este post
dieta das princesas o meu diário viver saudável

este post não é sobre a Maria Luiza [ou talvez seja]

este post é sobre peso. e na verdade também é sobre a Maria Luiza, sobre a gravidez e sobre estas quase 38 semanas que já passaram desde que a minha miúda nasceu. interessa repetir que – para mim – é necessário tanto tempo de bebé cá fora como aquele que passou na barriga para fisicamente começar a normalizar.

nas últimas semanas, como já vos tinha dito neste post, regressei ao meu peso. chamo assim ao peso com que me sinto bem [mas também aquele que consigo manter sem sentir que estou em permanente restrição]. voltar ao meu peso é também um regresso à calma. porque significa que estou mais equilibrada, controlada e com capacidade para cuidar de mim [nesta logística de cuidar de muitos antes disso].

aprendi – como relatei no livro Dieta das Princesas – que cuidar de mim é fundamental. o peso é apenas uma consequência disso.

 

mas, em hora de pequeno almoço, aqui que queria partilhar com este post era partilhar algumas dicas para quando sentimos o pós parto e o peso como uma luta.

 

calma

quanto menos pensarem no assunto mais fácil será. respeitem o vosso cansaço e não sejam demasiado exigentes. se acabaram de ter um bebé e comeram uma embalagem inteira de bolachas Maria [não falo dos pacotes de quatro unidades mas sim daqueles grandes] não é o fim do mundo. ok, convém não fazer o mesmo todos os dias.

comida de conforto

isto serve para o pós parto e para qualquer altura da vida: encontrem em alimentos saudáveis o conforto e a saciedade que conseguem com “porcarias”. eu consigo isso com papas de aveia, com um iogurte natural e uma enorme colher de manteiga de caju, com uma salada gigante desde que inclua umas sardinhas em lata picantes, e até pescada cozida com todos [desde que seja no restaurante porque em casa não em sabe ao mesmo]. neste pós parto descobri que adoro sopa bem quente.

hidratação

beber água, beber água e beber mais água. e infusões como camomila ou cidreira. acalmam e os nossos bebés agradecem.

exercício

com o devido respeito pelo cansaço e a inevitável restrição de tempo para quem tem os miúdos em casa, não desistir de ir treinar. nem que seja uma caminhada a empurrar o carrinho.

e calma outra vez…

porque não há menos maior inimigo das boas decisões do que o cansaço.
[para saberem mais sobre estes produtos basta clicarem na imagem]

Comentários (2)

  • que foto linda, que bebe fofa!!!

    Responder
  • 7 meses depois de ser mãe pela segunda vez, estava mais magra do que antes de engravidar.
    Não posso dizer que tenha feito muito exercício, mas uma coisa que me tem ajudado muito a manter o peso (e a mente descansada) é o yoga. Comecei há semanas e noto uma diferença muito grande no corpo, na forma como encaro a alimentação e, principalmente, na calma com que encaro a maior parte dos desafios diários.
    Nunca fui pessoa de grande actividade física mas agora, com duas filhas pequenas, senti mesmo muito a necessidade de estar mais enérgica e alerta. Mudei o estilo de vida e melhorei ainda mais a alimentação (deixei a carne vermelha e estou a deixar o leite de vaca).
    Recomendo muito: goo.gl/tWGK2I

    Responder

Deixe um comentário