viver saudável

sou bonita ou sou feia? os malefícios da falta de confiança na imagem corporal

Nesta conferência TED que vos convido a assistir, Meaghan Ramsey fala sobre a importância de gostarmos de nós e sobre como acharmos que somos feias nos prejudica tanto. Parece que a maioria das mulheres não tem em grande conta a sua beleza. Aliás, o número de pesquisas online e vídeos com a pergunta Sou bonita ou feia? é assombrosa. Fiquei a saber que há milhares de adolescentes a colocarem esta dúvida na web para obterem a validação deste mundo. Para tornar o ecrã ainda mais negro, há um outro grupo de muito boa gente que, com um ecrã à frente, revela o seu pior lado e começa a disparar ofensas sem considerar a possibilidade da existência de sentimentos na pessoa do outro lado.

Mas de onde vem a dúvida sobre a própria beleza? A mais perfeita certeza que tenho é a de que todas as mulheres são bonitas, todas têm a sua beleza, única e irrepetível. A questão, como sempre, vem das comparações e dos padrões que nos são veiculados como regra a seguir.

A comparação é a pior coisa que podem fazer, ainda que no universo online isto se torne quase impossível. Se não nos assemelhamos à modelo do momento ou à atriz não sei das quantas, não somos bonitas? Se alguém nos diz que somos feias ou outras coisas fofas do género, não somos bonitas? Se alguém comenta o nosso aspeto, não somos bonitas? Somos bonitas ou o que quisermos ser, se acreditarmos nisso. Porque damos tanto relevo às opiniões dos outros?

A falta de confiança na vossa imagem corporal só vos prejudica. Esforcem-se por encontrar pontos positivos no vosso corpo assim como ele é, por cuidarem de vocês, por gostarem de vocês, por se aceitarem.

Os comentários ressoam na opinião que temos de nós próprias – e se não gostamos lá muito de nós, os piores comentários ou críticas podem ter o peso do mundo – confirmam aquilo que sentimos: que não temos grande valor.

Curioso é não darmos assim tanto valor aos elogios e críticas positivas. Se vêm de pessoas que nos são próximas, o que é normal, achamos que só dizem coisas boas porque são ‘obrigados’ a gostar de nós. Desvalorizamos. Mas as opiniões de estranhos, no entanto, têm um efeito quase absurdo no que toca a atingir o nosso ego e coração.

Parece-me que a ordem está invertida. As opiniões externas são tão subjetivas que o ideal é nunca ouvi-las, seja em que caso for. Vocês são quem sabe melhor o que é bom para vocês e quem são. Não há dúvida disso.

A falta de confiança na vossa imagem corporal só vos prejudica. Esforcem-se por encontrar pontos positivos no vosso corpo assim como ele é, por cuidarem de vocês, por gostarem de vocês, por se aceitarem. E por saberem, sem dúvidas, que a resposta à pergunta: Sou bonita ou feia? é sempre, mas sempre, a primeira hipótese. São lindas, acreditem! 🙂

Anita Silvestre
Consultora de Imagem & Coach

 

Comentários (3)

  • Adorei o artigo. Tem razão quando diz "a resposta à pergunta: Sou bonita ou feia? é sempre, mas sempre, a primeira hipótese. São lindas, acreditem! 🙂 " mas… é tão difícil, principalmente quando estamos fora dos padrões ditos normais…
    Um bom dia 🙂

    Responder
  • […] Nesta conferência TED que vos convido a assistir, Meaghan Ramsey fala sobre a importância de gostarmos de nós e sobre como acharmos que somos feias nos prejudica tanto. Parece que a maioria das mulheres não tem em grande conta a sua beleza. Aliás, o número de pesquisas online e vídeos com a pergunta Sou bonita ou feia? é assombrosa. Fiquei a saber que há milhares de adolescentes a colocarem esta dúvida na web para obterem a validação deste mundo. Para tornar o ecrã ainda mais negro, há um outro grupo de muito boa gente que, com um ecrã à … Ver artigo completo no Blog […]

    Responder
  • […] 4. Sou bonita ou sou feia? os malefícios da falta de confiança na imagem corporal – Dias de Uma… […]

    Responder

Deixe um comentário