o meu diário

pão, queijo, vinho e companhia

aos mais impressionáveis: este não é um post sobre um regime alimentar saudável ou para perder peso. aliás este nem sequer é um post de uma mãe a amamentar. este é um desabafo sobre dias de frios e como os últimos dias me trouxeram ainda mais saudades da Serra que guarda bocadinhos da minha geografia sentimental. este é um post sobre dias de chuva. sobre o cheiro da casa dos meus avós. este é um post sobre enormes fatias de queijo e marmelada em cima de uma fatia de pão cozido no forno comunitário do Sabugueiro. este é um post sobre a tarte de requeijão da Dona Alice que me recebia em Gouveia como uma filha. este é um post sobre os amigos que são família e abrem garrafas de vinho que bebem em canecas de pequeno almoço porque cá em casa nunca há copos. e sobre finas fatias de presunto saboreadas entre gargalhadas, lágrimas e conversas sobre tudo e sobre nada. este também é um post sobre pão. esqueçam o glúten. é um post sobre pão, broa e folar. sobre saudades do meu pai. sobre vontade de estar aninhada no peito da minha mãe.

a história deste post é simples, andava eu a passear numa promoção de um supermercados e tive saudades de tudo. parece estúpido mas não é. a comida tem esta coisa de guardar memórias e afectos. e transformei uma composição mais ou menos artística com pão, queijo, vinho e companhia num post mais ou menos poético.

uma vez disseram-me que tenho sempre saudades de tudo. é verdade. sou uma camionista existencialista. tenho saudades de tantas coisas e vontades variadas de outras tantas coisas que ainda não vivi.

[se quiserem fazer compras e organizar uma tarde de petiscos neste fim-de-semana já fresco, estejam à vontade. este não é um post comercial. podia ser mas não é.]

Comentários (5)

  • […] aos mais impressionáveis: este não é um post sobre um regime alimentar saudável ou para perder peso. aliás este nem sequer é um post de uma mãe a amamentar. este é um desabafo sobre dias de frios e como os últimos dias me trouxeram ainda mais saudades da Serra que guarda bocadinhos da minha geografia sentimental. este é um post sobre dias de chuva. sobre o cheiro da casa dos meus avós. este é um post sobre enormes fatias de queijo e marmelada em cima de uma fatia de pão cozido no forno comunitário do Sabugueiro. este é um post … Ver artigo completo no Blog […]

    Responder
  • és uma camionista super querida Catarina! keep going! 😉

    Responder
  • Passa no Colombo, na feira dos Açores!!!
    Epá, mas verdade seja dita…ia agora bem uma fatia de pão quentinho com manteiga e açúcar….ui ui!!!

    Responder
  • […] de entrada num novo ciclo, de recomeço. Gosto do ar fresco. De passar uma tarde ou um serão a beber vinho e comer pão, chouriço e queijo rodeada pelas minhas pessoas. Gosto de gradualmente voltar às roupas quentes. […]

    Responder
  • Percebo-te TÃO bem…

    Responder

Deixe um comentário