o meu diário

se tenho saudades do blog como era há doze anos?

há doze anos. e doze anos são uma vida. aliás em doze anos cabem vidas infinitas. há doze anos as caixas de comentários deste blog eram um mundo e tinham vida própria. eu tenho saudades. tantas. assim como tenho saudades do Chiado quando a redacção ainda cheirava a fumo dos cigarros queimados à velocidade dos caracteres em hora de fecho. já sei, já sei, eu tenho saudades de tudo. e tenho mesmo. uma leitora dizia-me que tinha saudade do blog antes da publicidade. eu também tenho saudades dos blogues como eram há doze anos. tenho saudades dos blogues antes do facebook. tenho saudades das caixas de comentários cheios de conversas boas. hoje em dia as caixas de comentários enchem-se apenas em posts polémicos. e tenho saudades de escrever no blog quando era lida por poucas pessoas. tenho saudades de escrever tudo sem medir as palavras.

mas [o mas que muda tudo] doze anos é muito tempo. nestes doze anos fui jornalista, trabalhei em comunicação, estive desempregada e editei três livros. nestes doze anos juntei dois filhos ao meu filho agora grande. em doze anos ganhei muitos leitores, mesmo muitos. eu gosto muito que me leiam ou escreveria as minhas memórias num caderno de papel. em dez anos fui aceitando parcerias comerciais porque me permitem trabalhar através de casa e estar mais presente na vida dos meus filhos. há doze anos também fazia publicidade no blog [posts e posts para a nutella 🙂 ] mas não ganhava nada com isso.

se tenho saudades do blog quando nasceu? tenho sim. tenho saudades das pessoas, tenho saudades da liberdade de uma miúda de 27 anos com um único filho que nem sequer lia. tenho saudades da minha ingenuidade. nestes 13 anos levei muita porrada, aprendi muito, cai e levantei-me.  no blog e na vida. tenho saudades de muita coisa mas não queria voltar para lá.

e como já escrevi tantas vezes: este é o meu diário e eu sou só pessoa. cheia de contradições, incoerências variadas, celulite e macacos no nariz, a precisar de ganhar para sustentar os meus, com dias em que estou exausta, com dias em que estou histérica. mas sou sempre honesta. como há doze anos.

 

[a foto tem doze anos…]

Comentários (6)

  • Que a caixa de comentários se encha de felicitações por esses 12 anos. Entrei em Outubro de 2003 para a blogosfera… ainda com um blog numa plataforma brasileira, Weblogger… que o Brasil sempre foi mais avançados nestas coisas… talvez pela proximidade com os EUA, ou se calhar por outra coisa qualquer…

    Escrevia os post em Word e esperava que houvesse rede para os copiar e inserir no backoffice do blog… quando estava online. Muitas vezes estava off e nem sempre conseguia publicar com facilidade.

    Os amigos eram os meus leitores… e uma ou outra pessoa que por curiosidade, após receber os meus emails caseiros a divulgá-lo, lá ia ao endereço.

    Primeiramente nem fotografias tinha. O layout era básico, mas cheio de cor: rosa, vermelho, azul… não limpo e claro como os blogs modernos. As colunas eram estreitas para caber tudo no écran, ainda minúsculo, do computador. Écran pequeno numa caixa grande e pesada… não como agora estes planos e gigantes, onde o blog tem o tamanho de uma praia.

    Depois em 2004 passei para a plataforma Blogger e aí já o backoffice era mais completo e não falhava tanto. Nalguns momentos saber o básico de linguagem HTML ajudou, como aliás ainda ajuda.

    A partir daí foi um saltitar de servidor em servidor… um blog no Sapo, um no WordPress… e uns tantos ainda e sempre no Blogger. Pela curiosidade e pela indisciplina.

    Parabéns, Catarina, parabéns sobretudo pela permanência. Parabéns por não desistires quando parece que o que fazes não dá frutos. Parabéns por acreditares no teu projecto, mesmo que os outros te digam que és louca, que isso é perda de tempo, que isso não é um trabalho sério… Parabéns por te manteres fiel às tuas decisões quando os outros as questionam. Parabéns, Catarina, pela lealdade a ti mesma, sem criares outra personagem só porque sim… porque os leitores iam gostar mais (palmas, por continuares a publicar imensas fotos da Maria Luiza, mesmo depois de tantas queixas… que o blog já não agradava e por aí fora)… Parabéns por escreveres mesmo nos dias em que não te ocorre outra coisa do que descansar, estares contigo mesma, fazeres uma pausa… ou nos dias completamente cheios… Parabéns por tudo isto e muito mais, porque… posso não ter um blog de sucesso, mas sei porque não o tenho. Parabéns!

    Responder
  • 12 anos, parece que foi ontem!
    Saudades da foto dos pés 🙂

    Responder
  • Olá Catarina. Sigo-te há pouco tempo mas gosto de te seguir. Não te sigo no Facebook porque prefiro este formato. Não adoro os posts de publicidade mas entendo que tenham de existir – e acho que os fazes de forma a que sejam relevantes e de acordo com a tua forma de estar. Não comento muito porque a caixa de comentários hoje em dia enche-se de afrontas e não tenho perfil para isso. Mas Parabéns pelo blog – continua por aí que eu continuo por aqui

    Responder
  • Parabéns por estes 12 anos de blog. Sigo à bem menos tempo, porque nunca fui muito de tecnologias e blogs…
    Se tens mais publicidade no blog agora do que à 12 anos… acho perfeitamente normal! E as pessoas têm de entender que isso faz parte, porque tens filhos para sustentar, tens um blog para manter e porque é natural que haja esse tipo de post.

    Portanto, mantem-te assim, fiel a ti própria e sempre a inspirar, como já te disse noutras oportunidades que o fazem.

    Beijinhos
    Repito, porque não me canso de o dizer, parabéns pelos filhos em particular a Maria Luisa que é uma fofa… sou suspeita porque sou mãe de uma filha linda também e tenho particular ligação c as meninas 🙂

    Responder
  • Há 12 anos que acompanho não assiduamente o teu blog. Lembro-me de escreveres sobre o cheiro de bolachas do G., Da mudança de casa… De quando passaram a ser 3 🙂 e tudo o que tem acontecido. 🙂 É muito bom ver o percurso… E não é obrigatório sermos coerentes ou sempre os mesmos ou seja o que for… Somos humanos e podemos mudar todos os dias se quisermos… A piada é essa. Fiquei especialmente feliz quando soube que finalmente o verdadeiro amor… A verdadeira história de amor te aconteceu :). Beijinhos e muitas felicidades a todos

    Responder
  • Que pena que tenho de não ter acompanhado o blog quando era há 12 anos. Tenho a certeza que era bom, tal como é hoje. Que as conversas eram otimas.
    Os blogs hoje são algo de diferente porque são vistos como uma possibilidade a quem os cria. O que não é mau, antes pelo contrario. Mas tira muita da simplicidade e do “ser” genuino que cativa.
    Que este espaço faça mais 12 anos. E se lhe apetecer que acrescente mais 2 filhos aos que já tem :).
    Que tenha muitas parcerias para que possa ter a possibilidade para estar mais com os seus. Eu sei que a ter a mesma hipotese não pensava duas vezes.
    Beijinhos

    http://embuscadafelicidade.blogs.sapo.pt/

    Responder

Deixe um comentário