alimentar os bebés
viver família

queridas mães de bebés – e crianças pequenas – que acordam várias vezes à noite…

esta manhã depois de me lamentar, na mensagem matinal à minha mãe, que estava cheia de sono, ela respondeu:

– temos que fazer alguma coisa! – referindo-se aos acordares da Maria Luíza

aquilo enervou-me. sendo a minha boa disposição inversamente proporcional ao sono que tenho aquilo enervou-me muito. e lembrei-me quando, aos 24 anos, acabadinha de ser mãe do G. acreditava que toda a gente sabia mais do que eu e que tinham todos uma solução milagrosa para tudo. a minha mãe referia-se à sua preocupação com meu cansaço e não a nenhuma atitude em relação à bebé. eu demorei umas quantas mensagens – ainda zangada – a perceber isso. as zangas com a minha mãe na idade adulta são muito curtas – primeiro porque já nos conhecemos e segundo porque lhe sou muito grata.

voltemos ao sono. este que me presenteou com uma neura memorável. o sono é uma merda. não é por acaso que manter alguém acordado é uma das técnicas de tortura mais eficazes. uma pessoa com sono fica desesperada e passa a acreditar seja no que for que lhe dê a menor esperança de poder dormir. e nós, mães de bebés que não dormem a noite toda – nem perto disso -, passamos a sentir que somos as únicas neste mundo. e nós, mães de bebés que não dormem a noite toda, começamos a acreditar que estamos a fazer qualquer coisa errada.

por isso, queridas mães de bebés – e crianças pequenas – que acordam várias vezes durante a noite (tantas que temos a sensação que nem uma hora dormimos):

  • calma! respirem e acreditem – mesmo que vos pareça um cenário tão impossível como ganhar o Euromilhões. as noites melhoram. às vezes demora uns anos, mas melhoram.

 

  • recarreguem baterias durante o dia. eu sei que uma sesta, ou várias, seria o ideal mas é quase sempre impossível. vão à casa de banho de porta trancada, peçam ajuda a outro adulto para terem 30 minutos em silêncio ou a ouvir música, vão ao ginásio – comigo funciona -, ou liguem a televisão se isso garantir um bocadinho de tranquilidade para os mais pequenos (sem culpa!). em jeito de resumo: peçam ajuda.

 

  • para as que dão mama: café, chá verde, chá preto, depois de almoço, pode melhorar-nos durante o dia mas também pode piorar as coisas à noite.

 

  • não se vinguem na comida – reparem que estou a escrever isto para mim. encher a barriga tira-nos o sono e melhora – durante breves instantes – a neura, mas depois, para além de mais neura porque comemos demais, ficamos ainda mais lentas e cansadas.

 

  • ignorem a quantidade impressionante de pessoas que têm solução para o problema.

 

  • e, já agora, ignorem a sorte dos pais cujos filhos dormem 12 horas seguidas – eu sei que temos fases em que até 3 horas seguidas de olhos fechados invejamos.

 

  • não se culpem e repitam: é normal, faz parte, é normal, faz parte – não adormeçam durante este processo.

    só mais uma vez: eu juro que melhora!

[a foto – tirada pelo Pedro – foi propositadamente escolhida para parecer que a miúda está a gozar com o sono de sua mãe.]

Comentários (22)

  • […] aquilo enervou-me. sendo a minha boa disposição inversamente proporcional ao sono que tenho aquilo enervou-me muito. e lembrei-me quando, aos 24 anos, acabadinhada ser mãe do G. acreditava que toda a gente sabia mais que eu e tinha uma solução milagrosa para tudo. a minha mãe referia-se à sua preocupação com meu cansaço e não a nenhuma atitude em relação à bebé mas eu demorei umas quantas mensagens – ainda … Ver artigo completo no Blog […]

    Responder
  • =)
    A neura era imperceptível nas mensagens trocadas de manhã! =) Tudo melhora! Eu também acredito!
    Respira!
    Não desespera!

    Responder
  • Possa. Coitadas. Lamento que ambas não consigam descansar. É muito muito duro e todos mandam bitaites acerca, como se a qualidade de sono dos bebés dependesse exclusivamente das acções dos pais. Até os amigos que não têm filhos se acham no direito de dizer que estamos a fazer algo de errado.
    A minha mais velha dormia muito mal. De dia fazia mini sonos, poucos, e de noite acordava dez vezes. Entre essas dez vezes, tinha espertinas. Chegava às 2h da manhã e acordava e assim ficávamos até às 5h ou mais tarde ainda.
    Ela continuava bem disposta e feliz, mas o cansaço levou a melhor e entre o 1. E 2. ano não engordou uma grama.
    Sempre que falávamos acerca disto com os médicos sentíamos nos culpados. Nunca a observaram realmente. Melhorou aos 3,5 anos.
    O irmão do meio dormiu muito bem até aos 4 meses. Depois com um ano, descobriu-se que tinha asma e faz bomba diária e o sono melhorou.
    A terceira bebé dorme a noite toda desde o segundo mês (desculpa), tendo piorado agora (tem o mesmo tempo que Maria Luíza) e nem posso dizer que seja dos dentes ou já teria 40 dentes.
    Isto para dar o exemplo que a qualidade do sono por vezes está relacionada com a saúde do bebé. Chegámos a ir com o príncipe antes de descobrir da asma, a uma consulta do sono, e ele nem foi observado. Só fizeram perguntas de rotina e que quando fosse mais crescido havia medicação para aprender a dormir.
    Muita força para vocês e que acima de tudo não vos falte saúde. Força. ..

