viver família

[e o nosso domingo] *

dormimos com uma janela aberta, sempre a ouvir as ondas. acordar com aquela vista é mágico. o pão todo que me esperava no pequeno almoço também era mágico. ainda mais magia só mesmo nos crepes feitos no momento e cheios de canela. depois os miúdos foram brincar para o Vimeiro Clube Aventuras. a oferta de actividades é enorme mas com os mais pequenos ficámos-nos pelos insufláveis, mini-golfe, trampolim e jogos tradicionais.

regressámos pelo caminho do mar para ir comer uma mariscada que acabou por ser boicotada pelo meu filho pequeno que resolveu fechar a porta do carro no dedo polegar. em segundos ouvi o grito e abri a porta. mas sono, fome e um dedo a latejar levaram-nos a poupar todas as outras pessoas do restaurante a levarem com os gritos do puto. seguimos viagem, eu cheia de fome, o mais velho cheio de fome, o puto pequeno a dormir com o dedo estrategicamente colado à lata gelada da bebida que comprei para o acalmar. soube bem regressar a casa mas tinha sabido ainda melhor ficar uma semana inteira [com aulas de surf todos os dias].

Deixe um comentário