o meu diário viver família

Porto meu amor [algumas razões porque sou apaixonada por esta cidade]

já aqui o disse muitas vezes: o Porto faz parte da minha geografia sentimental. é mesmo: Porto meu amor. é aquela cidade em que me sinto em casa, e onde me apetece sempre voltar. se calhar é porque não vivo lá mas tenho uma verdadeira paixão pela única cidade para onde já pensei mudar-me.

prometo sempre que vou tomar nota dos lugares que mais gosto mas quando chego, desligo a cabeça e descanso. pelo menos vou registando os lugares onde mais gosto de comer [o que representa cerca de 70% do tempo que lá passo] e os lugares onde gosto de ficar.

 

onde comer no Porto? 

“ovos perfeitos, tostas barradas a abacate, panquecas com manteiga de amendoim e taças de açaí.” 

 

antes de ir a qualquer restaurante costumo ir espreitar a classificação no Zoomato. gosto de ler os comentários. assim fiz quando me sugeriram ir ao Zenith. eram consensual que a comida era fabulosa mas diziam muito mal do serviço. arriscámos na mesma e ainda bem. é verdade que está sempre cheio [fiquem a saber que no último domingo cheguei às 9h50 para arranjar mesa e antes de abrir já havia fila] mas o atendimento é cuidadoso e rápido para a quantidade de pessoas.

o espaço é muito agradável [eu gosto muito daquela zona central do Porto e daquela praça em particular]. a comida é divinal. para mim o verdadeiro conceito de brunch, um pequeno almoço tardio que tira a fome até ao lanche. provem tudo. é só isso que vos digo.

 

Zenith – Brunch & Cocktails Bar

Praça de Carlos Alberto, 86

 

“panquecas, panquecas e mais panquecas.”

pronto, eu adoro panquecas. e adoro as panquecas d’O Diplomata, espaço com que fiz as pazes na última vez que estive no Porto. eu explico: a primeira vez que fui a’O Diplomata adorei, adorei tanto que fui lá todos os dias do fim-de-semana. na segunda vez que lá estive [cerca de um ano depois] detestei, esperámos mais de uma hora para ser atendidos e o serviço foi todo péssimo. mas achei que aquelas panquecas mereciam uma segunda oportunidade e no sábado voltei. vale a pena. escolham as de aveia e tinham todos os toppings a que têm direito. que seja a vossa refeição livre e feliz.

O Diplomata

Rua de José Falcão nº32

 

“gelado paleo de cacau! isso mesmo, gelado saudável.”

foi sugestão de uma seguidora do instagram de que gosto muito. voltámos de propósito a Matosinhos só para lá ir. são mesmo bons e olhem que sou muito esquisita com gelados.

Modì  -Gelateria italiana

Praça Cidade do Salvador, 296, Matosinhos

 

“comida daquela que sabe a casa da avó e uma conta tão barata que nem acreditam.”

deixemos os doces. este é daqueles restaurantes em que nem sequer pensem em pedir legumes à parte, serão olhados de lado. aliás nem vale a pena inventar muito, o melhor será ligar antes para saberem quais são os pratos do dia. vão com fome e preprarem-se para a surpresa da conta [nunca paguei mais de 5€ por pessoa]. se gostam vão no dia da cabidela!

Restaurante Tia Aninhas

R Senhor Boa Morte 15, Lordelo do Ouro

 

 

“restaurante pequeno e tudo maravilhoso.”

este restaurante tem uma boa história na minha vida. o Pedro insistiu que fossemos e eu fiz aquela cara de “tu nunca tens boas ideias para restaurantes”. cedi, ligeiramente [muito] contrariada e depois pedi desculpa porque ele tinha razão. fiquei um bocado impressionada com o serviço e a qualidade da comida num restaurante onde só trabalha o marido e a mulher. para quem gosta de carne: peçam o rosbife. para quem prefere arroz: sardinhas fritas com arroz de tomate e pataniscas com arroz de feijão. ou sigam a minha sugestão e peçam tudo.

Petisqueira do Godinho

Rua do Godinho, 144, Matosinhos

 

 

[sugestões são sempre bem vindas! estejam à vontade.]

 

 

e onde ficar?

eu adoro o Airbnb. gosto de focar numa espécie de casa quando vou aos sítios até porque, com crianças, é bastante mais prático.  mas há excepções, então a dois, há mesmo maravilhosas excepções, como o My Ribeira Guest House [já vos falei aqui desta guest house]. é linda. neste fim de semana fiquei no Porto Náutico, reservado à pressa depois da decisão de ficar pelo Porto, e adorei. a piscina foi a cereja no topo do bolo [é a da foto]. tenho dinheiro também gostava de ficar um dia no Pestana Vintage Porto [onde tirei umas fotos com a Maria Luiza].

e agora vou ver em que fim de semana consigo voltar porque fiquei cheia de saudades. Porto meu amor.

 

Comentários (3)

  • […] prometo sempre que vou tomar nota dos lugares que mais gosto mas quando chego, desligo a cabeça e descanso. pelo menos vou registando os lugares onde mais gosto de comer [o que representa cerca de 70% do tempo que lá passo] e os lugares onde gosto de … Ver artigo completo no Blog […]

    Responder
  • Acabei de regressar do Porto e nem imaginas o quão bom é perceber que este sentimento é partilhado.
    Também considero mudar-me para lá em breve. Quem sabe quando acabar o curso…

    Se gostar de ver o Porto pela minha lente, está convidade a dar um salto no meu cantinho blogosférico.
    Creio que irás gostar.

    Um beijnho.
    http://juvibes.blogspot.pt

    Responder
  • Porto, é paixão! !!

    Responder

Deixe um comentário