    Responder
  • Por aqui um rapazolas de ano e meio que ainda nao dormiu uma noite seguida… fases de acordar de hora a hora..fases de dormir 2/3h mas nunca mais do que isso…claro que a culpa é da mama. Onde é que ja se viu mamar ja com dentes, e alem do mais estou a criar uma criança insegura…dizem os conhecidos amigos vizinhos psicólogos.
    Eu vou fazendo ouvidos de mercador a juntar às olheiras que ja se tornaram permanentes.
    Vai melhorar digo todos os dias…e sei que sim.
    Ate lá ha horas do dia da noite que tudo o que eu queria era dormir ate me esquecer.
    Tenho sono!! Mas tenho tanto mais amor dentro do meu coração 😉

    Responder
  • A minha filha tem três meses e meio e até aos 2 meses as noites eram um pesadelo (e os dias tambem).
    Durante o dia se não estivesse a dormir, estava a chorar. Nunca estava acordada sem chorar. À noite, acordava 3/4 vezes para comer e era um pesadelo para voltar a adormecer. Passava horas a embala-lá, até que descobri a técnica de dar de mamar deitada a meio da noite e foi a melhor coisinha pois ela mamava até adormecer e depois ficava o resto da noite na nossa cama.
    Hoje felizmente já dorme a noite toda, cerca de 10/12h seguidas, mas sinto que os dois primeiros meses me tiraram anos de vida,pois tal como tu eu adoro dormir e infelizmente lido muito mal com a privação de sono.
    Beijinhos 😊

    Responder
  • A minha filha acorda tantas vezes que já nem contabilizo, tem 2 anos e comecei o desmame que quero que seja o mais natural possível para as duas , todos a quem me “queixei” das noites difíceis tinham uma opinião quase sempre relacionada com o vício da mama , expressão horrível esta…

    Responder
  • Cá em casa dorme porque está na nossa cama mas continua a pedir mama. Os sonos durante o dia não minúsculos, o que me dá cabo dos nervos porque não consigo fazer nada, e durante a noite, mesmo dormindo, tem noites agitadas. Mas regra geral dorme e eu, mesmo despertando do meu sono, não chego a acordar. Mas preciso ganhar coragem para levá-la para a cama dela e fazer o desmame. Estou muito cansada de amamentar. O bebé só quer a mãe, rejeita os outros alimentos… Chego ao fim do dia de rastos. Força!

    Responder
    • E será que a qualidade do sono não estará relacionada com a amamentação? É que fico com a sensação de que os bebés industriais são automatizados desde cedo e conseguem um padrão de sono mais simpático. Às vezes penso que, se desse leite de fábrica, a minha vida seria mais fácil!!!!

      Responder
      • A minha filha tem 2 anos. Contam-se pelos dedos de uma mão as vezes que dormiu uma noite inteira. Não amamento desde os 8 meses e meio. Qual é a desculpa? 😉 Também me vinham com essa história da mama… depois com a passagem para o quarto dela… enfim. Nada alterou o sono dela. Simplesmente acorda.

        Responder
      • Creio que não interfere porque dou sempre mama à minha filha e ela dorme a noite toda. Mas os bebés dão todos diferentes…

        Responder
      • Não, não está relacionado. É mais um dos mil mitos da amamentação.
        O meu filho não dormia quando era amamentado. Não dorme melhor agora, que bebe ‘leite de fábrica’ (!), como disse.
        A parte boa é que sendo o segundo já não vamos nessas teorias, e sabemos que melhora com o tempo, como diz a Catarina. Mas não deixa de ser frustrante a quantidade de teorias que se ouve, quer em relação ao sono, quer em relação à amamentação. Não há pachorra..

        Responder
      • O meu filho foi amamentado até aos 13 meses e sempre dormiu muito bem, não tem qualquer efeito. A amamentação é positiva para as crianças, desde que não haja impedimentos nem desconforto para a mãe, deve ser promovida.

