o meu diário

feliz ano novo!

Antes de mais: feliz ano novo! Sem champanhe, nem contagem decrescente para a meia noite em todos os canais de televisão, ontem celebrou-se a (minha) passagem de ano.

É verdade, fiquei parada no tempo em que estes dias cheiravam a cadernos e livros novos. O regresso às aulas, os horários novos, aqueles que trazia da papelaria Capas Negras, um para copiar as disciplinas e as salas, expostas na vitrine do corredor que fazia eco, outro para passar a limpo. Não me interessa a palavra “letivo”, para mim Setembro é sempre o início de um novo ano.

São estranhos os últimos dias de Agosto. Agosto é o mês de todos os balanços. Os dias são mais longos, trocamos as rotinas e tentamos desligar. Em jeito de metáfora, o verão permite-nos andar de chinelos e depois voltamos a ter que calçar os sapatos.

A minha sugestão para a despedida do ano que acaba é começar por imprimir alguma fotografias das férias. Escolho as mais felizes, aquelas em que estamos todos a sorrir, com o nariz queimado do sol e os miúdos com bigodes de açúcar da bola de berlim. Depois escrevo doze objectivos, um para cada mês, coisas simples e realistas: poupar 100 euros, pagar a dívida do cartão de crédito, ir visitar os meus avós, ler um livro até ao fim, ou escolher o lugar em que quero passar as próximas férias.

Agosto é também o mês dos balanços contabilísticos. É tempo de fazer contas à vida, no sentido literal da palavra. Os gastos extra das férias e do regresso às aulas estão feitos e é possível perceber os estragos. A minha única sugestão de poupança é anotar tudo o que se gasta, cada cêntimo.

Às fotos das férias e aos doze objectivos para o ano que aí vem junto um horário com todas as obrigações e quinze minutos para não fazer rigorosamente nada, só respirar.

Cá em casa, antes de ir de férias, quando preparo as malas, arrumo a roupa. Separo o que já não serve, mas pode ser vendido na próxima feira de roupa em segunda mão, aquilo que quero dar e aquilo que ainda serve para as férias. Faço uma lista das coisas que fazem falta e compro nos saldos. Quando regresso de férias os armários estão arrumados e organizados.

O frigorífico, que ficou a descongelar e a poupar 15 dias à conta da eletricidade, recebe as primeiras compras do ano. Gostamos de fazer estas compras de supermercado em família e tentamos que sejam uma forma de cumprir um objetivo da minha lista: comer de forma saudável.

Ficam as sugestões, em jeito de uma forma mais suave de voltar a calçar sapatos. É a minha forma de desejar bom ano.

feliz ano novo! 

Comentários (15)

  • Também ando a escolher as fotos das férias e a destralhar brinquedos. este mês dá-me uma grande vontade de arrumações e renovações.

    Responder
  • Bom ano Catarina!

    Responder
  • Também aproveitei estes dias para imprimir umas fotos das férias. Mas vou transformar estes primeiros dias de Setembro numa extensão de Agosto e fingir que o Verão ainda está longe de acabar.
    Para mim, Setembro também é um mês de recomeços, um "ano novo", o que não quer dizer que esteja muito contente com isso. :x*

    http://www.joanofjuly.com

    Responder
  • bela forma de começar o ano 🙂 bom ano então *

    Responder
  • Por cá também costuma ser assim: com Setembro chega um novo ano. Mas desta vez ando com as voltas trocadas… obras em casa dá nisto!

    Responder
  • Bom Ano Novo! 😉

    Responder
  • Olá Catarina,

    Daqui Catarina. Quase todos os dias leio o Blog, mas hoje trouxeste-me à lembrança uma memória de infância- Ir às Capas Negras! Maravilhoso!! E o cheiro a papel novo…Humm.

    Viva Setembro e o ano novo!

    Responder
  • Olá Catarina,
    Daqui Catarina. Hoje trouxeste-me a memoria de ir às Capas Negras e o maravilhoso cheiro do papel novinho…HUMM!

    Viva Setembro e o Ano Novo

    Responder
  • já eu, cá com os meus botões, não gosto de setembro por achar que é um 'wanna be' janeiro.
    um beijinho, Maria

    Responder
  • Que bom que não sou a unica!! Setembro para mim também é inicio do ano… Feliz Ano Novo!!
    beijinho
    (a comentar pela primeira vez, armada em timida, mas adoro o blog!!)

    Responder
  • Não tenho por hábito comentar… Mas hoje o sentimento mútuo deu-me vontade de dizer que sinto exactamente o mesmo! 😉 Mais do que o verdadeiro Ano Novo (onde vimos extasiados das festas e da azafama da família e convívios), Setembro é o mês em que tivemos tempo nas férias para pensar e traçar novos objectivos e também para recuperar forças e energias para por os novos planos todos em pratica!
    Como eu tenho dito, no "regresso ás aulas" muita coisa é para mudar/melhorar! 🙂

    Responder
  • Tb me sinto um pouco assim, mas desorganizada, entre tralhas de escola que podem ainda ser usadas e as novas que começam a chegar, as roupas quentes misturam se com as frescas ,casa pequena faz me ter roupeiros de verao e de inverno entre arrecadação e quarto,uma confusão fazer estas trocas e indecisão se faz frio ou calor, o sentir os dias de luz a diminuir, a sensação de que algo está no fim mas não sei bem o quê, e o fogo de artifício do encerramento das festas de corroios que dão aquele desenrolar de imagens na alma de tudo o que se fez e ainda se pode fazer.

    Responder
  • Tb me sinto um pouco assim, mas desorganizada, entre tralhas de escola que podem ainda ser usadas e as novas que começam a chegar, as roupas quentes misturam se com as frescas ,casa pequena faz me ter roupeiros de verao e de inverno entre arrecadação e quarto,uma confusão fazer estas trocas e indecisão se faz frio ou calor, o sentir os dias de luz a diminuir, a sensação de que algo está no fim mas não sei bem o quê, e o fogo de artifício do encerramento das festas de corroios que dão aquele desenrolar de imagens na alma de tudo o que se fez e ainda se pode fazer.

    Responder
  • […] para lerem e pensarem naquelas que forem mais importantes para vocês. e mudarem aquilo que valer a pena. Setembro tem sabor a ano novo, por isso é uma boa altura para fazer resoluções.  […]

    Responder
  • […] para lerem e pensarem naquelas que forem mais importantes para vocês. e mudarem aquilo que valer a pena. Setembro tem sabor a ano novo, por isso é uma boa altura para fazer resoluções. […]

    Responder

Deixe um comentário