viver família

livros para crianças. o que não falta na mala para as férias

a fotografia foi tirada na biblioteca de Ferreira do Alentejo (viram no Instagram?). fomos lá duas vezes durante estas férias, descobrir livros novos e ler em voz alta. nada contra os computadores, os tablets, os jogos e os vídeos (antes pelo contrário, foi a prenda do Afonso pelos seus seis anos), mas os livros são insubstituíveis.

quando eu era miúda devorava livros. vivia dentro deles e viva as histórias que eles me contavam muito intensamente. acho que este – a viagem a outros mundos e a criatividade – é um dos elementos que torna a leitura tão importante. e isto aplica-se a adultos e crianças. além disso, podem ser um elo de ligação, seja na partilha daquilo que cada um lê, seja quando lemos ou ouvimos ler em voz alta. posso juntar este facto às coisas que não sabem sobre mim: a minha mãe leu-me à hora de deitar até eu sair de casa, com 19 anos. não era todas as noites mas pedia-lhe muitas vezes.

livros para crianças são brinquedos eternos. brinquedos pedagógicos, brinquedos criativos. brinquedos que nunca passam de moda e que nunca perdem a validade ou valor. e poucas coisas são tão fortes como as palavras. desde que somos pequeninos.

nas férias há (ainda) tempo para isto. para ler em conjunto, para lerem sozinhos. na praia, em casa, durante o dia ou à noite.

a propósito disto tudo, deixo-vos mais sugestões de livros para crianças para levarem na mala das férias. para verem ao pormenor, basta carregarem nas imagens.

Deixe um comentário