construir memórias
viver família

construir memórias: férias sempre para o mesmo lugar ou ir mudando?

por aqui marcamos férias muitos meses antes do verão. na verdade começamos a falar nas férias durante as férias do ano anterior. ou seja, enquanto passeávamos nas ruas de Ferreira do Alentejo fizemos a pergunta de sempre: o que vamos fazer para o ano? o plural incluí três agregados familiares: somos três amigas que passamos férias juntas com os nossos filhos há muito tempo. sermos muitos simplifica em tudo. aliás, e como já escrevi, gostava de viver em comunidade a tempo inteiro porque acredito verdadeiramente nessa forma de vida. 

acredito, acreditamos, que vale a pena investir nas férias. e a pergunta fica: o que vamos fazer para o ano nas férias?

e explico-vos a minha dúvida. por um lado acho que construir memórias sempre no mesmo lugar é especial. porque os lugares são sempre os mesmos, porque repetimos as rotinas e os lugares de que gostamos. guardo lugares muito especiais das minhas férias, tanto em criança como em adulta – Vila Nova de Mil Fontes, o Sabugueiro, o Rogil. e gosto muito de voltar aos lugares onde fui feliz. por outro lado há um mundo por conhecer e muitas coisas novas para fazer. construir memórias é fazer férias sempre para o mesmo lugar ou ir mudando?

a primeira vontade, como todos os anos, é mudar, arriscar, ir mais longe. depois, avaliando os dias e o orçamento, e esta vontade de regressar, acabamos por repetir o lugar onde passamos férias todos juntos.

para já estamos na fase road-trip-até-ao-fim-do-mundo. daqui a umas semanas estamos a reservar a mesma casa em Ferreira do Alentejo.

 

e vocês, o que acham? fazer férias sempre para o mesmo lugar ou ir mudando? ou bastam as pessoas para construir essas memórias?

 

 

mais desta sessão que fizemos com a Lia. ficam as imagens tão boas em família em Ferreira do Alentejo.

Comentários (11)

  • Olá Catarina, para mim, que adoro viajar, quem faz as experiências são as pessoas e não os lugares. E o que ganhamos em ver coisas novas suplanta qualquer familiaridade que temos com certos sítios. Prefiro guardar isso para fins de semana grandes ou até normais, se for perto. Mas no fundo é preciso mesmo é ir!

    Responder
  • Eu volto sempre aos mesmos lugares no verão…😉
    Para fins de semana prolongados ou pequenas férias vou para novos lugares se o orçamento permitir.
    No Verão gosto mesmo de ir à mesma praia de sempre, com a mesma travessia, de jantar no restaurante dos donos e quase amigos de anos, de renovar? só os mergulhos, as leituras, as histórias, as partilhas…guardar no baú novas recordações e memórias. Saudades de tudo o ano inteiro, não dá para não regressar. Tenho o meu lugar mágico. O lugar onde tudo parece possível. Onde o melhor do dia é muito que não dá para escolher só um momento. Talvez o estar assim. Feliz sem saber. Sem esforço. Feliz. Ponto.
    Já falta pouco. Beijinho família linda.

    Responder
  • Olá Catarina,

    Eu gosto de mudar, de conhecer sítios diferentes, sentir a expectativa da novidade, no entanto já passei férias no mesmo sítio alguns anos seguidos e também era bom por já saber onde fazer as compras, os melhores locais para comer, passear… só não havia o impacto da novidade. Realmente, o importante é sair de casa, mudar de ambiente, estar com quem gostamos e nos sentimos bem. 😉

    Responder
  • Correcção: Vila Nova de Milfontes 🙂

    Responder
  • Habitualmente vamos alterando o destino de ferias, mas o ano passado a viver a minha primeira gravidez, fui tão feliz no algarve (onde não ia à anos), que dei por mim a reservar o mesmo hotel…e iremos em Setembro, já com a Carolina ao colo e com 7 mesinhos! 😘😍

    Responder
  • Olá, o importante são as pessoas, são elas que nos deixam saudades, é convívio com elas que deixa, nem que seja nas traseiras da nossa casa com uma piscina de plástico, um baloiço uma mesa cadeiras, mantas na relva e uns bons churrascos.
    Mesmo no Inverno não é bom conviver com essas mesmas pessoas, mas desta vez no aconchego da casa, sentados no sofá ou no chão cobertos com uma manta a beber um chá quente e a ver um filme de banda desenhada com as crianças?
    #maedocoracaosoueu#

    Responder
  • Férias de verão, sempre no mesmo sítio. Por termos saído do país, há um par de anos que não vamos à nossa casa da praia. E os miúdos todos os anos falam do lugar onde têm tantas recordações felizes, e pedem para voltar. Temos a felicidade de viajar com frequência para sítios diferentes mas eles pedem sempre para voltar lá no verão e falam com tanta saudade entre eles.

    Responder
  • Nem nunca me tinha passado essa questão pela cabeça! até porque desde sempre fui para o mesmo sítio com os meus pais e achava uma perda de tempo, já conhecíamos aquilo era todos os anos a mesma coisa. Tantas vezes sugeri para mudarmos de destino mas era me dito que férias que eram férias tinham de ser ali (Canárias). Conclusão: nem tinha pensado nas memórias porque as que tenho de ir para o mesmo sítio todos os anos trazem-me pouca alegria. heheeh. É apenas a minha opinião, o mundo é tão grande e tão bonito!

    Responder
  • Ainda ontem foi nosso último dia da primeira parada das férias e tivemos exactamente essa conversa. Meu marido tem as melhores lembranças das férias sempre no mesmo parque de campismo. Altas histórias, amigos de verão que ainda hoje reúnem-se quando possível para jantar e reviver sempre as mesmas histórias, acrescentando também as novas, filhos e etc. Eu, sempre conheci novos sítios, às vezes com as mesmas amigas e outras vezes com amigas diferentes às quais apetecia conhecer o mesmo destino que a mim. Também tenho histórias para contar! Bem, como a decisão é difícil, optamos por fazer o segundo filho o mais breve possível e andarmos sempre a mudar até que eles cheguem a uma idade em que já comecem a querer andar desgarrados dos pais. Adolescência. Então parece-nos que vamos eleger um sítio para bater todos os verões e, quando eles forem adultos, passam a fazer férias “sozinhos” a mudar ou não, e nós voltamos a curtir mais intensamente nosso namoro sempre a mudar.

    Responder
  • Adoramos!!! Lugares fantásticos, boas memórias!!! <3

    Responder
  • Milfontes.. as minhas memórias de infância, adolescência e ate aos meus 30 anis estão aí.. Histórias e mais histórias no meu parque de campismo SITAVA… Fui sempre tão feliz aí. Quando os meus pais deixaram de ir, eu continuei e passei a alugar casa mesmo em Milfontes. Entretanto as minhas últimas ferias lá foram em 2015 e trouxe o MEU principe S de prenda..
    Não voltei lá desde então, mas hei de lá ir ainda este verão a três… Eu o meu marido e o príncipe S, para que conheça a terra que o viu ser ” feito”…. Ultimamente temos feito férias em Manta Rota. Mas quero que o baby S construa as suas memórias como eu tenho as minhas.. Só não sabemos onde será….

    Responder

Deixe um comentário