território livre
o meu diário

o dia em que assumo que isto não é território livre

estava de volta das comentário e resolvi apagar dois. deve ser do cansaço, “aquele que finjo para que depois me vejam como uma heroína quando sorrio” (parte de um comentário que apaguei) e que me “devia levar ao médico de forma urgente porque a miúda já tem um ano”(dizia outro) mas a minha paciência para quem tem tempo para destilar veneno já era. isto não é território livre! é um diário público mas ainda assim é o meu diário.

há aqui muita gente boa que também crítica quando tem de ser. eu tenho mil defeitos e outras tantas contradições. tenho uns quilos a mais e celulites variadas e acabo de assumir que isto não é território livre. pior ainda – deve ser da idade e não do cansaço: os comentários parvos perturbam-me zero e ainda me dão vontade de vir escrever (o que é um ponto positivo).

 

 

a foto maravilhosa da Lia, com o meu casaco preferido da FantasyLand, foi tirada comigo cansada mas a sorrir. é uma capacidade do caraças que quase todos nós temos. estar cansado não é sinónimo de infelicidade nem doença. e pronto, já me calei. por agora.

 

Comentários (18)

  • O meu filho Gustavo ( 1 ano e 2 meses) deixa-me esgotada. Quando chegam as 22h só quero cama. Passo com ele as 24 horas, o estado de atenção permanente é o que mais me esgota, isto para quem não compreende o cansaço. Pois é Gustavo 24 horas, com mt gosto, mas com cansaço também. Trabalhar fora até pode ajudar a amenizar o cansaço, apenas porque descansamos um pouco do estado de alerta. Isto para quem nao entende e faz comentários despropositados. Mas que venham mais deles, assim escreves mais. Eu só tenho 1, imagino com 3 😉 keep going ***

    Responder
  • […] há aqui muita gente boa que também crítica quando tem de ser. eu tenho mil defeitos e outras tantas contradições. tenho … Ver artigo completo no Blog […]

    Responder
    • Vou seguindo este (e outros!) blogs qdo posso, assim como umas páginas de Facebook, mas raramente comento, e quando o faço, tento que seja de forma positiva. A mim surpreende-me quem perca o tempo do seu dia a ser desagradável propositadamente para alguém que “segue”, quando o mais fácil seria ignorar. Não conheço a Catarina, mas fico grata por partilhar um pouco de si e da sua família, sou solidária consigo na hora do cansaço (tenho uma menina de 2 anos!) e gosto de ficar contente quando mostra os dias bons também! Enfim… menos ódio e mais tolerância/paz/amor…. e felicidades Catarina, esta sua atitude mostra que mesmo cansada, é uma mulher de garra!

      Responder
  • Adoro!!! Assim, sem papas na língua 💓

    Responder
  • Às vezes também faço uma limpeza nas minhas redes. Não temos de aturar tudo!!!
    E se ontem disse miúda gira, hoje digo miúda muito gira e sexy.
    Tu estás cansada o que é normal.
    Mas estás sempre grata pela família que tens e a felicidade que ela te oferece.
    E isso é que importa.
    Beijinhos Catarina, és especial.

    Responder
  • Boa Noite Catarina,

    É interessante a maldade das palavras em certos comentários em todos os blogues nacionais presumo que devera acontecer o mesmo nos Blogues estrangeiros ??? O mais relevante é que quem passa com regularidade pelo blogue da Catarina como eu, apenas esta interessado em distrair-se, aprender, a rir, a sentir… caso contrario deixo de seguir. Enfim os blogues para os anónimos que destilam veneno acabam por ser um meio destes descarregarem as suas frustrações e se esse comentário conseguir de alguma forma afectar o autor ou que gere mais comentários incendiários acredito que deve dar-lhes uma imensa satisfação e realização pessoal. “Na boca de quem não presta, quem é bom não vale nada”
    Felicidades and keep going 🙂

    Responder
  • Que foto linda!

    Responder
  • Nem mais Catarina, não podemos estar de acordo com tudo, mas á limites. Eu adoro tudo o que escreve, acho-a de uma simplicidade e inteligência enormes, beijinhos

    Responder
  • Quem diz que não se cansa, ñ tem sono e acorda princesa….. ou ñ tem filhos ou é mentirosa!!! Por amor à Santa ñ há paciência… delete a essa gente que têm empregadas para tudo!!!💪💪

    Responder
  • A foto está linda.
    E tu, ainda que alguns dias mais cansada não deixas de ser tu.
    O sossego chegará.
    Beijo

    Responder
  • Concordo a 100% miúda gira ( com cansaço ou sem ele estás sempre bem)

    Responder
  • Adoro! E o resto, o melhor é sorrir e acenar!!! 😘😘😘

    Responder
  • Uma das razões que sigo o blog é porque nao ha filtros, o que é bom é para falar, e o que é mai também se fala. A vida de uma pessoa nem sempre é um mar de rosas, muito menos uma filha de 1ano nao é igual a outra qualquer filha de 1ano… paciência para pessoas com demasiado tempo…

    Responder
  • Cada um é livre de se identificar ou não com o que os outros escrevem/sentem/partilham, isso eu percebo. O que não percebo é esta coisa de se darem ao trabalho de vir fazer comentários realmente feios e inúteis… é falta de vida própria.
    Cá eu, adoro este seu espaço, Catarina! 😊
    Um beijinho.

    Responder
  • Catarina ao apagar os comentários só está a “premiar ” essas pessoas, e elas vivem de prémios, deixe-as viver elas são felizes assim!!!!!

    Responder
    • Paula, não pode ser. Não apagar pressupõe que o comentário fica lá, visível. E a Catarina apaga, não porque “assume que isto não é território livre”, como ela diz, mas porque o comentário atingiu certeiro lá bem no nervo, lá onde dói. E esses comentários não podem ficar visíveis porque põem a nú todas as contradições do blogue e desmontam todas as estratégias comerciais de que ele vive. Percebeu, Paula? Vá, leia lá depressa e aprenda porque este comentário também vai ser apagado…

      Responder
  • Linda! 🙂

    Responder
  • E linda que é cansada! Foto linda. A essas pessoas costumo pensar ou até dizer “porque não vai ali aquela parede roçar os cotovelos”? Fazia-lhes tão bem. Continue sempre que a sua honestidade em tudo o que escreve encanta-me.

    Responder

Deixe um comentário