Category / PubliPost

PubliPost viver família

manual prático para ir de férias com filhos

férias servem para descansar, para desligar e para recarregar. a ideia não é voltarmos mais cansadas do que quando fomos. quando se trata de viajar com os filhos [principalmente quando são pequenos] há sempre possibilidade de isto acontecer. o truque está em planear e em prever situações.
e porque estamos no verão e a temporada das férias está a chegar, aqui ficam as minhas dicas práticas para aproveitar o descanso em família. todos felizes. todos relaxados.
para onde ir?
desaconselho países tropicais quando ainda há bebés que levam tudo à boca e que, ao lavarem os dentes, ainda não sabem cuspir a água. de resto, é como for melhor para os pais. o que interessa é que eles tenham a máxima facilidade em simplificar. assim, vão cansar-se menos e relaxar mais com a família toda.
a ideia é andarem sempre todos juntos? ou é suposto os pais terem algum tempo só para eles? para estas decisões importa muito, por exemplo, o tipo de hotel, bem como o destino.
exemplos: se forem para um resort possivelmente vão ter monitores que acompanham as crianças e atividades durante o dia. por outro lado, se forem para uma casa ou para um centro urbano, vão andar sempre juntos.
quando os destinos são de praia, aconselho a que o hotel ou a casa que escolheram tenha ligação direta ou que seja perto da praia. facilita muito.
como viajar?
de avião, de carro, de comboio.

o meu diário PubliPost

o dia em que percebi porque é que as lentes dos óculos são tão caras

mulher

uso óculos há 28 anos. aliás recordo com todos os pormenores o dia em que fomos ao médico e soube que tinha que usar óculos. passei a detestar a professora de piano que responsabilizou os meus olhos em vez da minha alta de jeito para ler a pauta. chorei alguns minutos e depois passou. melhor ainda, depois afeiçoei-me à imagem com óculos e passaram a ser um objecto de estimação. adoro óculos. adoro comprar óculos.
outras das memórias que guardo, aliás porque continua a ser uma realidade é o facto das lentes serem tão caras. antes tarde que nunca, ao fim de 28 anos percebi.
há umas semanas visitei a fábrica da Essilor e fiquei impressionada. estava ali a resposta à minha questão sobre o preço das lentes: aquilo é um mundo de tecnologia do mais sofisticado que possam imaginar. é um laboratório à séria, enorme. podem rir mas no meu estado actual de cansaço, para além das máquinas futuristas que fazem as lentes, aquilo que mais me espantou foi a organização – tipo: como é que no fim sabem para quem é cada lente.
no final conversámos um bocadinho sobre tudo aquilo que actualmente é feito neste mundo da visão. confessei que faço parte das pessoas que – num momento mais difícil em termos de dinheiros – comprei uns óculos sem qualquer tratamento e arrependi-me para o resto da vida útil daquelas lentes.

PubliPost viver família

ir à praia com os miúdos (ou mandá-lo para a praia com a escola). com a proteção solar!

chapéu na cabeça, guarda-sol na areia. estes são dois objetos básicos e essenciais que não podem faltar nas idas à praia com os miúdos. mas há um terceiro. e este é obrigatório: o protetor solar.
se para nós, adultos, a proteção solar é essencial, para os miúdos isto ganha uma importância ainda maior. e o creme deve ser adaptado ao tipo de pele, que, para os mais pequenos, é mais sensível.
a Garnier Ambre Solaire desenvolveu uma gama de protetores para crianças testada sob controlo pediátrico para proteger eficazmente a pele dos mais pequeninos: utilizam filtros solares que garantem uma proteção muito forte e reforçada contra os raios UVA e UVB. são resistentes à água, fáceis de aplicar e adaptam-se à pele clara das crianças.
existem vários produtos testados sob controlo pediátrico disponíveis, em tubo, em leite e em spray, todos fator 50+. Cá em casa adoramos o spray familiar de crianças porque é super prático de aplicar e os miúdos adoram.
além do protetor: ir à praia nas horas em que os raios estão menos intensos e reforçar a proteção contra o sol com roupa. e depois aproveitar, porque a vitamina D é essencial e as memórias de verão com areia e água do mar ficam para sempre.
 

para todas as mães de primeiro verão praia-com-a-escola a minha solidariedade pelo coração apertado.

dieta das princesas PubliPost viver saudável

podemos beber um Ice Tea?

podemos beber

podemos beber um Ice Tea?
não, não sou fundamentalista no tema da alimentação. Privilegio alimentos, sazonais e de proximidade, acredito em equilíbrio e numa alimentação consciente. mas, mesmo com os fundamentalismos à parte, sei que o açúcar é um perigoso inimigo da alimentação saudável. primeiro, porque é super aditivo [queremos sempre mais e mais]. segundo, porque está escondido em muitos alimentos. terceiro, porque é nutricionalmente muito fraco e está na origem de várias doenças.
para sabermos aquilo que estamos a dar ao nosso corpo, é fundamental saber ler os rótulos dos alimentos. se o açúcar for dos primeiros ingredientes a aparecer na lista então é porque está em grande quantidade. por outro lado, é fundamental conhecer outras designações e formas de açúcar.
sabemos que os refrigerantes são quase sempre produtos com muito açúcar. mas também sabemos que às vezes apetece. o novo Lipton Chá Verde tem apenas 3,5g de açúcar (por 100ml) – sendo a bebida de chá verde  com menos açúcar no mercado, e permitindo-nos por o Ice Tea na lista das alternativas para quando nos apetece uma bebida fresca.

experimentar e gostar PubliPost

experimentar e gostar: vamos tentar chegar aos 40 com ar de miúda [eu disse tentar!!!!] 

vamos tentar

este não é um assunto novo neste blog. eu tenho um objectivo, a que também poderão chamar ilusão, de parecer para sempre uma miúda adolescente. eu sei que a idade não perdoa, e três filhos mais noites sem dormir muito menos, mas não custa tentar.
para além da tentativa – tentativa!!!! – de chegar aos 40 com corpo de 20, se for melhor que os meus 20, consigo, convém não esquecer a pele. é graças à presença de ácido hialurónico que a pele se mantêm firme, elástica e hidratada durante muito tempo. o problema é exactamente a idade: com o passar do tempo estas moléculas perdem eficácia e, assim, surgem as rugas. não podemos impedir que o tempo passe mas podemos dar um ajuda è pele.

a Bioten é uma marca de cuidados dermatológicos que acaba de lançar uma nova linha para cuidados faciais antirrugas e de hidratação para a minha faixa etária (35-45 anos, quando as rugas resolvem aparecer): a Hyaluronic 3D. esta linha – creme de dia [com protecção solar], creme de noite e creme de contorno dos olhos – tem como principal componente duas versões deste ácido: uma que penetra nas camadas mais profundas da epiderme melhorando a elasticidade; e outra que, ao promover a produção natural deste composto promete ajudar a tornar a pele mais jovem.

Sigam-me no Instagram

1
Something is wrong.
Instagram token error.