de a adesão às sessões ser, na maioria, bastante intensa, os vários custos que o Cinepop implica, continuam a ser superiores à receita da bilheteira.

    Enquanto lutamos por apoios financeiros estatais e privados estamos dependentes do maior apoio possível em divulgação e quero convidá-la a vir a uma sessão e, se achar por bem, divulgar essa experiência nas suas plataformas.

    Como não posso enviar um pdf com a apresentação oficial do Cinepop, e a programação da 1ª temporada de 2017 – bastante eclética, com oportunidades até para os mais novos – deixo o link da página: http://www.facebook.com/CinepopLx

    Obrigado,

    Responder

Deixe um comentário