PubliPost viver família

manual prático para ir de férias com filhos

férias servem para descansar, para desligar e para recarregar. a ideia não é voltarmos mais cansadas do que quando fomos. quando se trata de viajar com os filhos [principalmente quando são pequenos] há sempre possibilidade de isto acontecer. o truque está em planear e em prever situações.

e porque estamos no verão e a temporada das férias está a chegar, aqui ficam as minhas dicas práticas para aproveitar o descanso em família. todos felizes. todos relaxados.

para onde ir?

desaconselho países tropicais quando ainda há bebés que levam tudo à boca e que, ao lavarem os dentes, ainda não sabem cuspir a água. de resto, é como for melhor para os pais. o que interessa é que eles tenham a máxima facilidade em simplificar. assim, vão cansar-se menos e relaxar mais com a família toda.

a ideia é andarem sempre todos juntos? ou é suposto os pais terem algum tempo só para eles? para estas decisões importa muito, por exemplo, o tipo de hotel, bem como o destino.

exemplos: se forem para um resort possivelmente vão ter monitores que acompanham as crianças e atividades durante o dia. por outro lado, se forem para uma casa ou para um centro urbano, vão andar sempre juntos.
quando os destinos são de praia, aconselho a que o hotel ou a casa que escolheram tenha ligação direta ou que seja perto da praia. facilita muito.

como viajar?

de avião, de carro, de comboio. para que tudo corra bem, interessa apenas seguir algumas regras de sentido prático.
de carro: levar a cadeira auto, claro. escolher a melhor altura do dia, como a manhã, para ninguém desesperar com o calor. fazer algumas paragens durante o percurso, ter snacks preparados para a fome e organizar uma playlist de música que agrade a todos.
de comboio: marcar os lugares e tentar perceber quais é que são as carruagens com mais lugares vagos. assim, se os miúdos começarem a chorar vão incomodar menos pessoas. os snacks são importantes, bem como a água.

de avião: tentar escolher sempre os voos diretos e, de preferência, de manhã ou à noite para os miúdos conseguirem dormir. reservar atempadamente os lugares e tentar que estes fiquem na frente do avião de modo a utilizar as cadeirinhas fornecidas pela companhia. nunca sentar o bebé no lugar junto ao corredor, uma vez que este é estreito e estão sempre pessoas e as caixas da comida a passar. vestir roupas confortáveis e levar bagagem de mão prática e funcional.

o que levar?

– levar a casa atrás não é, de todo, o ideal, mas falamos de férias com filhos, e o arrependimento será maior se deixarmos para trás alguns objetos essenciais. falo do carrinho de passeio, da cadeira de comer e da cama de viagem. são fundamentais. podem ainda adicionar o sling, no caso de terem bebés. Facilita muito a vida e deixa-nos os braços livres.

– bem sei que férias são férias, mas quando não há orçamento para almoçar e jantar fora todos tem de se comer em casa [e as melhores memórias nascem destas refeições]. para que não haja stress e confusão, vale a pena fazer um planeamento das refeições para as férias.

– feito o planeamento, é hora de comprar. façam as compras online ainda antes da partida. depois, já no destino, comprem as coisas mais frescas no mercado local. também pode ser um programa giro, no caso dos miúdos serem mais crescidos.

– levem uma mini farmácia com todos os medicamentos mais importantes. façam também um kit de primeiros socorros para o caso dos miúdos se magoarem.

– o protetor solar também é muito importante. excepto no caso dos bebés, que têm a pele mais sensível e que exige um cuidado especial, basta um protetor para a família toda. quanto menos levarem, melhor!

– aconselho ainda a levarem uma piscina pequena. pode funcionar como uma espécie de parque para as brincadeiras da praia. os miúdos mantêm-se seguros e nós ficamos mais relaxados!

Comentários (4)

Deixe um comentário