        Responder
  • Quando me deito, tenho sempre esperança de dormir toda a noite… Depois de 2 noites de massacre em que estive acordada das 2h30 às 5h da manhã, esta noite foi seguida… Mas é sempre uma incógnita. A minha filha mais nova, com 18 meses, dormiu no máximo 15 noites seguidas… Os irmãos nunca tiveram problemas para dormir como esta piolha que só quer colo, colo, colo… Estamos a treinar o adormecer sozinha na cama, sem chorar, que não consigo nem quero conseguir deixar filhos a gritar e a chorar, mas com festinhas e a explicar que são horas de dormir, porque ela já percebe tudo e é importante que consiga adormecer sozinha… São fases, faz parte… e é ir recarregando baterias nas noites boas, e tentando que não acorde os manos, de 4 e 7 anos, nas noites más…

    Responder
  • Coragem, eles crescem!!! A Teresinha, 27 meses adormece sozinha e acorda 1/2 vzs por noite porque não sabe da chupeta, não sabe da fraldinha, não sabe do panda, quer quentinho… mas, regra geral, volta, a adormecer tão depressa como acordou. A mana, Maria Luísa, tem 2 meses e, regra geral, dorme a noite toda ou acorda 1vez. Não pensei que isso fosse possível, a irmã demorou bastante a dormir bem..mas cresceu e aconteceu😃
    Ah, adormecerem sozinhos é fantástico e a pequena consegue por vezes. A mais velhinha é mérito da ama😂 comigo, durante o dia, só dormia abraçada a mim.

    Responder
  • Como é bom não nos sentirmos ‘sozinhas’. O meu piolho vai fazer um aninho e só uma vez, quando tinha 3 meses, é que dormiu 6 horas seguidas. Nunca mais repetiu o feito. Já cheguei à conclusão há muito tempo de que não existem fórmulas mágicas para que ele possa dormir mais de 3 horas seguidas (quando o faz, para mim já é mais do que bom). Há noites melhores e noites piores, e no entanto procuramos manter uma rotina com ele desde que é recém nascido. É sim, ainda mama, é não, não gosta de chucha. É não, não me parece que sejam essas as causas…estou de acordo com a Catarina e com as outras mamãs, que já fazem ouvidos de marcador para não ter que ouvir os outros a julgarem-nos como se estivéssemos a fazer algo de errado. Não há pachorra.

    Responder
  • […] já leram o post é dedicado às mães com crianças que não dormem à […]

    Responder
  • Boa noite, tenho dois filhos, um que acabou de fazer 2 anos e outro que vai fazer 1 ano em Janeiro. O mais velho só adormece acompanhado pelo pai ou pela mãe mas sempre dormiu à noite toda, quando mamava acodava o normal. O mais novo sempre o habituei a dormir sozinho na cama, depois de alimentado lavado e quando se vê que realmente quer dormir, e sempre dormiu bem apenas acoradava para mamar, desde as ferias que passàmos com a avó ele deixou de dormir tranquilamente sozinho, agora há sempre um choramingar e acorda montes de vezes durante a noite, sabendo que ele está bem, ou seja comido lavado e com sono, deixo chorar (atenção que a criança não se enerva), mas às vezes tem de ser porque muitas vezes é manha, é vicio da mamã etc, e muitas vezes acordam os dois porque dormem no mesmo quarto. Eu amo dormir e quando não durmo uma hora seguida fico péssima e estando com os dois em casa, não há como descansar seja a que horas for.
    Mas melhores noites virão, espero, para todos 😉

    Responder
  • Por aqui vão três anos de muito choro e revolta desespero hoje acho que já estou mentalisada quanto a isso é cada noite é uma dor de barriga. Graças a Deus tenho uMa mãe que quando vê que as coisas estão complicadas lá fica com a piquena e eu lá vou tirar uma cesta mas já lá vão três anos

    Responder
  • Não me levem a mal…mas fico tão feliz por ler estes comentários!!! Eu já ando desesperada..o meu filhote mais novo ( 3 anos) não dorme uma noite seguida! Acorda duas a três vezes por noite e só fica se eu me deitar na cama dele( q por ser pequena e deixa completamente “torta”). Já experimentei de tudo: leite morno ao deitar, chá de camomila, melatonina,produtos de ervanário…enfim… Espero mesmo que melhore com o tempo.. é que eu preciso urgentemente de dormir 😂😂

    Responder
  • […] maravilhosa bipolaridade maternal. na verdade as 3h acontecem várias vezes durante a noite. […]

    Responder
  • […] Já viram o manual prático para lidar com bebés que passam a noite acordados? […]

    Responder
  • […] de sono. Encontrei este artigo no “Metro” e achei fenomenal. Dedico-o a todas as mães que têm filhos que não dormem e que não deixam dormir. Dedico-o a quem entra frequentemente em modo zombie irritado com carências graves de memória a […]

    Responder

Deixe um comentário