o meu diário

enquanto apenas uma besta tratar assim as mulheres, há uma luta por fazer

eu vi isto no facebook e pensei ser uma montagem ou uma brincadeira. já li e reli e de todas as vezes fico com o estômago às voltas e uma revolta imensa. assusta-me pensar que exista uma única pessoa que pense desta forma mas assusta-me ainda mais pensar que esta criatura é juizes e tem do seu lado o poder de fazer justiça.

este homem, esta besta, diz que a adultério da mulher é um gravíssimo atentado à honra e dignidade do homem. concordo. na verdade o adultério do homem é também um atentado à dignidade da mulher enganada. eu não tenho nada a favor da infidelidade nesta vida.

esta besta, que tem o poder de fazer justiça, recorda-nos que existem sociedades em que a mulher adúltera é morta em praça pública. aliás, a Bíblia apoia esta forma de castigo, explica. e lá estão a bestas a recorrer à religião para justificar que são bestas.

esta besta continua, num documento da nossa Justiça (palavra que me ensinaram a escrever com maiúsculas) a explicar que é perfeitamente normal que o homem enganado mate a mulher.

aliás, as “mulheres honestas” são as primeiras a maltratar as adúlteras. e nesta frase, tenho que concordar com a besta. as mulheres são péssimas umas para as outras mas no dia em que isso acabar, e eu acredito que acabará, bestas como este juiz serão mortas em praça pública e as mulheres que o fizeram terão todas as atenuantes e nem uma pena simbólica.

esta besta desculpou outra besta que usou uma  “moca” com pregos para agredir a mulher. 

é preciso tirar esta besta do cargo que ocupa. é preciso tirar a culpa das mulheres que continuam a ser vítimas porque “merecem”.

a culpa de uma agressão nunca é da vítima, escrevi eu há algum tempo. mas a culpa que esta mentalidade subsista é um bocadinho de todos nós. e é urgente mudar.

 

 

foto retirada do artigo do Público.

Comentários (7)

  • Nem quis acreditar que alguém, em Portugal, no ano de 2017, pudesse julgar um caso com base em critérios tão machistas e discriminatórios. Temos mesmo ainda muito por fazer!

    Responder
  • 😱😱😱 como é que isto é possível??? Mas ele (juiz) pode escrever aquelas barbaridades? E pode desculpar ou, de certa forma, justificar a agressão assim??? E vai buscar a bíblia para o caso??? Mas em que país é que vivemos? Bem… estou chocada e muuuito revoltada! 😖

    Responder
  • bem das duas uma: ou esse juiz não é imparcial e defende apenas o seu sexo de macho – o sexo masculino pode fazer tudo o que lhe apetecer, que nada lhe é imputado … ou não gosta de mulheres e aqui, satisfaz a sua revolta de ter que lidar com elas !!! gostava de ver como ele lida com casos de infidelidade masculina e violência doméstica por parte dos homens!!! não digo com isso que as mulheres não são culpadas de muitos maus ambientes familiares, mas sem dúvida são mais tolerantes, sofredoras e casos há, se têm um caso extraconjugal, o marido ou companheiro deve ter muitas culpas no cartório… mas é verdade, esqueci-me … o marido/companheiro pode fazer o que bem entender mas ela, tem de sofrer e não pode ser feliz .,.. é isso não que esse juiz quis dizer!!! é doente sem dúvida, precisa de um psicólogo e de um psiquiatra urgente 🙁

    Responder
  • […] este homem, esta besta, diz que a adultério da mulher é um gravíssimo atentado à honra e dignidade do homem. concordo. na verdade o adultério do homem é também um atentado à dignidade da mulher enganada. eu não … Ver artigo completo no Blog […]

    Responder
  • Nunca li em parte alguma um homem ser condenado por adultério, nem tão pouco foi levado à justiça por isso. Onde está a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género a levantar a voz perante tamanha barbaridade?! Nada… tudo se cala, é mais importantes falar de livros para meninos e para meninas….

    Responder
    • Não fale sem conhecimento de causa. É a mentalidadezinha deste país, tem que dar sempre a alfinetada só porque sim.

      Responder
  • Catarina, eu já não tinha palavras…e depois de ler este artigo: http://www.cmjornal.pt/sociedade/detalhe/juiz-justifica-agressao-a-crianca-de-4-anos?ref=HP_Grupo1
    Nem sei o que diga…

    Responder

Deixe um comentário