viver saudável

Será que o tamanho não importa mesmo?

Na semana passada terminou mais uma maratona de visitas às escolas para responder às questões deixadas pelos mais novos.  A juntar a estas, recebo semanalmente, tantas outras no meu email e no meu facebook. Acho que existem dúvidas que se destacam, porque se repetem muitas vezes. E, apesar de falarmos disto uma, duas, três… mil vezes, há sempre quem a seguir comente: mas será que o tamanho não importa mesmo?

Se há angústias e preocupações masculinas poderosas elas vão diretamente para o seu pénis! Os meninos, os rapazes e os homens querem-no grande, querem vangloriar-se de serem bem servidos e de surpreenderem as suas parceiras com os seus atributos. A verdade é que os homens  foram sempre educados a valorizar o seu órgão sexual: Então Zézinho tu diz lá ao tio António se não tens uma pilinha grande como a do pai! Alguém já ouviu uma mãe dizer à filha: Oh Joaninha, tu diz lá à tia Amélia se não tens umas maminhas tão lindas como as da mãe! Nada disso!

A valorização do órgão sexual masculino é algo primitivo. É possível verem-se pintadas em algumas cavernas homens com falos gigantes, ainda que em determinada parte da história da sexualidade se acreditasse que os homens não tinham qualquer papel ativo na fecundação. Sim, há relatos de mulheres de pernas escancaradas à chuva à espera que a natureza tratasse do assunto e há relatos de éguas que engravidaram fecundadas pelo vento. Mas as pinturas estão lá e mostram , desde sempre, que ser grande e poderoso não era indiferente.

Se hoje abrirmos um jornal, observamos a quantidade de produtos que prometem fazer crescer o órgão sexual masculino. E há  muitos homens que se aventuram a tentar. Já ouvi relatos surpreendentes em consulta. Cheguei mesmo a ouvir um paciente que me disse que usava uma espécie de esticador durante a noite, que comprou por uma fortuna, esperando ter o mesmo efeito que as senhoras que usam inúmeros anéis no pescoço para o alongarem e ficarem mais bonitas. O que o espera é disfunção na certa, mas quem é que o conseguia demover? Mais: se acham que a moda das depilações nos homens é uma questão de higiene, não se iludam – a maior parte fá-lo porque, visualmente, com a eliminação da penugem, ganham logo mais 1 centímetro no órgão sexual. Durante a penetração, em determinadas posições, o homem consegue ver todo o seu órgão que parece bem maior, sem pelos pelo meio. Desencantadas?

Apesar de todas estas constatações, ainda não respondi ao desafio da pergunta inicial. Aqui, entre mulheres, não nos enganemos: apesar de alguns estudos referirem que o tamanho do pénis não é mais importante para a nossa satisfação sexual, a não ser quando ele é inferior a 10 cm, a verdade é que dificilmente conseguimos esconder a surpresa quando nos dececionamos. Principalmente quando já os vimos maiores. Apesar disto, é preciso ter em consideração um aspeto para não tirarmos conclusões precipitadas: aquilo que mais nos satisfaz é a habilidade e as competências do nosso amante. Afinal também já nos ensinaram que, às vezes, os maiores presentes vêm nas caixas mais pequeninas.

Vânia Beliz
Sexóloga

 

 

Comentários (1)

Deixe um comentário