Inspiração: relembrar quem nos prova que é possível mudar e ser feliz
viver saudável

Inspiração: cuidar da pessoa que somos

A vida de Ana Knapic já deu tantas voltas. Escrevo com a falta de isenção porque somos amigas. A Ana nunca mais largou o ginásio nem a alimentação saudável e equilibrada. Está cada vez mais bonita. E os quase 35 quilos que perdeu nunca voltaram. Mudou de vida para ser mais feliz.

Sandra Gonçalves teve receio de não ver as filhas crescer, depois de uma forte dor no peito a ter levado ao hospital. O médico disse-lhe que era urgente que perdesse peso. E assim o fez. Hoje pesa 65 quilos. Constância Franco deixou uma carreira estável para se mudar para Sesimbra. Foi ali, junto ao mar, que arriscou e concretizou um sonho de criança: abriu o seu próprio restaurante, o Aloah Café [que felizmente está quase a chegar também a Lisboa]. A Catarina Gonçalves tem um novo restaurante no Chiado [delicioso!] – Ao 26 – Vegan Food Project.

Lembram-se destas histórias? Não são novas aqui no blogue. São alguns dos casos que provam que mudar de vida é possível. A gravidez da apresentadora Carolina Patrocínio, as maratonas de David Storch, a motivação da Wesa Silva, a alimentação consciente da chef Joana Moura [minha amiga e autora do maravilhoso blogue de cozinha – o “jocooking“] e também o meu.

Não as relembro por acaso. Tenho uma novidade para vos contar: vêm aí mais histórias e vamos trazer-vos notícias destas pessoas. Queremos a inspiração necessária para cuidar da pessoa que somos. Fiquem atentos!

 

“inspiração”

Movimento pelo qual se leva o ar aos pulmões;

Ideia ou pensamento que surge de repente;

Insinuação, conselho.

Coisa inspirada.

 

Comentários (2)

  • […] Sandra Gonçalves teve receio de não ver as filhas crescer, depois de uma forte dor no peito a ter levado ao hospital. O médico disse-lhe que era urgente que perdesse peso. E assim o fez. Hoje pesa 65 quilos. Constância Franco deixou uma … Ver artigo completo no Blog […]

    Responder
  • […] uma ideia completamente errada em que confundimos aceitação com desleixo. da mesma forma que achamos que dedicação, ao ginásio ou a uma alimentação irrepreensível, é obsessão. nem uma coisa nem outra. todos os corpos são diferentes e devemos perceber a beleza de cada […]

    Responder

Deixe um comentário