viver família

em viagem, o que levar? [também lhe podemos chamar desejos consumistas]

quem me segue pelo Instagram já deve ter percebido que vim de viagem, em família, para São Miguel, nos Açores. o pretexto foi mais um workshop, em forma de lanche, que aconteceu no maravilhoso Andar de Cima. obrigada a todas as miúdas lindas que participaram!

desta espécie de mini-férias surgiu-me a ideia de criar uma lista com as coisas que devemos trazer quando vamos para fora de casa. sugiro-vos desde coisas mais básicas, a outras que, ainda que mais improváveis, vamos desejar ter incluído na altura de fazer as malas.

nunca esquecer: um livro fácil de ler, ou seja, que sabemos que vamos gostar [não é altura para arriscar muito], levar música para durante a viagens e paga o destino [aqui sugiro umas colunas para não andarmos sempre com os auscultadores], uma mala com rodinhas [fundamental quando há filhos pela mão] e um saco prático para a bebé. em viagem o saco do bebé serve também para ser a nossa mala, embora eu eu prefira mochilas, como as que mostrei aqui.

ainda dentro da temática “viajar com filhos”, vou escrever mais sobre isto, prometo!, avaliem – consoante o bebé e o destino – se levam o carrinho ou uma solução de babywearing. desta vez trouxe também o set&seat da MadainLisbon para a Maria Luiza ficar connosco à mesa.

em viagem é muito bom provar as iguarias típicas de cada lugar – por aqui têm sido dias de bolo levedo – mas levo sempre comigo barras proteicas para desenrascar uma emergência, principalmente nos aeroportos, e não andar a comer porcarias. quando são muito dias sempre os meus suplementos habituais [se quiserem comprar este tipo de coisas com desconto basta irem à loja online da My Whey e por o código PRINCESAS].

igualmente importante, especialmente se decidirem dar descanso ao telemóvel e à cabeça: a máquina fotográfica e um caderno em jeito de diário [e também para escreverem a vossa lista de desejos do que querem visitar, com recortes e sugestões de lagares para comer, por exemplos], os cadernos de viagem da Moleskine são perdição. se voltarmos ao vício, convém levar internet. uma dica se forem para o estrangeiro: comprem um cartão de dados local porque fica muito mais barato.

eu viajo sempre com pouca roupa e vou lavando – à mão ou à máquina, se existir. simplificar! um bom par de ténis é essencial e os óculos escuros também.

última dica: ponham a aplicação da Cabify no telemóvel porque poderá fazer falta para sair do aeroporto e dar as vossas voltas no destino escolhido [se não usam a app, podem fazer a primeira viagem grátis utilizando o código PRINCESAS].

há 12 elementos essenciais que devem fazer parte de qualquer “kit viagem”. para verem ao pormenor cada produto, basta carregar em cima da imagem.

Comentários (2)

Deixe um comentário