Author / Catarina Beato

dieta das princesas

recuperação pós-parto [temos todas as mesmas condições?]

dizia uma seguidora do instagram perante um filme que partilhei no instagram [quando estava no exercício egocêntrico de tirar umas selfies pós-treino. como a que mostro no post] que eu estava a gozar com as outras mulheres. respondi – como tento responder a todas a pessoas que me mandam mensagens: “gozar com quê?”
assim em jeito de síntese respondeu porque “nem todas as mulheres tinham a sorte que o abdómen responda à dieta”, porque “nem todas tinham as minhas condições” [ainda tentei perceber a que condições se referia mas percebi que a intenção não era conversar mas sim “chatear”].
se todas as mulheres podem ir ao ginásio? sei que não, os ginásios custam dinheiro e mesmo as versões low-cost podem pesar demasiado no orçamento de uma família. para além disso muitos ginásio não permitem levar os bebés o que impossibilita qualquer mulher que esteja em casa a tempo inteiro de ir treinar. também sou realista e sei que ir muito cedo ou muito tarde [quando, às vezes, há outro adulto em casa] é muito bonito em teoria mas quase impossível na prática para quem tem mil coisas para tratar e muito cansaço acumulado. treinar em casa também é uma hipótese mas, sejamos realistas, não é a mesma coisa em termos de motivação [admiro muito quem tem disciplina para isso].

maternidade

a fingir que sou um blog de moda [mãe de menina]

eu sei que é repetitivo mas, boas notícias, a vontade de comprar este mundo e o outro para vestir a miúda está cada vez mais calma. há quem espere para ver a cara dos bebés para lhe escolher o nome, eu preciso de olhar para os meus filhos para perceber o que me apetece vestir-lhes.
enquanto os miúdos não andam gosto de abusar nos roupinhas bonitas [sim, tipo bonecos de vestir e despir, isto deve-se a um trauma de infância por só ter tido uma Barbie]. depois começam a andar, vem a aventura da casa de banho, as brincadeiras, e eu sou defensora de roupa prática. cá em casa há dois rapazes que só vestem roupa prática e esta boneca [como diria o Afonso, vejam o vídeo]. há que aproveitar.
 
vou mostrando mais coisas que adoro. posso controlar o orçamento mas há sempre espaço para fazer “listas de desejos” e algumas compras desde que valham a pena.

viver saudável

benefícios da granola [e a minha preferida]

A granola resulta da mistura de grãos, sementes (chia e linhaça), diferentes tipos cereais (aveia, farelo, flocos de milho ou flocos de trigo), frutos oleoginosos (nozes e castanhas) e, ainda, frutos secos. Devido à sua composição variada, estamos perante um produto extremamente interessante, com alto teor de fibras, ómega-3, hidratos de carbono complexos, vitaminas e minerais.
Uma das principais vantagens associada à ingestão da granola é o fornecimento de energia, sendo composta maioritariamente por fontes de hidratos de carbono de absorção lenta.
O alto teor de fibras na sua constituição ajuda no bom funcionamento intestinal. Para além disso, os cereais integrais, sementes e frutos secos, promovem uma sensação de saciedade mais duradoura. As sementes de linhaça, chia e nozes são muito ricas em ómega 3, que favorecem a atividade do coração e do cérebro.
Nos dias que correm, a granola está bastante acessível para venda, contudo, nem todas são ideais. Apesar dos benefícios indicados, a granola apresenta, muitas vezes mascarados, açúcares adicionados ou ingredientes artificiais, daí ser importante confirmar a lista de ingredientes no rótulo ou optar por fazer granola em casa. Para isso, basta misturar flocos de aveia, arroz ou milho, sementes variadas, alguns frutos secos e levar ao forno com sumo de laranja, mel ou óleo de côco e canela.

dieta das princesas viver saudável

Porto e Lisboa preparem-se para provar o melhor brunch!

sábado regressámos aos workshops desta vez num formato especial: um brunch digno de princesas [e dos príncipes que quiserem vir]. foi uma manhã muito boa, de aprendizagem, partilha e comida deliciosa. para mim foi também uma manhã de mimo porque tinha a Maria Luiza e o Pedro presentes.
não partilho a ementa [porque será uma surpresa para os participantes no Porto] mas garanto-vos que cheirava a Outono, tivemos tacinhas de açaí da Supera Amazon Fruits e muitas receitas com os melhores ingredientes do supermercado biológico Brio. as papas de aveia também estiveram presentes com umas “carrot cake”.
ficam as imagens. por mim podia ser brunch todos os dias.

 

 
no dia 5/11, às 10h estaremos no Porto, num lugar ainda mais especial do que as nossa receitas: a escola Scholé [vão ver a página deste projecto fabuloso].
 

E que Scholé é esta?

Do grego Scholé “tempo livre, lazer; aquele em que o lazer é empregado; discussão aprendida”.
Scholé como “a busca da sabedoria da vida” (Goodale and Godbey, 1988).   Aristóteles dizia que o trabalho e o lazer são ambos necessários mas que o princípio de toda a (boa) ação é o lazer.

o meu diário

poucos caracteres mas muitas coisas boas…

falta-me tempo para escrever. provavelmente se fosse uma pessoa mais organizada conseguia sentar-me uma hora em silêncio. falta-me tempo para estar em silêncio a escrever. acordo todos os dias às 6h30 para dar de mamar, depois acorda o mais velho, depois acorda o Afonso que acorda a Maria Luiza. há sempre alguma coisa para fazer até serem 16h30 e recomeçar a sequência logística normal por sermos muitos. depois são 22h, os miúdos estão todos a dormir e ainda há roupa para estender e trabalho para acabar. falta-me tempo para escrever em silêncio e sem ser em casa. porque aqui há sempre alguma coisa que posso adiantar para tentar adormecer às 22h quando a casa sossega. se calhar nem me falta tempo, falta-me apenas organização, por o computador na mala e fugir durante uma hora para me sentar num lugar onde a única coisa que exista para fazer seja escrever.
aos quase dois meses de Maria Luiza sinto a desorganização e o cansaço normal. ao terceiro filho, aos quase 39 anos, as expectativas desta fase eram realistas. aos quase dois meses de Maria Luiza sabe que ainda não teria o peso que quero [e não tenho, faltam 5/6 quilos]. aos quase dois meses de Maria Luiza ainda não consigo treinar como treinava porque tenho sono.

Sigam-me no Instagram

1
Something is wrong.
Instagram token error.